Topo Cafe Brasil
Mini Foto Luciano Pires

Luciano Pires - Desconfio

luciano pires desconfioAndo desconfiado. Desconfio do que leio nos jornais. Desconfio do que vejo na TV. Desconfio do que recebo pela internet. Desconfio das estatísticas dos políticos. Desconfio das estatísticas dos economistas. Desconfio do desconto na loja. Desconfio da promoção da empresa de telefonia. Desconfio do brinde no posto de gasolina. Desconfio do vendedor. Desconfio do padre. Desconfio do policial. Desconfio do eletricista. Desconfio da pessoa que me aborda para perguntar as horas. Desconfio de quem defende o governo. Desconfio de quem ataca o governo. Desconfio de quem não gosta de política. Desconfio do técnico do meu time. Desconfio do filme que ganhou o Oscar. Desconfio do vinho que me servem. Pior: desconfio que estou educando meus filhos a desconfiar dos outros.

Tô ficando louco? Velho? Ranzinza? Ou sou apenas um brasileiro deste início de milênio, igualzinho a você?

Meio século de vida me mostrou que confiar cegamente é perigoso, mas a impressão que tenho é que saí do oito pro oitenta! E descobri que não sou dos mais intolerantes. Meus amigos também desconfiam!

Um estudioso norte-americano chamado Robert Putnan escreveu que “uma sociedade caracterizada pela reciprocidade generalizada é mais eficiente que uma sociedade desconfiada”.

Sociedade desconfiada...

Essa é a melhor definição para o momento atual. Diga sinceramente: em quem ou no que você confia?

Você provavelmente vai perceber que a resposta cairá em sua família ou em algum deus. Dificilmente em alguma instituição pública ou privada. Pois houve um tempo em que confiávamos na Justiça . Na polícia. Nos políticos. No professor. No padre. No jornal.

Estamos perdendo aquilo que Robert Putnan definiu como “capital social”. Nos últimos cinquenta anos assistimos à redução do envolvimento cívico e político, dos laços sociais informais, da tolerância e da confiança. Passamos menos tempo com os amigos, frequentamos menos clubes, nos afastamos da política, dedicamos horas e horas à TV e recebemos pela imprensa uma carga diária de catástrofes que nos transformam em indivíduos medrosos, descrentes e desconfiados.

Inspirar confiança, então, passa a ser uma tarefa quase impossível. Integridade e caráter tornam-se elementos-chave.

E pense bem: quais são as demonstrações de integridade e caráter a que você assistiu nos últimos dias? Últimos meses? Últimos anos?

Tá difícil de lembrar?

Por isso desconfio.

Este texto foi escrito em 2006 e publicado em meu livro Nóis...Qui Invertemo As Coisa. Desconfio que nada mudou.


Luciano Pires

Perfil


Palestrante e escritor, Luciano Pires é editor do Portal Café Brasil e publica seus artigos também no ParnaíbaWEB.

Visite-o: www.portalcafebrasil.com.br

Mais Café Brasil

Assine Nossa Newsletter

Seu Email:

Seu Nome:


Quem Curti o ParnaíbaWEB

Login

copyright © 2007 - 2013 - www.parnaibaweb.com.br