Esportes

Santos vence Flamengo (PI) e avança para a próxima fase

Depois do empate no jogo de ida, o Santos recebeu o Flamengo (PI) nesta quarta-feira (17) pela partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil 2013 e conseguiu a classificação ao vencer o confronto pelo placar de 2 a 0.

Montillo foi para a cobrança de falta no começo da partida, com o corte da defesa do Flamengo. O argentino tentou novamente aos cinco minutos, batendo de fora da área, com o rebote de Robson, mas ninguém do Santos aproveitou. O time da Vila Belmiro tinha o controle da bola e se lançava mais ao ataque, sem deixar espaços para as investidas do time piauiense.

Patito Rodríguez cruzou a bola na cabeça de Neymar, para a defesa do goleiro do Flamengo. O Santos seguia pressionando e criando chances ofensivas, mas foi o Flamengo a ter a oportunidade mais clara de gol da etapa inicial, aos 44, quando Edson Di dominou, tirou o defensor e bateu, para o desvio na zaga santista e a defesa de Rafael.

O Santos manteve-se no ataque no segundo tempo e Renê Júnior teve a chance do gol aos sete minutos, mas desperdiçou a oportunidade. No minuto seguinte, Neymar usou o peito para dominar na área e arrematar para boa intervenção do goleiro do Flamengo.

Neymar reapareceu aos 11, driblando três jogadores, invadindo a área e batendo para nova defesa de Robson. O Santos dominava a partida e criava as chances de gol, com Neymar voltando a arriscar a jogada aos 19, em cobrança de falta que levou perigo para a meta flamenguista.

Aos 25, o Santos abriu o placar. Galhardo, de fora da área, mandou o chute que foi parar no canto direito do gol de Robson.

O Santos passou a controlar o ritmo da partida após o gol, tocando a bola. Aos 40, o time da casa anotou o segundo gol, com Neymar, depois de tirar dois zagueiros e mandar a bola no canto direito da meta do Flamengo.

O Santos enfrentará na próxima fase o Joinville (SC)

Ficha técnica

Santos 2 x 0 Flamengo (PI)

Local: Vila Belmiro, Santos (SP);

Árbitro: Paulo H. Schleich Vollkopf (MS);
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ezequiel Barbosa Alves (MS);

Santos: Rafael; Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca (Felipe Anderson), Cícero e Montillo; Neymar e Patito Rodríguez (Giva)
Técnico: Muricy Ramalho.

Flamengo: Robson; Niel, Duda, Rafael Araújo e Rafinha (Darlan); Alessandro, Léo, Marcelo e Neílson (Wildinho); Lúcio Bala (Augusto) e Edson Di.
Técnico: Josué Teixeira.

Gols: Galhardo (SAN) aos 25, Neymar (SAN) aos 40 do segundo tempo.

CA: Edu Dracena e Rafael (SAN); Duda, Niel e Léo (FLAPI).

Add a comment

De virada, Linense vence Corinthians por 2 a 1

corinthians-futebol-clubLinense e Corinthians se enfrentaram neste domingo (14), pela penúltima rodada da primeira fase do Paulistão Chevrolet 2013, com a vitória de virada do time de Lins pelo placar de 2 a 1.

O resultado leva o Linense a 27 pontos, esperando pelo término da rodada para saber se ainda terá chances de se classificar. O Corinthians, com 32, pode terminar a rodada em sexto lugar.

Com dois minutos de partida, o Corinthians abriu o placar com Guerrero, aproveitando cruzamento de Emerson, no descuido do zagueiro Álvaro para dominar e bater sem chance de defesa para Leandro Santos.

Edenílson fez o cruzamento na área e Emerson aproveitou o rebote da zaga para tentar o chute, sem sucesso. O Corinthians pressionava no começo da partida e criava a maior parte das chances de gol.

O Linense chegou com perigo aos 16, com Tarracha, aproveitando erro de Paulo André na hora do corte e mandou a bola por cima da meta de Danilo Fernandes.

Fernandinho, aos 21, tabelou com Tarracha e foi para o chute, defendido pelo goleiro corintiano. O Corinthians seguia incomodando o Linense e criava oportunidades, com o time da casa respondendo. Em contra-ataque, João Sales tentou o chute, sem sucesso. Aos 41, em cobrança de falta, Paulinho respondeu para os visitantes e Leandro Santos ficou com a bola.

O Linense iniciou o segundo tempo pressionando e incomodava a defesa do Corinthians. A insistência deu resultado aos dez minutos, com o gol de empate do time da cidade de Lins, marcado por João Sales, de cabeça.

Tarracha recebeu de Fernandinho e tentou cruzar na área, mas Alessandro afastou o perigo. O Linense seguiu no ataque e fez o gol da virada aos 19 minutos, com Leandro Brasília, que recebeu de Tarracha e driblou Paulinho antes de fazer o gol.

Paulo André foi para o cabeceio e Leandro Santos evitou o segundo gol corintiano. Depois, Emerson aproveitou cobrança de lateral e chutou em cima do goleiro. Aos 30, o Linense ficou com um a menos com a expulsão de Marcelo, por infração durante uma cobrança de falta.

Paulinho fez o cruzamento e Alexandre Pato tentou de cabeça, mas Leandro Santos apareceu para fazer boa defesa. Depois, o atacante corintiano teve nova chance, que acabou mais uma vez não tendo resultado. O Linense respondeu aos 44, no cruzamento de Tarracha que Fernandinho completou e Danilo Fernandes defendeu.

Próximos jogos de Linense e Corinthians pela 19ª e última rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Mirassol x Linense – 21/abr – 16h00 – Estádio José Maria de Campos Maia

Corinthians x Sorocaba - 21/abr - 16h00 - Estádio do Pacaembu

Ficha Técnica

Linense 2 x 1 Corinthians

Local: Gilberto Siqueira Lopes, Lins (SP);

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima;
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Mauro André de Freitas;
Quarto árbitro: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho;
Assistentes adicionais: Antonio Rogério Batista do Prado e Thiago Luis Scarascati;

Linense: Leandro Santos; Marcelo, Fábio Lima (Bruno Ribeiro), Álvaro e Tarracha; Elias, Fernandinho, Gilsinho e Lenílson (Tiaguinho); Leandro Brasília e João Sales (Leanderson).
Técnico: Bruno Quadros.

Corinthians: Danilo Fernandes; Alessandro, Gil, Paulo André e Edenílson; Ralf (Paulo Victor), Paulinho e Danilo; Emerson, Jorge Henrique (Alexandre Pato) e Guerrero.
Técnico: Tite.

Gols: Guerrero (COR) aos 2 do primeiro tempo, João Sales (LIN) aos 10, Leandro Brasília (LIN) aos 19 do segundo tempo

CA: Marcelo, Álvaro e Elias (LIN); Danilo e Ralf (COR).

CV: Marcelo (LIN).

 

 

 

Add a comment

Palmeiras goleia Guarani por 4 a 1 no Pacaembu

palmeiras-futebol-clubePassando por um grande momento na temporada, o Palmeiras recebeu o Guarani, já rebaixado à Série A2 em 2014, neste domingo (14), no estádio do Pacaembu, pela penúltima rodada da primeira fase do Paulistão Chevrolet 2013 e venceu a partida por 2 a 1.

Esta vitória deixa o Palmeiras com 34 pontos ganhos, podendo terminar a rodada no G4, enquanto o Guarani permanece no 20º lugar, com 10 pontos conquistados.

Confirmando a boa fase, o Palmeiras iniciou a partida de forma agressiva. Aos seis minutos, Tiago Real bate cruzado da entrada da área e erra o gol do Guarani.

Aos sete, boa jogada de Vinícius pela esquerda e quase Ronny chega para finalizar contra a meta adversária. Na sequência Vinícius desce pela esquerda, bate forte e obriga o goleiro Renan a fazer boa defesa.

Aos 11, o Palmeiras abre o placar no Pacaembu. Tiago Real serve Léo Gago, que penetra e bate cruzado, sem dar chance de defesa ao arqueiro do Guarani.

O segundo gol palmeirense acontece aos 29 minutos com Vilson, que acerta boa cabeçada no cruzamento de Souza, pela esquerda.

No segundo tempo, o Palmeiras toca a bola e chega com facilidade no ataque, enquanto o Guarani não consegue ameaçar o sistema defensivo alviverde.

Aos 27, Everton tabela com Erik, recebe na área e bate na saída de Fernando Prass, diminuindo para o time de Campinas. O Guarani tenta pressionar depois de seu gol, mas o Palmeiras faz o terceiro aos 42 através de Charles, que recebe passe de Rondinelly e finaliza de primeira, sem chance de defesa para o goleiro bugrino.

Ronny, aos 46 faz o quarto para o Palmeiras e fecha o placar no Pacaembu.

Confira os próximos jogos de Palmeiras e Guarani pela 19ª e última rodada da primeira fase do Paulistão Chevrolet 2013:

Ituano x Palmeiras – 21/abr – 16h00 – Estádio Dr. Novelli Júnior.

Guarani x UA Barbarense – 21/abr – 16h00 – Estádio Major José Levy Sobrinho.

Ficha Técnica

Palmeiras 4 x 1 Guarani

Palmeiras: Fernando Prass; Ayrton (Weldinho), Vilson, André Luiz e Marcelo Oliveira; Léo Gago, João Denoni (Rondinelly), Souza (Charles) e Tiago Real; Ronny e Vinícius.
Técnico: Gilson Kleina.

Guarani: Renan; Oziel, Montoya, Anderson e Marquinhos; Wellyson, Wellington Monteiro (Cadu), Felipe Merlo, Everton e Ronaldo Mendes (Fernando Gaúcho); Erik.
Técnico: Paulo Pereira.

Árbitro: Robério Pereira Pires;
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa;
Quarto árbitro: Danilo da Silva;
Assistentes adicionais: Guilherme Ceretta de Lima e Cássio Luiz Zancopé;
Local: estádio do Pacaembu, São Paulo;
Data: dia 12, às 16h.

Gols: Palmeiras: Léo Gago, 07’ 1T; Vilson, 29’ 1T; Charles, 42’ 2T; Ronny, 46’ 2T. Guarani: Everton, 27’ 2T.

CA: Palmeiras: João Denoni, Vilson, Charles e Ayrton. Guarani: Wellington Monteiro, Montoya e Marquinhos.

Add a comment

Neymar brilha, faz quatro gols e Santos goleia UA Barbarense

Pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013, o União Barbarense recebeu o Santos na Toca do Leão, neste sábado (13), na cidade de Santa Bárbara D’Oeste e a equipe santista venceu o duelo por 4 a 0.

Este resultado leva o Santos a 36 pontos ganhos, enquanto o UA Barbarense permanece com 13, na 19ª posição e rebaixado para a Série A2 em 2014.

O jogo começa equilibrado, mas Neymar faz a diferença e abre o placar aos sete minutos. O craque santista recebe passe por cobertura de Cícero, domina com habilidade e toca no canto esquerdo do arqueiro Walter.

O UA Barbarense não se intimida e ataca o time santista, especialmente pelo lado esquerdo, levando perigo ao goleiro Rafael.

Aos 22, Caihame arrisca de longe, a bola quica e quase engana Rafael, que defende em dois tempos. Cesar faz grande jogada aos 25, passa por quatro zagueiros santistas e finaliza para outra boa defesa do arqueiro do Santos.

No minuto seguinte, o Santos amplia. Guilherme Santos cruza na área, a bola é desviada por Patito Rodrigues e Neymar, da pequena área, não perdoa.

Durante o primeiro tempo, o jogo foi equilibrado, mas o Santos foi mais competente nas finalizações e foi para o intervalo vencendo a partida por 2 a 0.

O artilheiro Neymar faz o terceiro do Santos logo no primeiro minuto da etapa final. Patito Rodrigues é servido por Montillo, cruza rasteiro e Neymar se antecipa ao goleiro Walter.

Aos cinco, em rápido contra-ataque, Neymar penetra pela direita e acerta o ângulo esquerdo da meta da equipe de Santa Bárbara D’Oeste. UA Barbarense 0 x 4 Santos.

Neymar recebe de Patito Rodrigues aos 21 e acerta a trave. Quase o quinto do camisa 11 do Santos.

O Santos continua dominando a partida, mas o time da casa também segue lutando e quase marca aos 40 minutos, não fosse a cabeça salvadora de Edu Dracena, tirando em cima da linha.


Próximos jogos de UA Barbarense e Santos pela 19ª e última rodada da primeira fase do Paulistão Chevrolet 2013:

Guarani x UA Barbarense – 21/abr – 16h00 – Estádio Major José Levy Sobrinho.

Santos x Penapolense – 21/abr – 16h00 – Estádio Urbano Caldeira.

Ficha Técnica:

UA Barbarense 0 x 4 Santos

União Barbarense: Walter; Juliano, Rafael Silva, Hélio, Edílson Azul e Cesar; Cláudio Britto, Bruno Pires e Diogo (Júlio César); Caihame e Cesar dos Santos (Dario).
Técnico: Claudemir Peixoto

Santos: Rafael; Alan Santos, Edu Dracena, Neto e Guilherme Santos; Renê Júnior, Cícero e Montillo; Patito Rodrigues, Neymar e Givanildo (Felipe Anderson).
Técnico: Muricy Ramalho.

Árbitro: Aurélio Santanna Martins;
Assistentes: Marco Antonio Gonzaga da Silva e David Botelho Barbosa;
Assistentes adicionais: Marcelo Prieto Alfieri e Rodrigo Pires de Oliveira;
Quarto árbitro: Jorge Torres;
Local: Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D´Oeste.
Data: Sábado, 13, às 18h30.

Gols: Santos: Neymar, 07’ 1T, 23’ 1T, 01’ 2T e 05’ 2T.

CA: UA Barbarense: Rafael Silva, Hélio, Cláudio Brito e Bruno Pires. Santos: Alan Santos e Renê Júnior.

Add a comment

Em pleno Morumbi, XV de Piracicaba vence São Paulo por 1 a 0

São Paulo e XV de Piracicaba se enfrentaram neste sábado (13) pela penúltima rodada do Paulistão Chevrolet 2013, com a vitória da equipe piracicabana pelo placar de 1 a 0.

O resultado mantém o São Paulo como líder do Paulistão, com 41 pontos. O XV, com 22, consolida sua permanência no Paulistão em 2014.

O jogo começou com as duas equipes buscando o gol e tentando criar oportunidades ofensivas. Cortês, aos cinco minutos, tentou criar a jogada pela esquerda, invadindo a área, mas hora de tentar o drible no zagueiro, acabou perdendo a bola. O São Paulo tinha mais posse de bola e concentrava suas ações no campo ofensivo.

Jadson tentou na cobrança de falta e Bruno Fuso teve dificuldade em afastar o perigo. Wallyson, aos 15, apareceu pela direita e arrematou, mas a bola bateu no zagueiro e ficou com o goleiro do XV.

Aos 26, Jadson fez o passe para Cañete ficar cara a cara com Bruno Fuso e o goleiro apareceu para evitar a finalização. O São Paulo mantinha a pressão e criava mais jogadas, com o XV tentando apostar no contra-ataque. Márcio Diogo, aos 35, tentou o arremate e a bola foi no travessão de Denis.

Ainda no primeiro tempo, o São Paulo fez duas mudanças na equipe, com as entradas de João Schmidt e Lucas Farias nos lugares de Jadson e Denílson, respectivamente. A posse de bola era do São Paulo, mas o time da casa não conseguia se impor ofensivamente na partida.

Bruno Fuso, no começo do segundo tempo, fez a defesa em chute de fora da área de Rodrigo Caio. Depois, Edson Silva, dentro da área, dominou e foi para a finalização, para nova intervenção do goleiro do XV. O São Paulo iniciava a etapa final na pressão e criava oportunidades de gol.

Apesar da pressão do São Paulo, foi o time visitante quem abriu o placar. Em cobrança de escanteio, Luiz Eduardo chegou para o cabeceio e mandou a bola sem chances de defesa para Denis.

O São Paulo foi atrás da reação e Wallyson, aproveitando cruzamento de Cortez, quase empatou a partida, em tentativa de cabeça que foi pela linha de fundo.

Aos 33, nova tentativa piracicabana com Paulinho, que bateu e Denis foi para a defesa. O goleiro do São Paulo trabalhou mais uma vez dois minutos depois, em mais uma chance do XV.

Nos minutos finais, o São Paulo tentou chegar ao ataque atrás do gol de empate. Aos 46, Henrique Miranda foi para o cabeceio na pequena área após cruzamento de Wallyson, mas a bola bateu na parte de cima da rede.

Próximos jogos de São Paulo e XV de Piracicaba pela 19ª e última rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Mogi Mirim x São Paulo – 21/abr – 16h00 – Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira

XV de Piracicaba x Botafogo - 21/abr - 16h00 - Estádio Barão de Serra Negra.

Ficha técnica

São Paulo 0 x 1 XV de Piracicaba

Local: Morumbi, São Paulo (SP);

Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral;
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alberto Poletto Masseira;
Quarto árbitro: Marcos Alves da Silva;
Assistentes adicionais: Rodrigo Braghetto e Regildenia de Holanda Moura;

XV de Piracicaba: Bruno Fuso; Vinicius Bovi, Pedro Paulo, Luiz Eduardo e Janílson; Glauber, Diego Silva (Adílson Goiano), Danilo Sacramento e Rodrigo (Adriano); Márcio Diogo (Paulinho) e Marcelo Soares.
Técnico: Edison Só.

São Paulo: Denis, Rodrigo Caio (Henrique Miranda), Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Fabrício, Denilson (Lucas Farias), Jadson (João Schmidt) e Cañete; Wallyson e Ademilson.
Técnico: Ney Franco.

Gol: XV de Piracicaba: Luiz Eduardo, 10’ 2T.

CA: XV de Piracicaba: Luiz Eduardo e Danilo Sacramento.

Add a comment

Mesmo com um expulso Palmeiras vence Libertad (PAR) e garante classificação na Libertadores

Palmeiras Futebol ClubePalmeiras e Libertad (PAR) se enfrentaram nesta quinta-feira (11), pela penúltima rodada do Grupo 02 da Taça Libertadores da América. O Palmeiras venceu pelo placar de 1 a 0 e garantiu a classificação para a próxima fase da competição.

Com nove pontos, o Palmeiras assume a liderança da chave e leva a briga para garantir o primeiro lugar do grupo para a rodada final. O Libertad, com oito, fica na vice-liderança.

A primeira chance de gol foi do Libertad, em bola cruzada na área que Samudio mandou longe do gol. O Palmeiras respondeu na cobrança de falta de Ayrton, que bateu na barreira e foi para fora. Depois, Henrique foi para o cabeceio em cobrança de escanteio e a bola passou ao lado da meta de Muñoz.

Ayrton foi novamente para o chute e a bola passou em frente ao gol do Libertad. Os dois times buscavam pressionar e chegar ao ataque, tentando marcar no campo defensivo do adversário. Aos 18, Vinícius recebeu, fez o drible no defensor e bateu, mas houve desvio na zaga. Samudio, aos 27, foi para o cruzamento, mas a bola passou por cima da meta de Fernando Prass.

Charles, de fora da área, arrematou, mas a bola foi pela linha de fundo. O Libertad foi para o ataque nos minutos finais, mas não conseguiu criar grandes oportunidades ofensivas diante do Palmeiras.

No começo do segundo tempo, Juninho foi para o cabeceio após cruzamento da direita e mandou a bola por cima do gol. Em outra chegada palmeirense, Vinícius e Marcelo Oliveira fizeram a jogada, mas na hora da conclusão, a defesa chegou para o corte. O Libertad ameaçou com Samudio, que fez o cruzamento e Maurício Ramos interrompeu a sequência do lance.

Charles, aos oito minutos, abriu o placar, aproveitando a tentativa de finalização de Wesley para ficar com a bola e bater cruzado, de frente para Muñoz, que não conseguiu a defesa.

O Palmeiras ficou com um a menos com a expulsão de Wesley, após cometer falta em jogador do Libertad. A equipe paraguaia aproveitou e passou a pressionar atrás do gol de empate, dando trabalho para a defesa anfitriã. Fernando Prass evitou o gol de empate aos 36, em tentativa de cabeça de Benítez que o goleiro palmeirense tirou com o pé.

A pressão do Libertad seguiu nos minutos finais, usando o jogo aéreo. Nuñéz, aos 44, tentou o cabeceio e colocou por cima de Fernando Prass. Bastou ao Palmeiras segurar o ataque do time paraguaio até o apito final para garantir a vitória e a classificação para a próxima fase.

Próximos jogos de Palmeiras e Libertad pela 6ª e última rodada do Grupo 02 da Taça Libertadores da América

Sporting Cristal (PER) x Palmeiras – 18/abr – 19h45 – Estádio Alberto Gallardo (Lima-PER)

Libertad (PAR) x Tigre (ARG) – 18/abr – 19h45 – Estádio Nicolás Leoz (Assunção-PAR)

Ficha Técnica

Palmeiras 1 x 0 Libertad (PAR)

Local: Pacaembu, São Paulo (SP);

Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU);
Assistentes: Carlos Pastorino e Carlos Changala (ambos do URU);

Palmeiras: Fernando Prass; Maurício Ramos, Henrique e Marcelo Oliveira; Ayrton, Marcio Araújo, Charles (Wendel), Souza (Tiago Real), Wesley e Juninho; Vinícius (Caio)

Técnico: Gilson Kleina.

Libertad: Rodrigo Muñoz; Jorge Moreira, Pedro Benítez, Ismael Benegas e Gustavo Mencia (Rodolfo Gamarra); William Mendieta, Sergio Aquino, Pablo Guiñazú e Miguel Samudio (González); Nelson Romero (Mauro Guevgeozián) e José Ariel Núñez.

Técnico: Rubén Israel.

Gol: Charles (PAL) aos 08 minutos do segundo tempo.

CA: Aquino, Moreira e Guiñazú (LIB); Wesley, Henrique e Souza (PAL).

CV: Wesley (PAL).

Add a comment

Santos empata por 2 a 2 com Flamengo (PI)

Santos Futebol ClubeO Santos fez sua estreia na Copa do Brasil 2013 nesta quarta-feira (10), diante do Flamengo (PI), saiu na frente, mas acabou tomando o empate, em jogo que terminou com o placar de 2 a 2.

Agora, tanto Santos como Flamengo precisam vencer a partida de volta para seguirem no torneio. O Santos pode também levar a vaga com empate por 0 a 0 ou 1 a 1. Empate com três gols em diante leva o time do Piauí para a próxima fase.

O jogo começou com as duas equipes buscando o gol e tentando criar oportunidades ofensivas. Aos dez minutos, Alan Santos arriscou de longe, levando perigo para a meta de Robson. Depois, foi a vez de Renê Júnior fazer a jogada, mas finalizou em cima da defesa do time do Piauí.

Aos 26 minutos, o Santos abriu o placar com Giva, que recebeu de Neymar, driblou Robson e apenas teve o trabalho de tocar na bola para colocá-la no fundo das redes.

Quatro minutos depois, em nova jogada de Neymar, o segundo gol do Santos. O camisa 11 fez o cruzamento e encontrou Montillo, que subiu e cabeceou sem dar chances de defesa para o goleiro do Flamengo.

A equipe piauiense foi atrás da reação, Lúcio foi derrubado na área por Rafael aos 32 e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Edson Di foi para a cobrança e diminuiu o placar.

Giva, aos 41, bateu falta e por pouco não fez o terceiro do Santos em Teresina. O Santos seguia em cima do Flamengo, criando oportunidades para aumentar a vantagem no Albertão.

O time paulista seguiu se arriscando no ataque no segundo tempo, tentando colocar a bola na área e achar espaços para as finalizações, mas foi o Flamengo a anotar o gol, aos dez minutos, com Edson Di. Ele bateu falta, a bola desviou na barreira e Rafael não conseguiu a defesa.

O Flamengo passou a jogar mais no ataque e pressionar o Santos. Aos 23, Montillo fez o cruzamento da direita, mas Neymar pegou mal na bola na hora d a finalização. O Flamengo respondeu aos 30 com Edson Di e a bola acabou indo longe da meta de Rafael.

Bruno Potiguar foi para o chute e mandou a bola por cima da meta de Rafael. O Flamengo ficou com um jogador a menos aos 41, quando Laércio acabou expulso após cometer falta em jogador do Santos, que tentou pressionar nos minutos finais, mas sem sucesso.

Jogo de volta entre Flamengo-PI e Santos pela primeira fase da Copa do Brasil 2013:

Santos x Flamengo (PI) - 17/abr - 22h00 - Estádio Vila Belmiro.

Ficha técnica

Flamengo (PI) 2 x 2 Santos

Local: Alberto Silva (Albertão), Teresina (PI);

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN);
Assistentes: Luis Carlos Camara Bezerra e Izac Marcio da Silva Oliveira (ambos do RN);

Flamengo: Robson; Niel, Laércio, Rafael Araújo e Rafinha (Wildinho); Alessandro, Léo, Marcelo e Neílson (Bruno Potiguar); Lúcio Bala e Edson Di (Augusto).
Técnico: Josué Teixeira.

Santos: Rafael; Rafael Galhardo (Patito Rodríguez), Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Alan Santos, Cícero e Montillo; Neymar e Giva (André).
Técnico: Tata (auxiliar-técnico)

Gols: Giva (SAN) aos 26, Montillo (SAN) aos 30, Edson Di (FLAPI) aos 33 (pen) do primeiro tempo, Edson Di (FLAPI) aos 10 do segundo tempo.

CA: Niel, Rafinha e Laércio (FLAPI); Rafael Galhardo, Edu Dracena e Rafael (SAN).

CV: Laércio (FLAPI).

Add a comment

Corinthians vence San José (BOL) e fecha Grupo 05 em primeiro

No encerramento do Grupo 05 da Taça Libertadores da América, o Corinthians recebeu o San José (BOL) nesta quarta-feira (10) e venceu no Pacaembu pelo placar de 3 a 0.

O resultado leva o Corinthians a fechar a chave com 13 pontos, terminando na primeira posição do grupo e podendo ficar com a segunda melhor campanha da primeira fase. O San José, com cinco, fica em terceiro.

A primeira chance de gol foi do Corinthians, com Danilo, que tomou a bola de Luis Torrico e mandou por cima do gol de Lampe. Aos 11 minutos, Romarinho cruzou a bola para Paulinho, mas a zaga do San José conseguiu o corte. O Corinthians pressionava no começo da partida, dando pouco espaço para as investidas dos bolivianos.

A primeira chance do San José aconteceu aos 17, na jogada de Cabrera, que bateu rasteiro, com perigo, contra o gol defendido por Júlio César. O Corinthians mantinha o controle do jogo, enquanto o time da Bolívia tentava vencer a marcação corintiana.

Aos 25, Romarinho abriu o placar para o Corinthians, aproveitando cruzamento de Emerson para completar de cabeça e fazer o primeiro gol da partida no Pacaembu.

O San José tentava segurar a pressão corintiana, mas deixava espaços para as jogadas dos donos da casa. Aos 42, Ralf foi para o arremate, mas a bola foi longe da meta de Lampe. Depois, Tordoya cometeu falta em Alessandro e acabou levando o cartão vermelho.

O Corinthians começou o segundo tempo tocando a bola e buscando o ataque. O San José pouco se arriscava no ataque, deixando espaços para o domínio do jogo por parte da equipe do Parque São Jorge, que quase fez o segundo gol com Gil, após cobrança de escanteio de Romarinho.

Guerrero, aos 14 minutos, aumentou a vantagem corintiana no Pacaembu. Ele recebeu cruzamento vindo da esquerda de Emerson e cabeceou firme sem dar chances de Lampe defender.

Pela direita, Romarinho fez a jogada, passou pela defesa do San José e bateu cruzado, com a bola passando muito perto da meta do time visitante. Aos 29, Alexandre Pato tentou duas vezes o arremate, sem sucesso, com a bola sobrando para Emerson desperdiçar a oportunidade de fazer o terceiro.

Cabrera, aos 32, recebeu cruzamento e bateu por cima do gol. O Corinthians continuou pressionando e Alexandre Pato, aos 42, foi para o chute e acertou a trave.

O Corinthians fez o terceiro gol aos 46 minutos, com Edenílson, que recebeu de Alexandre Pato e bateu na saída de Lampel.

O Corinthians espera pelo encerramento da primeira fase para saber com quem jogará pelas oitavas de final da competição.

Ficha Técnica

Corinthians 3 x 0 San José (BOL)

Local: Municipal Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), São Paulo;

Árbitro: Mauro Vigliano (ARG);
Assistentes: Erneste Uziga e Julio J. Fernandez (ambos da ARG);

Corinthians: Júlio César; Alessandro, Gil, Paulo André e Fabio Santos; Ralf, Paulinho (Edenílson), Danilo (Alexandre Pato) e Romarinho; Emerson e Guerrero (Jorge Henrique).
Técnico: Tite.

San José: Carlos Lampe; Didi Torrico, Luis Torrico, Carlos Tordoya e Ignacio García; Roly Sejas, Mario Ovando, Abdón Reyes (Saucedo) e Marcelo (Carrizo); Diego Cabrera (Sánchez) e Burton
Técnico: Marcos Ferrufino.

Gols: Romarinho (COR) aos 25 do primeiro tempo, Guerrero (COR) aos 10, Edenílson (COR) aos 46 do segundo tempo.

CA: Tordoya, Carrizo, García e Luis Torrico (SJOBOL).

CV: Tordoya (SJOBOL).

Add a comment

São Paulo vence UA Barbarense de virada e dispara na liderança

Em jogo atrasado da quarta rodada do Paulistão Chevrolet 2013, União Barbarense e São Paulo se enfrentaram nesta quarta-feira (10), com a vitória da equipe visitante, de virada, pelo placar de 2 a 1.

O São Paulo vai a 41 pontos e se mantém na liderança isolada do Paulistão, já classificado para a próxima fase. O UA Barbarense, com 13, segue na zona de rebaixamento.

O São Paulo iniciou a partida indo ao ataque, mas a primeira chance clara de gol foi do UA Barbarense, com Alex, que tentou duas vezes, e na segunda chance, mandou a bola com perigo contra a meta de Denis. Depois, Alex foi para a jogada, mas na hora de cruzar para Caihame, a defesa fez o corte.

Aos 13 minutos, Carleto bateu de fora da área e Walter pulou para espalmar a bola. Depois, em cobrança de falta, Guilherme Batata por pouco não fez gol contra ao tentar afastar o cruzamento na área do São Paulo. Alex, aos 25, arriscou novamente na bola parada e Denis evitou o gol do UA Barbarense.

Logo depois, aconteceu o gol dos donos da casa. Na cobrança de escanteio, Cesar aproveitou confusão na área para dominar e bater sem marcação para abrir o placar do Antônio Lins Ribeiro Guimarães.

O São Paulo respondeu em cobrança de falta, que foi direto para as mãos do goleiro Walter. O UA Barbarense tentou responder em jogada com Cesar, mas a bola acabou ficando com Denis. O jogo se mostrava mais equilibrado, com os dois times buscando o ataque.

Aos 41 minutos, o São Paulo chegou ao empate. Carleto cobrou falta, Aloísio subiu de costas para o gol e desviou de cabeça para igualar o placar em Santa Bárbara D'Oeste.

O São Paulo ficou com um a menos em campo com a expulsão de Aloísio. Aos nove, o São Paulo virou a partida em gol contra de Carlos Cesar, defensor do UA Barbarense. Após cobrança de escanteio de Douglas, a bola bateu em César e acabou entrando da meta de Walter.

Camacho buscou responder para o União, mas a bola foi longe do gol de Denis. O time da casa buscava reagir em campo e se posicionava mais ofensivamente. Cesar, aos 18, bateu cruzado e Denis caiu para evitar o empate dos donos da casa. Diogo, aos 25, aproveitou erro da defesa do São Paulo ao tentar cortar cruzamento, mas pegou mal na bola na hora da finalização.

A pressão do União Barbarense continuava. Aos 42 minutos, o time visitante teve pênalti marcado a seu favor quando Diogo derrubou Ganso na área. Osvaldo foi para a cobrança e Walter fez a defesa. Nos acréscimos, Caihame foi para o arremate e por pouco não empatou a partida.

Próximos jogos de São Paulo e União Barbarense pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

União Barbarense x Santos – 13/abr – 18h30 – Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães

São Paulo x XV de Piracicaba - 13/abr - 18h30 - Estádio do Morumbi.

Ficha Técnica

União Barbarense 1 x 2 São Paulo

Local: Antônio Lins Ribeiro Guimarães, Santa Bárbara D´Oeste.

Árbitro: Adriano de Assis Miranda;

Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa;

Assistentes adicionais: Antonio Rogério Batista do Prado e Leandro Carvalho da Silva;

Quarto árbitro: Jorge Torres;

União Barbarense: Walter; Alex, Bruno Batista (Júlio), Camacho e Carlos Cesar; Cláudio Britto, Hélio, Edílson Azul e Guilherme Batata (Diogo); Caihame e Cesar.

Técnico: Claudemir Peixoto

São Paulo: Denis, Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi (Edson) e Carleto (Cortês); Wellington, Fabrício, Douglas (Ademílson) e Ganso; Osvaldo e Aloísio.

Técnico: Ney Franco.

Gols: UA Barbarense: Cesar, 26’ 1T. São Paulo: Aloísio, 41’ 1T; Carlos Cesar, contra, 09’ 2T.

CA: UA Barbarense: Alex, Camacho e Cláudio Britto. São Paulo: Aloísio, Carleto, Douglas e Lúcio.

CV: São Paulo: Aloísio.

Add a comment

Santana de Parnaíba x Amigos do Caio Ribeiro na reabertura do Campo municipal.

futebol santana de parnaiba campo municipal

A Secretaria de Esportes convida toda a população para prestigiar o jogo entre o time de Santana de Parnaíba contra o time Amigos do Caio Ribeiro. Esse jogo marca a reabertura do Campo Municipal que passou por melhorias e manutenção como pintura, limpeza, tratamento do gramado e demarcação do estacionamento.

O jogo acontece no sábado 20/04 ás 10h da manhã no Campo Municipal localizado na Rua João Santana Leite, s/nº, maiores informações poderão ser obtidas diretamente na Secretaria de Atividade Física, Esporte e Lazer pelo telefone 4622-8650.


Foto: SECOM

 

 

 

Add a comment

São Paulo vence Botafogo por 3 a 1 e segue liderando

Botafogo e São Paulo se enfrentaram neste domingo (7) em jogo válido pela 17ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013 e o Tricolor paulista venceu o duelo por 3 a 1.

O São Paulo permanece líder do Paulistão, agora com 38 pontos. O Botafogo, com 28, segue na briga pela classificação.

O jogo começou com o São Paulo tentando partir para cima e o Botafogo ficando com o controle da bola. O time visitante ia para o ataque, mas sem conseguir lances de perigo contra o gol de Rafael. Danilo Bueno, aos 14, teve a chance, mas acabou arrematando na zaga São Paulo.

Wallyson deixou a bola para Cañete arriscar a finalização, mas o argentino não conseguiu chegar a tempo para o chute. Aos 21 minutos, Zé Antônio acabou levando o cartão vermelho após cometer falta em Douglas.

O São Paulo buscava o ataque, mas não conseguia encaixar as jogadas ofensivas. Cañete, aos 33, recebeu de Douglas, mas acabou batendo mal na bola ao tentar finalizar. O Botafogo respondeu com Danilo Bueno, que aproveitou cobrança de falta para arriscar o chute, mas acertou a barreira.

Douglas, aos dois do segundo tempo, fez a jogada e bateu cruzado, com perigo contra a meta de Rafael. O Botafogo tentava a pressão, mas não conseguia avançar com força. O São Paulo também partia para o ataque, buscando a troca de passes, mas ainda sem conseguir espaço para finalizar.

André, aos 16, acabou expulso de campo ao cometer falta em Ademílson e o Botafogo ficou com dois a menos na partida. Pouco depois, Rodrigo Caio também acabou levando o cartão vermelho ao fazer a falta em jogador da equipe de Ribeirão Preto.

Aloísio, em contra-ataque, foi para o chute, mas a bola passou sem assustar o goleiro do Botafogo. O São Paulo seguiu pressionando e abriu o placar aos 28 minutos, na cobrança de falta de Lúcio. A bola quicou no gramado e enganou o goleiro Rafael.

Aloísio, aos 34, fez o segundo do São Paulo, depois de receber de Wellington, dominar em frente ao zagueiro do Botafogo e encontrar espaço para o chute, sem dar chance de defesa para Rafael.

Pouco depois, o terceiro gol do São Paulo, anotado por Ademílson, que aproveitou rebote do zagueiro em tentativa de ataque, ficou de frente para Rafael e bateu para fazer o terceiro gol do São Paulo.

O Botafogo fez seu gol aos 47. Giovanni bateu de fora da área, Denis fez a defesa, mas Dimba aproveitou o rebote para anotar o tento do time de Ribeirão Preto.

Próximos jogos de Botafogo e São Paulo pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

São Paulo x XV de Piracicaba – 13/abr – 18h30 – Estádio do Morumbi

Botafogo x Bragantino- 14/abr - 18h30 - Estádio Santa Cruz

Ficha técnica

Botafogo 1 x 3 São Paulo

Local: Santa Cruz, Ribeirão Preto;

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza;
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa;
Assistentes adicionais: Marcio Henrique de Gois e Leandro Carvalho da Silva;
Quarto árbitro: Roney Prado Bustamante;

Botafogo: Rafael; Igor, Cris (Dimba) e Preto Costa; Daniel Borges, César Gaucho, Zé Antônio, Danilo Bueno e Giovanni; André e Nunes (Francis).
Técnico: Marcelo Veiga.

São Paulo: Denis; Rodrigo Caio, Rhodolfo, Lúcio e Cortez (Henrique Miranda); Douglas, Wellington, Fabrício (Maicon) e Cañete (Aloísio); Ademílson e Wallyson.
Técnico: Ney Franco.

Gols: Lúcio (SPO) aos 28, Aloísio (SPO) aos 34, Ademílson (SPO) aos 39, Dimba (BOT) aos 47 do segundo tempo.

CA: Rafael, Nunes, César Gaúcho e André (BOT); Lúcio, Fabrício e Rodrigo Caio (SPO).

CV: Zé Antônio e André (BOT); Rodrigo Caio (SPO).

Add a comment

Palmeiras vence em Campinas, quebra série invicta da Ponte Preta e se classifica

No reencontro de Gílson Kleina com o Moisés Lucarelli, o Palmeiras visitou a Ponte Preta neste domingo (7) em busca da classificação para as quartas de final do Paulistão Chevrolet 2013 e encerrou a série invicta da equipe campineira ao vencer pelo placar de 2 a 1.

O Palmeiras vai a 31 pontos e pode terminar a rodada em sexto lugar A Ponte, com 34, segue na vice-liderança do Paulistão.

Com três minutos de partida, Tiago Real abriu o placar para o Palmeiras. Após troca de passes, a bola foi cruzada na área e o meia usou a cabeça para fazer o primeiro gol alviverde na partida.

O jogo se mostrava bastante equilibrado, com os dois times buscando colocar a bola no campo de ataque. Aos 17, Ramírez bateu falta e Ferron subiu para o cabeceio, que saiu por cima do gol. Depois, Edson Bastos quase se complicou ao tentar dominar a bola na área, sendo marcado por jogador do Palmeiras.

Ayrton tentou o cruzamento para Tiago Real, mas Edson Bastos chegou antes para o corte. Depois, o lateral-direito recebeu na esquerda e tentou achar o ângulo do goleiro, mas ela passou perto da trave.

As duas equipes buscavam usar da marcação para ficar com a bola e disputavam espaço para a troca de passes. Caio ganhou do zagueiro, dominou e bateu cruzado pela linha de fundo. Aos 37, em cobrança de falta, Ayrton cobrou nas mãos do goleiro da Ponte.

Ramírez, aos 42 minutos, empatou a partida. Em jogada pela esquerda, a bola foi cruzada na área e Ramírez chegou antes de Fernando Prass para colocar a bola nas redes palmeirenses.

No começo do segundo tempo, Ramírez teve a chance de fazer o gol na cobrança de falta, mas acertou o travessão. O Palmeiras buscava ficar com a bola no ataque, mas a Ponte Preta seguia em cima, tentando criar chances de gol.

O Palmeiras continuou pressionando e chegou ao segundo gol aos 27 minutos com Leandro, após jogada de Juninho, acertando o canto esquerdo da meta de Edson Bastos.

A Ponte passou a se colocar mais no campo de ataque. Fernando Prass teve de trabalhar para evitar que bola cruzada da direita acabasse em finalização. Uendel, aos 35, foi para o levantamento e, por pouco, Diego Rosa não empatou a partida. O Palmeiras respondeu em tentativa de Ronny, aproveitando erro da defesa da Ponte, e chutou para boa defesa de Edson Bastos.

Vinícius bateu de fora da área e Edson Bastos caiu para defender. Aos 42, a Ponte ficou com um jogador a menos, quando Cleber acabou expulso após fazer falta em jogada com Ronny perto da linha de fundo do campo defensivo da equipe da casa.

Próximos jogos de Ponte Preta e Palmeiras pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Ponte Preta x Mirassol – 14/abr – 18h30 – Estádio Moisés Lucarelli

Palmeiras x Guarani- 14/abr - 16h00 - Estádio do Pacaembu

Ficha técnica

Ponte Preta 1 x 2 Palmeiras

Local: Moisés Lucarelli, Campinas;

Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho;
Auxiliares: Rogerio Pablos Zanardo e João Edilson de Andrade;
Quarto Árbitro: Marcio André Moreira;
Assistentes adicionais: Vinicius Furlan e Philippe Lombard;

Ponte Preta: Edson Bastos; Artur, Cleber, Ferron e Uendel; Baraka, Bruno Silva (Alemão), Cicinho (Diego Rosa) e Ramírez; Chiquinho (Rildo) e William.
Técnica: Guto Ferreira.

Palmeiras: Fernando Prass; Ayrton, Vilson, André Luiz e Juninho; João Denoni, Charles (Souza), Wendel e Tiago Real (Ronny); Caio (Vinícius) e Leandro
Técnico: Gilson Kleina.

Gols: Tiago Real (PAL) aos 3, Ramírez (PON) aos 42 do primeiro tempo, Leandro (PAL) aos 27 do segundo tempo.

CA: Tiago Real, Leandro e Charles (PAL); Ferron, Cleber, Cicinho, William e Ramírez (PON).

CV: Cleber (PON).

Add a comment

Corinthians bate São Bernardo por 2 a 0 no Pacaembu e está classificado

Já classificado para a próxima fase da Taça Libertadores, o Corinthians voltou-se para o Paulistão Chevrolet 2013, onde enfrentou o São Bernardo neste domingo (7) e venceu pelo placar de 2 a 0.

O Corinthians vai a 32 pontos com o resultado e fica na quinta posição. O São Bernardo, com 17, permanece na parte intermediária da tabela.

Logo no começo da partida, Wagner Diniz teve de deixar o campo lesionado, sendo substituído por Régis. Aos nove minutos, Romarinho tabelou com Guerrero e bateu com perigo contra a meta de Wilson Júnior. O São Bernardo tentou no cruzamento de Ricardinho, que foi parar nas mãos de Júlio César.

Bady foi para o cruzamento, Ricardinho cabeceou e a bola bateu na trave de Júlio César e acabou não entrando. Aos 23, Fábio Santos cruzou a bola na área, Fernando Lombardi não conseguiu o corte e Giovanni arriscou, mas a bola desviou na zaga e foi para fora.

Romarinho cobrou escanteio e Guilherme Andrade foi para o cabeceio, mas a bola passou à esquerda do gol. Chicão, aos 32, bateu falta, para desvio de Guilherme Andrade e defesa de Wilson Júnior. O São Bernardo respondeu com Bady, em cobrança de falta que levou perigo para a meta corintiana.

Aos 37, o Corinthians abriu o placar. Jorge Henrique fez o domínio e bateu de fora da área, com desvio em Luciano Castán, enganando Wilson Júnior que não conseguiu evitar o gol corintiano no Pacaembu.

O Corinthians teve pênalti marcado a seu favor quando Dudu derrubou Romarinho na área. Guerrero foi para a cobrança, mas Wilson Júnior caiu para fazer a defesa. Depois, foi a vez de Chicão arriscar e a bola passar perto do gol.

Fernando Baiano teve a chance do empate no começo do segundo tempo, mas acabou acertando a trave. O Corinthians foi atrás e Guerrero, após tabela entre Danilo e Romarinho, dominou e foi para o chute, defendido por Wilson Júnior.

Guerrero novamente foi para o arremate, aos 17, para nova defesa do goleiro do São Bernardo. No minuto seguinte, foi a vez de Romarinho, que arriscou e viu Wilson Júnior novamente impedir o segundo gol corintiano no Pacaembu.

O ritmo da partida era cadenciado e o Corinthians procurava tocar a bola. Aos 41 minutos, Romarinho chegou para a jogada e deixou a bola para Guerrero bater e aumentar a vantagem corintiana no Pacaembu.

Próximos jogos de Corinthians e São Bernardo pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Linense x Corinthians – 14/abr – 16h00 – Estádio Gilberto Siqueira Lopes

São Bernardo x Mogi Mirim- 14/abr - 18h30 - Estádio 1º de Maio

Ficha técnica

Corinthians 2 x 0 São Bernardo

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Marcelo Prieto Alfieri;

Assistentes: Giulliano Neri Colisse e Fabio Rogério Baesteiro;

Quarto árbitro: Simões Marconi Ferrari;

Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Ilbert Estevam da Silva;

Corinthians: Júlio César; Edenílson, Gil, Chicão e Fábio Santos (William Arão); Guilherme, Guilherme Andrade (Felipe) e Giovanni (Danilo); Romarinho, Jorge Henrique e Guerrero.

Técnico: Tite.

São Bernardo: Wilson Júnior; Wagner Diniz (Régis), Fernando Lombardi, Luciano Castán e Gleidson; Dudu, Daniel Pereira, Ricardinho e Bady; Gil (Judson) e Fernando Baiano (Bruno Gonçalves).

Técnico: Wagner Lopes.

Gols: Jorge Henrique (COR) aos 37 do primeiro tempo, Guerrero (COR) aos 41 do segundo tempo.

CA: Chicão e Romarinho (COR); Fernando Lombardi e Dudu (SBE).

Add a comment

Com dois gols de Neymar, Brasil goleia Bolívia por 4 a 0

Em amistoso realizado neste sábado (6), o Brasil enfrentou a Bolivia, em mais uma etapa da preparação visando a Copa das Confederações e venceu de goleada, pelo placar de 4 a 0, em Santa Cruz de La Sierra (BOL).

O amistoso foi realizado em forma de homenagem a Kevin Espada, torcedor boliviano morto por um sinalizador atirado durante a partida entre San José (BOL) e Corinthians, pela Taça Libertadores da América.

Logo no começo da partida, Leandro Damião abriu o placar para a Seleção Brasileira, ao desviar bola cruzada por Jean para o fundo das redes de Galarza.

O Brasil impunha pressão nos primeiros minutos e se colocava marcando a saída de bola dos bolivianos. Neymar, aos 11, foi para o chute e acertou a trave. Depois, em cobrança de tiro livre indireto, Neymar e André Santos deixaram para Ronaldinho Gaúcho chutar por cima do gol. A primeira chance da Bolívia veio com Meleán, aos 17, mandando à direita do gol de Jefferson.

O Brasil fez o segundo aos 30, com Neymar, que tabelou com Ronaldinho Gaúcho e bateu encobrindo o goleiro para aumentar a vantagem brasileira em Santa Cruz de La Sierra.

A pressão brasileira se intensificou e Neymar anotou o terceiro aos 42, aproveitando lançamento de Jadson para dominar e bater para o fundo das redes bolivianas.

O segundo tempo começou com mudanças na duas equipes e o Brasil tentando se impor em campo. Marcelo Moreno, aos dez minutos, foi para o arremate e Jefferson fez a defesa. A Bolívia buscava atacar, mas não conseguia furar a defesa brasileira.

Marcelo Moreno foi para o cabeceio após cruzamento de Arce e mandou por cima da meta brasileira. Os bolivianos passavam a investir mais no ataque, enquanto os brasileiros tentavam controlar a situação do jogo. Leandro, aos 32, tentou o chute e acertou Galarza, mas Paulinho desperdiçou o rebote.

Nos acréscimos, Leandro fez o quarto do Brasil, após receber de Osvaldo e bater sem chances de defesa para o goleiro da Bolívia.

Ficha Técnica

Bolívia 0 x 4 Brasil

Local: Ramon "Tauhichi" Aguilera, Santa Cruz de la Sierra (BOL)

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)

Bolívia: Galarza; Diego Bejarano (Jimenez), Eguino, Zenteno e Marvin Bejarano; Meleán (García), Veizaga (Chumacero), Arce (Vargas) e Rojas; Marcelo Moreno e Campos (Danny Bejarano)

Técnico: Xabier Azkargorta

Brasil: Jefferson; Jean, Réver, Dedé (Dória) e André Santos; Ralf, Paulinho, Jadson e Ronaldinho Gaúcho (Leandro); Neymar (Osvaldo) e Leandro Damião (Alexandre Pato)

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols: Leandro Damião (BRA) aos 3 Neymar (BRA) aos 30, 42 do primeiro tempo e Leandro (BRA) aos 47 do segundo tempo.

CA: Galarza e Eguino (BOL).

Add a comment

Santos e São Caetano ficam no empate por 1 a 1

Em duelo de opostos, Santos e São Caetano se enfrentaram nesta quinta-feira (4) pela 17ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013. A partida, disputada no Pacaembu, terminou empatada por 1 a 1.

O Santos vai a 33 pontos com o resultado, ficando na terceira posição. O São Caetano, com 12, segue na zona de rebaixamento.

Com menos de um minuto de partida, Cícero recebeu de Alan Santos e arriscou de fora da área, por cima do gol de Fábio. O São Caetano respondeu em cobrança de falta de Jael, que mandou a bola no ângulo esquerdo do gol de Rafael, abrindo o placar do Pacaembu.

O Santos foi atrás do empate e Léo cruzou da esquerda, com Neymar chegando para o cabeceio, mas colocando com perigo pela linha de fundo. O jogo se mostrava equilibrado, com muitas oportunidades de lado a lado.

Aos 32, Montillo, em lance individual, partiu com a bola, invadiu a área e bateu cruzado, com desvio na defesa e parando nas mãos do goleiro do São Caetano. O Santos buscava mais o ataque. Aos 44, Giva recebeu a bola de frente para o gol, mas o goleiro fez a defesa e Moradei afastou o perigo.

Samuel Xavier tentou o cruzamento para Jael no começo do segundo tempo, mas desperdiçou a chance de fazer o segundo. O Santos respondeu com o gol de empate, marcado por Neymar, aos oito minutos, em cobrança de falta.

Neymar bateu de fora da área, mas a bola foi parar nas mãos de Fábio. Aos 15, Jael tentou aproveitar cruzamento na área, porém Rafael saiu para fazer a defesa. Depois, André foi para o cabeceio e o goleiro do São Caetano conseguiu evitar o gol da virada. O São Caetano equilibrava a partida e começava a se lançar mais ofensivamente.

Neymar, aos 42, arriscou em cobrança de falta, por cima do gol. O Santos ainda tentou o gol da virada nos minutos finais, mas não conseguiu sorte na hora do chute.

Próximos jogos de Santos e São Caetano pela 18ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Penapolense x São Caetano – 13/abr – 16h00 – Estádio Tenente Carriço.

União Barbarense x Santos - 13/abr - 18h30 - Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães.

Ficha técnica

Santos 1 x 1 São Caetano

Santos: Rafael Cabral; Galhardo, Neto, Durval e Léo; Renê Júnior, Alan Santos, Cícero (Patito Rodrigues) e Montillo; Neymar e Givanildo (André).
Técnico: Muricy Ramalho.

São Caetano: Fábio; Adriano Alves, Samuel Xavier, Bruno Aguiar (Jaime Bustamante) e Eli Sabiá; Samuel Xavier, Fabinho, Pirão (Rogério) e Éder (Moradei); Danielzinho e Jael.
Técnico: Daniel Martine.

Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado;
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Ricardo Pavanelli Lanutto;
Quarto árbitro: Marcos Alves da Silva;
Assistentes adicionais: Guilherme Ceretta de Lima e Welton Orlando Wohnrath;
Local: estádio do Pacaembu, São Paulo;
Data: dia 04, às 19h30.

Gols: Santos: Neymar, falta, 08’ 2T. São Caetano: Jael, falta, 06’ 1T.

CA: Santos: Neymar e Durval. São Caetano: Fábio, Bruno Aguiar, Éder, Moradei e Pirão.

Add a comment

Santana de Parnaíba realiza Congresso Técnico dos campeonatos municipais de Futebol e Futsal

encontro-tecnico-futebol-e-futsalNos dias 22 e 23 de março a Secretaria de Atividade Física, Esporte e Lazer de Santana de Parnaíba realizou no Cine Teatro, o Congresso Técnico de Futebol e Futsal dos campeonatos municipais, com os grupos que participarão das disputas pelas taças.

Na ocasião funcionários responsáveis da Secretaria aproveitaram para apresentar e divulgar aos times e participantes de modo geral os regulamentos das competições. Nos regulamentos estão contidos as normas e diretrizes que regerão as formas técnicas que deverão ser respeitadas durante todo o período das disputas.

O futebol de campo está dividido em quatro categorias: 1º e 2º divisão, Veteranos e Veteraníssimos. Já o futsal contempla somente as categorias de 1º e 2º divisão. É importante dizer que as inscrições já estão acontecendo há alguns dias, e os grupos que ainda não estiverem com todos seus jogadores inscritos, tem até o final da 1º fase do campeonato para completarem seus times.

Para as equipes que não compareceram no Congresso Técnico os regulamentos dos campeonatos estão disponíveis na Secretaria de Atividade Física, Esporte e Lazer. E as tabelas contendo grupos, horários e locais das disputas estarão disponíveis a partir do dia 15 de abril, também na Secretaria.

A partir também do dia 15 de abril estarão abertas as inscrições para as categorias menores, onde estarão divididos nas categorias Sub 9, 11, 13, 15 e Sub 17, do futsal. As equipes interessadas podem retirar a ficha de inscrição dos times na Secretaria.

Mais informações podem ser obtidas na própria Secretaria pelo telefone: 4622-8650, ou na rua: Suzana Dias – Centro Histórico.

Texto: Estela S. Eduardo

Add a comment

Corinthians e Penapolense ficam no empate

Corinthians e Penapolense se enfrentaram nesta quarta-feira (27) pela 15ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013, com a partida terminando empatada por 1 a 1.

Com 26 pontos, o Corinthians é o quinto colocado do Paulistão. O Penapolense, com 21, tira o Bragantino da oitava posição e vai para o G8.

Logo aos quatro minutos, o Corinthians abriu o placar, no gol contra de Heleno, que tentou desviar tentativa de Emerson.

Emerson recebeu bola rolada por Fábio Santos, mas mandou a bola longe do gol do Penapolense. Depois, Jorge Henrique fez o cruzamento, a bola bateu na zaga adversária, forçando Marcelo a fazer a defesa. Guaru, aos 19, bateu falta e mandou longe do gol. Aos 25, Liel foi para o chute, sem sucesso.

O Corinthians controlava o ritmo de jogo e o Penapolense buscava espaço para criar chances de gol. Aos 39, Silvinho foi para o chute e levou perigo para o goleiro Júlio César. O Corinthians respondeu com Guerrero, que tabelou com Emerson e mandou a bola em cima do goleiro do time de Penápolis.

Guilherme Andrade, no começo do segundo tempo, deixou a bola para Guerrero chegar e mandar por cima do gol. O Penapolense respondeu na jogada de Silvinho, que tentou colocar a bola na área, mas sem sucesso. Chicão, aos 19, bateu falta, mas sem perigo.

Sérgio Mota lançou Heleno, que acabou se atrapalhando ao tentar dominar a bola. O Penapolense seguiu no ataque e fez o gol de empate aos 29 minutos, com Geuvânio, que bateu na saída de Júlio César.

Jorge Henrique, aos 35, arriscou o chute, levando perigo para a meta de Marcelo. O Corinthians continuava pressionando e Guerrero, aos 45, usou a cabeça para colocar a bola à esquerda da meta do Penapolense.

Próximos jogos de Corinthians e Penapolense pela 16ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

São Paulo x Corinthians - 31/mar – 16h00 – Estádio do Morumbi

Mirassol x Penapolense – 30/mar – 18h30 – Estádio José Maria de Campos Maia.

Ficha técnica

Corinthians 1 x 1 Penapolense

Corinthians: Júlio César; Edenílson, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Guilherme Andrade e Guilherme Torres (Giovani); Jorge Henrique (Willian), Romarinho, Emerson Sheik e Guerrero.
Técnico: Tite.

Penapolense: Marcelo; Luis Felipe, Jailton, Gualberto e Rodrigo Biro; Heleno, Fernando, Liel (Angelo) e Guaru (Sérgio Mota); Silvinho e Val Baiano (Geuvânio).
Técnico: Pintado.

Árbitro: Adriano de Assis Miranda;
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa;
Quarto árbitro: Marcos de Oliveira Marcelo;
Assistentes adicionais: Leandro Bizzio Marinho e Luiz Vanderlei Martinucho;
Local: estádio do Pacaembu, São Paulo;
Data: dia 27, às 22h.

Gols: Corinthians: Heleno, contra, 04’ 1T. Penapolense: Geuvânio, 29’ 2T.

CA: Corinthians: Fábio Santos, Guilherme Andrade e Guilherme Torres. Penapolense: Luís Felipe, Jailton, Biro, Geuvânio e Marcelo.

Add a comment

Com dois de Luís Fabiano, São Paulo vence Paulista e mantém a liderança

Líder do Paulistão Chevrolet 2013, o São Paulo foi a Jundiaí enfrentar o Paulista nesta quarta-feira (27), pela 15ª rodada, e com dois gols de Luís Fabiano, venceu o jogo pelo placar de 2 a 0.

O São Paulo vai a 35 pontos, mantendo a primeira posição da tabela de classificação. O Paulista, com 17, fica na parte intermediária da classificação.

O jogo começou movimentado, com os dois times buscando oportunidades para chegar ao gol, mas sem conseguir criar chances de finalizar nos primeiros minutos de partida. Aos 14, Wallyson fez a jogada e o drible em zagueiro do Paulista e fez o passe para Paulo Miranda tentar o chute e mandar para fora.

Aos 26 minutos, Luís Fabiano abriu o placar em Jundiaí. Wallyson fez a jogada e o passe para o camisa 9 chegar e bater para o fundo das redes de Richard.

Kasado tentou o cruzamento na área, mas Rogério Ceni caiu para ficar com a bola. Depois, Chiquinho recebeu de Marcelo Macedo e bateu para nova defesa do goleiro são-paulino. A partida seguia movimentada e com equilíbrio dentro de campo.

Luís Fabiano, aos três do segundo tempo, aumentou a vantagem são-paulina no Jayme Cintra, aproveitando bola cruzada da direita por Fabrício e cabeceou sem marcação para fazer o segundo gol do São Paulo.

Douglas, aos sete, foi para o arremate e Richard conseguiu a defesa. Aos 13, a bola foi cruzada na área e Renato Ribeiro chegou para tentar finalizar, mas colocou longe da meta. Matheus, três minutos depois, foi para o chute, mas sem conseguir sucesso. O São Paulo teve mais uma chance com Aloísio, mas a bola bateu na defesa.

Aos 30 minutos, Douglas driblou dois zagueiros do São Paulo e foi para o chute, quase acertando a trave. Depois, Luís Fabiano foi lançado, tirou Richard da jogada e tocou a bola em direção ao gol, mas Lázaro salvou o Paulista de tomar o terceiro do São Paulo.

De fora da área, Rodolfo Testoni mandou um forte chute que acertou a trave de Rogério Ceni. Depois, foi a vez de Matheus ir ao ataque e bater para a defesa do goleiro do São Paulo. No rebote, Marcelo Macedo viu sua tentativa terminar em nova intervenção de Rogério Ceni.

Próximos jogos de São Paulo e Paulista pela 16ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

São Paulo x Corinthians - 31/mar – 16h00 – Estádio do Morumbi

Bragantino x Paulista – 30/mar – 16h00 – Estádio Nabi Abi Chedid.

Ficha técnica

Paulista 0 x 2 São Paulo

Paulista: Richard; Thales (Hudson), Lázaro, Dráusio e Rodolfo Testoni; Kasado (Alfredo), Matheus, Chiquinho e Renato Ribeiro; Cassiano Bodini (Flávio) e Marcelo Macedo.
Técnico: Giba.

São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda (João Felipe), Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Fabrício, Douglas e Cañete (Aloísio); Wallyson (Ademílson) e Luis Fabiano.
Técnico: Ney Franco.

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo;
Assistentes: Alexandre Basílio Vasconcellos e Leonardo Aschiavo Pedalini;
Quarto árbitro: Marco Antonio de Oliveira Sá;
Assistentes adicionais: Leonardo Ferreira Lima e Márcio Roberto Soares;
Local: estádio Jaym Cintra, Jundiaí;
Data: dia 27, às 22h.

Gols: São Paulo: Luís Fabiano, 26’ 1T e 03’ 2T.

CA: São Paulo: Douglas.

Add a comment

Mirassol vence Palmeiras por 6 a 2 e se afasta da zona de rebaixamento

Para se aproximar das primeiras posições, o Palmeiras visitou o Mirassol nesta quarta-feira (27), pela 15ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013 e o time do interior acabou goleando o Palmeiras pelo placar de 6 a 2.

O Mirassol vai a 15 pontos e se afasta das últimas posições. O Palmeiras, com 25, permanece na sétima colocação.

O Mirassol abriu o placar com menos de um minuto de partida. André Luiz cruzou a bola na área e Marcos Vinícius, tentando desviar a bola para fora, acabou colocando contra o próprio gol.

O Mirassol aumentou o placar aos nove minutos com Caion, que bateu de longe e mandou sem chances de defesa para Fernando Prass.

Caion, logo depois, fez o terceiro do Mirassol, em jogada de velocidade, batendo na saída do goleiro palmeirense.

Camilo aproveitou rebote de cobrança de falta para arriscar o chute e Fernando Prass caiu para a defesa. O Palmeiras foi ao ataque e Caio, aos 22, diminuiu a desvantagem no placar do José Maria de Campos Maia, de cabeça.

Léo Gago bateu de longe aos 28, para a defesa de Gustavo. Depois, Ronny arriscou de fora da área e mandou chute rasteiro sem chances de defesa para o goleiro do Mirassol.

Leomir, aos 38, fez o quarto do Mirassol, batendo falta que Fernando Prass não conseguiu defender.

Aos 43, o Mirassol fez o quinto, com Medina, sozinho na área, batendo por cobertura, sem dar chance de defesa para o goleiro. Depois, foi a vez de Camilo arriscar o chute e fazer o sexto dos donos da casa.

O segundo tempo começou com o Mirassol reduzindo o ritmo e o Palmeiras partindo para o ataque, mas sem conseguir chances de gol. Wesley, aos sete, foi para o arremate e forçou Gustavo a fazer a defesa.

O Mirassol seguia pressionando e teve duas chances de fazer o sétimo. Aos 22, Leomir arriscou o chute para a defesa de Fernando Prass. Depois, Camilo fez a jogada para Mineiro arriscar, mas ele acabou pegando mal na bola.

Wesley arriscou o chute e Gustavo fez a defesa, aos 40. Ele repetiu a dose em cobrança de falta e a bola acertou o travessão.

Próximos jogos de Palmeiras e Mirassol pela 16ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Palmeiras x Linense - 30/mar – 18h30 – Estádio do Pacaembu

Mirassol x Penapolense – 30/mar – 18h30 – Estádio José Maria de Campos Maia.

Ficha técnica

Mirassol 6 x 2 Palmeiras

Local: José Maria de Campos Mais, Mirassol;

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo;

Assistentes: Alexandre Basilio Vasconcellos e Leonardo Schiavo Pedalini;

Quarto árbitro: Marco Antonio de Oliveira Sá;

Assistentes adicionais: Leonardo Ferreira Lima e Márcio Roberto Soares;

Mirassol: Gustavo; Pio (Mineiro), Augusto, Gian e Diogo; Caion, Alex Silva, Camilo e Leomir; André Luís (Medina) e Tiago Luís (Felipe Lima).

Técnico: Ivan Baitello.

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho (Ayrton), André Luiz, Marcos Vinícius e Juninho; Márcio Araújo, Léo Gago (João Denoni), Charles (Ronny) e Wesley; Leandro e Caio.

Técnico: Gilson Kleina.

Gols: Marcos Vinícius (MIR, contra) aos 39seg, Caion (MIR) aos 9, 11, Caio (PAL) aos 22, Ronny (PAL) aos 30, Leomir (MIR) aos 38, Medina (MIR) aos 43 e Camilo (MIR) aos 46 do primeiro tempo.

CA: Léo Gago e Marcos Vinícius (PAL); Leomir, Pio e Gustavo (MIR).

Add a comment

Sob muita chuva, Corinthians derrota Guarani fora de casa

Na briga contra o rebaixamento, o Guarani recebeu o Corinthians neste domingo (24), pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013, e a equipe corintiana, com um gol nos minutos iniciais da partida, venceu pelo placar de 1 a 0.

O Corinthians vai a 25 pontos e sobe para o quinto lugar na tabela de classificação. O Guarani segue com nove e permanece na zona de rebaixamento.

Renato Augusto bateu falta aos dois minutos de partida e Paulo André tentou o desvio de cabeça que passou perto do gol de Léo. O Corinthians iniciou a partida no ataque e pressionava a defesa do Guarani

Aos seis minutos, Guerrero abriu o placar para o Corinthians. Ele recebeu bola dominada por Emerson e ajeitou para mandar para o fundo das redes de Léo.

O Guarani buscava reagir, tentando mostrar força ofensiva, mas era o Corinthians a atacar mais. Aos 13, Renato Augusto recebeu de Alessandro, fez o domínio e foi para o cruzamento, sem sucesso.

Com o passar da etapa inicial, o Corinthians ditava o ritmo e o Guarani buscava espaços para criar oportunidades de gol. Ainda durante a etapa inicial, Renato Augusto também deixou o campo lesionado e Jorge Henrique entrou em seu lugar.

O Guarani teve sua grande chance aos 37, quando Ronaldo Mendes bateu de primeira bola lançada por Thiago Gentil e Gil conseguiu impedir o empate bugrino.

Coutinho recebeu bola rolada por Fernando Gaúcho no começo do segundo tempo e mandou com perigo contra a meta corintiana. Depois, foi a vez de Diogo arriscar e a bola ir longe do gol de Danilo Fernandes. O Guarani iniciava a etapa final pressionando e buscava dominar o campo de jogo.

Cássio fez o cruzamento da esquerda e Danilo Fernandes saiu do gol para fazer a defesa. O Corinthians tentava tocar a bola, mas pouco buscava o ataque, permitindo ao Guarani a avançar com mais força no ataque.

O Guarani seguiu pressionando e Cadu, aos 36, por pouco não fez o gol de empate, com Paulo André aparecendo para fazer o corte.

Próximos jogos de Guarani e Corinthians pela 15ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Oeste x Guarani - 28/mar – 21h00 – Estádio dos Amaros

Corinthians x Penapolense – 27/mar – 22h00 – Estádio do Pacaembu.

Ficha Técnica

Guarani 0 x 1 Corinthians

Local: Brinco de Ouro da Princesa, Campinas

Árbitro: Welton Orlando Wohnrath

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Paulo de Souza Amaral

Quarto Árbitro: Jorge Torres

Assistentes Adicionais: Vinícius Gonçalves Dias Araújo e Norberto Luciano Santos da Silveira

Guarani: Léo; Boiadeiro (Oziel), Tiago Pagnussat, Cássio (Thiago Matias) e Diogo; Marquinhos, Ademir Sopa (Cadu), Coutinho e Thiago Gentil; Ronaldo Mendes e Fernando Gaúcho

Técnico: Branco.

Corinthians: Cássio (Danilo); Alessandro, Paulo André, Gil e Igor; Ralf, Guilherme, Danilo (Edenílson) e Renato Augusto (Jorge Henrique); Emerson e Guerrero

Técnico: Tite.

Gol: Corinthians: Guerrero, 06’ 1T.

CA: Guarani: Ademir Sopa e Marquinhos. Corinthians: Danilo.

Add a comment

Palmeiras e Santos empatam por 0 a 0 no Pacaembu

Em um dos clássicos mais importantes do país, Palmeiras e Santos se enfrentaram nesta tarde de domingo (24), no estádio do Pacaembu, pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013 e o placar final foi o empate por 0 a 0.

Este empate leva o Palmeiras a 25 pontos, dentro do G8, enquanto o Santos fica com 28, entre os primeiros classificados.

O clássico começa a todo vapor. Aos dois minutos, Wesley arremata de fora da área, Rafael espalma, Caio bate prensado e Leandro pega mal na bola, colocando-a por cima do travessão santista.

Aos 12, dentro da área do Santos, Wesley serve Léo Gago que arremata para fora, levando muito perigo ao goleiro Rafael.

Com quatro volantes que se desmarcam constantemente, o Palmeiras domina o meio de campo e chega perigosamente na área santista.

Charles pega sobra aos 19, chuta forte, rasteiro, e Rafael consegue desviar para escanteio.

Rafael salva novamente o Santos aos 29, no chute de primeira de Leandro após cruzamento na área.

Fernando Prass faz ótima defesa aos 35, na cabeçada perigosa de Givanildo. Aos 39, começa a chover no Pacaembu e Givanildo é servido por Arouca, ganha de Léo Gago e bate cruzado, para outra boa intervenção de Fernando Prass.

Aos cinco minutos da segunda etapa, após boa troca de passes, Léo Gago finaliza por cima da meta de Rafael. No minuto seguinte, o Santos responde com o chute de Givanildo, defendido por Fernando Prass.

Na sequência, André desvia cruzamento forte de Bruno Peres e a bola sai perto da trave palmeirense. O jogo é equilibrado no segundo tempo.

Léo Gago finaliza novamente com perigo aos 29, mas Rafael consegue a defesa. A partida segue truncada até o apito final e o empate sem gols acaba sendo o resultado final do confronto.


Ficha técnica

Palmeiras 0 x 0 Santos

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, André Luiz e Juninho (Marcelo Oliveira); Márcio Araújo, Léo Gago, Charles (Rondinelly) e Wesley; Leandro e Caio (Vinícius).

Técnico: Gilson Kleina.

Santos: Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Neílton (Alan Santos), Arouca e Cícero; Givanildo (Victor André) e André (Miralles).

Técnico: Muricy Ramalho.

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza;

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miiguel Cataneo Ribeiro da Costa;

Quarto árbitro: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho;

Assistentes adicionais: Guilherme Ceretta de Lima e Leandro Bizzio Marinho;

Local: estádio do Pacaembu, São Paulo;

Data: dia 24, às 16h.

CA: Palmeiras: André Luiz. Santos: Renê Júnior.

Add a comment

São Paulo vence Bragantino e se isola na liderança

Para seguir como líder do Paulistão Chevrolet 2013, o São Paulo recebeu o Bragantino neste sábado (23), pela 14ª rodada do torneio, e conseguiu mais uma vitória na competição, pelo placar de 2 a 0.

O resultado leva o time do Morumbi a 32 pontos, se isolando ainda mais na liderança e ainda com um jogo atrasado a cumprir. O Bragantino tem 18 e segue próximo da zona de classificação para a próxima fase.

O Bragantino começou a partida no ataque e teve duas chances para abrir o placar. Na primeira, Carlinhos foi para o cabeceio e a bola foi pela linha de fundo. Depois, foi a vez de Lincom ir para o chute, mas colocar por cima da meta de Rogério Ceni. Aos dez, nova tentativa de Serginho, que mandou longe do gol.

Léo Jaime invadiu a área e finalizou para a defesa de Rogério Ceni, aos 13 minutos. O São Paulo tentou colocar a bola no ataque em lançamento de Jadson para Luís Fabiano, mas Raphael Andrade chegou para fazer o corte. Aos 20, Luís Fabiano tentou o chute e a bola passou rasteira pela área de Rafael Defendi.

O São Paulo abriu o placar aos 30 minutos, com o gol contra de Preto, que tentou fazer o corte em cruzamento de Wallyson e acabou colocando contra o próprio gol.

Lincom teve a chance do empate logo depois, mas Rogério Ceni conseguiu afastar o perigo. Aos 33, Rafael Defendi por pouco não deixou a bola solta na área após defender bola cruzada por Jadson. Wallyson, aos 38, bateu da entrada da área, obrigando o goleiro do Bragantino a fazer boa defesa.

O São Paulo seguia buscando espaços e Luís Fabiano, aos 43, anotou o segundo do time do Morumbi, após receber de Jadson e bater cruzado sem dar chance de Rafael Defendi conseguir impedir o lance.

No começo do segundo tempo, Carleto tomou a bola do adversário e, da esquerda, cruzou para a cabeçada de Luís Fabiano e Rafael Defendi conseguiu evitar o terceiro do São Paulo. O Bragantino respondeu na tentativa de Lincom, defendida por Rogério Ceni. Aos seis, foi a vez de Preto arriscar o chute e mandar no travessão.

Ganso recebeu de Luís Fabiano e entregou a bola para Carleto bater de primeira, mas para a defesa do arqueiro do Bragantino. Depois, o lateral-esquerdo bateu falta e Rafael Defendi afastou o perigo. O São Paulo mantinha a pressão, criando chances e dando pouco espaço para o Bragantino

O Bragantino tentava avançar e buscava espaços na defesa adversária. O São Paulo tranquilamente administrava o resultado, tendo chance em cobrança de falta de Carleto que foi desviada no caminho e forçou a defesa de Rafael Defendi.

Cañete foi para o chute aos 37 e exigiu novamente a intervenção do goleiro do Bragantino. Depois, Carleto arriscou mais uma vez na bola parada, levando perigo para a meta adversária. Nos minutos finais, o São Paulo passou a administrar o resultado e tocou a bola até o apito final.

Próximos jogos de São Paulo e Bragantino pela 15ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Paulista x São Paulo - 27/mar – 22h00 – Estádio Dr Jayme Cintra

Bragantino x Ituano – 27/mar – 19h30 – Estádio Nabi Abi Chedid

Ficha técnica

São Paulo 2 x 0 Bragantino

Local: Morumbi, São Paulo;

Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral;

Assistentes: Vicente Romano Neto e Giulliano Neri Colisse;

Quarto árbitro: Marcos Antonio Gomes Filho;

Assistentes adicionais: Marcelo Prieto Alfieri e Adriano de Assis Miranda;

São Paulo: Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Rafael Tolói, Edson Silva e Carleto; Denílson (Wellington), Maicon, Ganso e Jadson (Aloísio); Wallyson (Cañete) e Luis Fabiano.

Técnico: Ney Franco.

Bragantino: Rafael Defendi; Geandro, Raphael Andrade e Toninho; Diego Macedo, Magno Cruz (Bruno Iotti), Preto, Serginho e Léo Jaime; Carlinhos (Malaquias) e Lincom (Ramazotti).

Técnico: Mazola Júnior.

Gols: Preto (SPO, contra) aos 30. Luís Fabiano (SPO) aos 43 do primeiro tempo.

CA: Carleto, Ganso e Denílson (SPO); Geandro e Raphael Anrade (BRG).

Add a comment

Sem Neymar, Santos vence Mirassol de virada por 2 a 1

santos-fcSantos e Mirassol se enfrentaram nesta quinta-feira (21) pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013 e o Santos venceu a partida na Vila Belmiro, pelo placar de 2 a 1.

O Santos vai a 27 pontos, assumindo a vice-liderança. O Mirassol, com 12, fica na 15ª posição.

O Mirassol teve a primeira chance de perigo na cobrança de falta de Pío que foi na trave de Rafael. O Santos respondeu com Giva, que chutou para a defesa de Emerson. Aos nove, Miralles teve duas oportunidades de colocar a bola na rede, desperdiçando ambas.

O time visitante seguia pressionando e Pio foi para o chute de longe aos 16, defendido pelo goleiro santista. Três minutos depois, foi a vez de Tiago Luís arriscar a finalização, forçando nova intervenção de Rafael para evitar o gol do Mirassol.

A insistência do Mirassol deu certo aos 20 minutos, quando Pío fez a cobrança de escanteio, Durval não conseguiu o corte e a bola sobrou para André Luís bater e colocar o time visitante na frente do placar da Vila Belmiro.

O time da casa continuava a pressionar e chegou ao empate aos 41 minutos, com Giva, também após cobrança de escanteio feita por Felipe Anderson.

Glauber arriscou o chute no começo do segundo tempo, sem assustar Rafael. Depois Pio, de longe, mandou com perigo contra a meta santista. O Santos respondeu com Giva, que bateu rasteiro, mas o chute saiu fraco, pela linha de fundo.

Patito Rodríguez foi para a jogada na área, mas Emerson chegou para fazer a defesa. Os dois times brigavam por espaço em campo e buscavam ter presença ofensiva.

Aos 30, após sobra na área, Giva foi para o chute rasteiro e mandou a bola no fundo das redes de Emerson, virando o placar da Vila.

Aos 40, Felipe Anderson acabou expulso de campo por impedir cobrança de falta do Mirassol. No lance seguinte, Patito Rodríguez chegou forte em jogador adversário e também levou o cartão vermelho, com o Santos ficando com dois jogadores a menos. Até o final, o Mirassol tentou chegar ao gol de empate, mas não teve sucesso.

Próximos jogos de Santos e Mirassol pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Palmeiras x Santos - 24/mar – 16h00 – Estádio do Pacaembu.

Mogi Mirim x Mirassol – 24/mar – 18h30 – Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira.

Ficha Técnica

Santos 2 x 1 Mirassol

Local: Vila Belmiro, Santos;

Árbitro: Rodrigo Braghetto;
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Leandro Matos Feitosa;
Quarto árbitro: Danilo da Silva;
Assistentes adicionais: Philippe Lombardi e Sérgio da Rocha Gomes;

Santos: Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Durval, Renê e Felipe Anderson; Miralles (André) e Givanildo (Neílton).
Técnico: Muricy Ramalho.

Mirassol: Emerson; Pio, Leonardo, Gian e Diogo Lima; Alex Silva, Gláuber (Herlison), Camilo (Mineiro) e Tiago Luís (Adílson Bahia); André Luís e Leomir
Técnico: Ivan Baitello.

Gols: Santos: Giva, 41’ 1T e 30’ 2T. Mirassol: André Luís, 20’ 1T.

CA: Santos: Felipe Anderson. Mirassol: Diogo e Emerson.

CV: Santos: Felipe Anderson e Patito Rodríguez.

Add a comment

Brasil e Itália ficam no empate em amistoso

brasilxitaliaO Brasil enfrentou um de seus mais tradicionais rivais, a Itália, nesta quinta-feira (21), em amistoso na cidade de Genebra (SUI), saiu na frente, mas tomou o empate em três minutos, em jogo que terminou com o resultado de 2 a 2.

A primeira chance da partida foi brasileira, com Neymar, que bateu para a defesa de Buffon. Os italianos responderam com Balotelli, que foi para o chute, mas Júlio César defendeu com o pé.

Os primeiros minutos de partida mostravam equilíbrio e muitas oportunidades de gol. Maggio, aos 20, foi para o chute e exigiu a intervenção do goleiro brasileiro. A Itália insistia tentando achar espaços no campo ofensivo e o Brasil tocava a bola para criar suas jogadas.

Aos 32 minutos, Fred abriu o placar para o Brasil, aproveitando desvio de Bonucci em cruzamento de Filipe Luís.

A Itália seguiu no ataque e teve duas chances de empatar, ambas sem sucesso. Os brasileiros fizeram o segundo com Oscar, aos 41, após jogada envolvendo Neymar.

No segundo tempo, Balotelli subiu de cabeça, mas não conseguiu pegar bem na bola. Depois, El Shaarawy chegou com perigo após erro da defesa brasileira e Júlio César conseguiu a defesa.

No lance seguinte, De Rossi diminuiu para os italianos, ao desviar de primeira uma cobrança de escanteio da esquerda e mandar sem chances de defesa para o goleiro brasileiro.

Neymar bateu falta e Buffon subiu para ficar com a bola. Depois, Balotelli, aproveitando outro erro da defesa brasileira, dominou e bateu de longe para colocar no ângulo de Júlio César.

Hulk recebeu de Neymar, invadiu a área e teve a chance de bater para o gol, mas acabou perdendo a bola na hora de tentar o domínio. A resposta italiana veio com Balotelli, que recebeu na pequena área e bateu para a defesa de Júlio César.

Os italianos cresciam na partida e o Brasil tentava achar espaços para construir suas jogadas. Cerci teve a chance de marcar o gol da virada, mas a bola foi por cima do gol. O Brasil buscou o gol da vitória nos minutos finais, mas não conseguiu pressionar com precisão a Itália.

Na próxima segunda-feira (25), o Brasil terá mais um compromisso amistoso, em Londres (ING), diante da Rússia.

Ficha Técnica

Itália 2 x 2 Brasil

Local: Estádio de Genebra (Stade de Genéve), Genebra (SUI);

Árbitro: Stephan Studer (SUI)

Brasil: Júlio Cesar, Daniel Alves, Dante, David Luiz e Filipe Luís (Marcelo); Fernando, Hernanes (Luiz Gustavo) e Oscar (Kaká); Hulk (Jean), Fred (Diego Costa) e Neymar
Técnico: Luis Felipe Scolari

Itália: Buffon; Maggio, Barzagli, Bonucci e De Sciglio (Antonelli); De Rossi (Diamanti), Pirlo (Cerci), Giarecchino (Poli) e Montolivo; Balotelli (Gilardino) e Osvaldo (El Shaarawy)
Técnico: Cesare Prandelli

Gols: Fred (BRA) aos 32 e Oscar (BRA) aos 41 do primeiro tempo, De Rossi (ITA) aos 8, Balotelli (ITA) aos 11 do segundo tempo

CA: Fred, Filipe Luís e Hernanes (BRA); Poli e Maggio (ITA)

Add a comment

XV de Piracicaba e Corinthians empatam por 1 a 1

emerso-e-renato-augusto-corinthiansXV de Piracicaba e Corinthians se enfrentaram nesta quarta-feira (20) pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013, com a partida disputada na cidade de Piracicaba terminando empatada por 1 a 1.

Com 22 pontos, o Corinthians fica na sétima posição do Campeonato Paulista. O XV tem 11 pontos e segue próximo da zona de rebaixamento.

Os dois times tocavam a bola e buscavam dar movimentação a seus setores ofensivos, desde o início do jogo. Aos 37, Fábio Santos recebeu de Renato Augusto e tentou o chute no ângulo de Thiago Passos, mas desperdiçou a oportunidade. Renato Augusto, aos 45, fez o cruzamento visando Guilherme, mas o jogador não conseguiu alcançar.

A primeira chance da etapa final foi corintiana, com Ralf, que aproveitou bola rolada por Romarinho para finalizar, mas sem sucesso. Depois, Guerrero recebeu o passe de Renato Augusto, mas acabou perdendo espaço na hora de colocar a bola para um companheiro melhor colocado. 

Fábio Santos, aos 11, teve a iniciativa de finalizar e mandou longe do gol. O XV respondeu na tentativa de Diguinho, que Fabiano não conseguiu empurrar para o gol.

Em contra-ataque, Renato Augusto tentou o chute, que acabou nas mãos de Thiago Passos. O Corinthians insistiu e Emerson, aos 30 minutos, abriu o placar do Barão de Serra Negra. 

Emerson teve a chance de fazer o segundo, mas a bola passou perto do gol de Thiago Passos. O XV respondeu fazendo o gol de empate, aos 42 minutos, com Diguinho, após tabelar com Adriano e mandar um chute indefensável para o goleiro corintiano.

Próximos jogos de XV de Piracicaba e Corinthians pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Sorocaba x XV de Piracicaba - 23/mar – 18h30 – Estádio Walter Ribeiro

Guarani x Corinthians – 24/mar – 16h00 – Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Ficha Técnica

XV de Piracicaba 1 x 1 Corinthians

Local: Barão da Serra Negra, Piracicaba;

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima;
Assistentes: Bruno Salgado Rizo e Maria Eliza Correia Barbosa;
Quarto árbitro: Paulo Sergio dos Santos;
Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Ilbert Estevam da Silva;

XV de Piracicaba: Thiago Passos; Vinicius Bovi, Luiz Eduardo, Pedro Paulo e Janílson; Glauber, Fabiano (Adriano), Danilo Sacramento (Márcio Diogo (Marcelo)) e Diguinho; Diego Silva e Paulinho.
Técnico: Edison Só.

Corinthians: Danilo Fernandes; Alessandro, Chicão, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Danilo e Renato Augusto; Romarinho (Jorge Henrique) e Guerrero (Emerson).
Técnico: Tite.

Gols: Emerson (COR) aos 30, Diguinho (XVP) aos 42 do segundo tempo.

CA: Luiz Eduardo e Marcelo (XVP); Alessandro e Fábio Santos (COR).

Add a comment

Mais artigos...

  1. São Paulo vence São Bernardo e permanece líder do Paulistão Chevrolet 2013
  2. Palmeiras vence Botafogo e sobe na tabela do Paulistão Chevrolet 2013
  3. São Caetano e Palmeiras empatam por 1 a 1 no Anacleto Campanella
  4. São Paulo vence Oeste por 3 a 2 e retorna à liderança do Paulistão Chevrolet 2013
  5. No Pacaembu, Corinthians bate UA Barbarense por 3 a 0
  6. Santos vence Guarani e assume liderança provisória do Paulistão Chevrolet 2013
  7. São Paulo perde fora de casa para o Arsenal de Sarandí (ARG)
  8. Palmeiras bate Paulista por 2 a 1 e sobe para a sexta posição
  9. Corinthians vence Tijuana (MEX) por 3 a 0 no Pacaembu
  10. São Paulo e Palmeiras empatam por 0 a 0 no Morumbi
  11. Corinthians vence Ituano por 3 a 2 no Pacaembu
  12. No Pacaembu, São Paulo fica no empate com o Arsenal-ARG
  13. Corinthians perde fora de casa para o Tijuana
  14. Com gol no último lance, Palmeiras perde para o Tigre (ARG) por 1 a 0
  15. Prefeitura abre vagas para modalidades esportivas em diversos bairros
  16. De olho no bi, Corinthians estreia na Libertadores diante do San José
  17. São Caetano e São Paulo se enfrentam nesta quarta em jogo adiado
  18. São Paulo vence São Caetano de virada e assume a vice-liderança
  19. Corinthians estreia na Libertadores 2013 empatando com San José (BOL)
  20. Campeonato Municipal de Futebol e Futsal estão com inscrições abertas
  21. Santana de Parnaíba conquista terceira posição nos 56º Jogos Regionais em Avaré
  22. Santana de Parnaíba conquista 12 medalhas em resultado parcial dos Jogos Regionais em Avaré
  23. Atletas de Santana de Parnaíba partem para a disputa dos 56º Jogos Regionais do Interior em Avaré
  24. Atletas de Santana de Parnaíba se preparam para a 56a edição dos Jogos Regionais em Avaré

Assine Nossa Newsletter


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/parnaiba/public_html/modules/mod_mailchimp2/mod_mailchimp2.php on line 209
Couldn't find list with id : e6be3465c9

Quem Curti o ParnaíbaWEB

Login

copyright © 2007 - 2013 - www.parnaibaweb.com.br