Esportes

São Paulo vence São Bernardo e permanece líder do Paulistão Chevrolet 2013

luisfabianoPela 13ª rodada, o São Paulo visitou o São Bernardo nesta quarta-feira (20) para defender a liderança do Paulistão Chevrolet 2013, e venceu a equipe do ABC paulista pelo placar de 2 a 1.

O objetivo de manter a liderança foi cumprido, com o São Paulo indo a 29 pontos ganhos. O São Bernardo, com 15, fica na parte intermediária da tabela.

O São Paulo iniciou a partida pressionando e tentando criar chances de gol. Na primeira grande oportunidade são-paulina, Luís Fabiano abriu o placar, ao receber bom lançamento na área adversária.

Atrás da reação, o São Bernardo passou a pressionar o São Paulo, chegando ao gol de empate aos 24 minutos, em cobrança de escanteio que acabou desviando em Denílson e entrando no gol de Rogério Ceni.

O segundo tempo começou demonstrando equilíbrio por parte dos dois times e Rodrigo Caio, aos seis minutos, dominou na área e bateu cruzado para fora. Quatro minutos depois, Carleto foi para o chute e mandou na trave. O São Paulo tentava criar chances, mas o São Bernardo respondia com perigo.

Rodrigo Caio, aos 36, fez o segundo do São Paulo na partida. Thiago Carleto fez o cruzamento para o lateral aparecer e cabecear a bola para recolocar o time do Morumbi na frente do placar.

Fernando Baiano teve a chance de marcar o gol de empate, mas chutou para a defesa de Rogério Ceni.

Próximos jogos de São Bernardo e São Paulo pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Penapolense x São Bernardo - 23/mar – 16h00 – Estádio Tenente Carriço

São Paulo x Bragantino – 23/mar – 18h30 – Estádio do Morumbi.

Ficha Técnica

São Bernardo 1 x 2 São Paulo

Local: 1º de Maio, São Bernardo do Campo

Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Mauro André de Freitas e Renata Ruel Xavier de Brito
Quarto Árbitro: Marcos Alves da Silva
Assistentes adicionais: Vinicius Furlan e Márcio Roberto Soares

São Bernardo: Wilson Junior; Régis (Wagner Diniz), Daniel Marques, Márcio Garcia e Radar; Daniel Pereira, Dudu e Bady (Bruno Gonçalves); Gil, Fernando Baiano e André Luiz (Michel).
Técnico: Wagner Lopes.

São Paulo: Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Edson Silva, Rafael Tolói e Thiago Carleto; Denilson, Maicon, Ganso (Fabrício) e Jadson; Wallyson (Aloísio) e Luis Fabiano.
Técnico: Ney Franco.

Gols: Luís Fabiano (SPO) aos 13, Denílson (SBE, contra) aos 24 do primeiro tempo, Rodrigo Caio (SPO) aos 36 do segundo tempo

CA: Gil (SBE)

Add a comment

Palmeiras vence Botafogo e sobe na tabela do Paulistão Chevrolet 2013

Buscando aproximação das primeiras posições do Paulistão Chevrolet 2013, o Palmeiras recebeu o Botafogo nesta quarta-feira (20), pela 13ª rodada da competição. Com dois gols de Leandro, o Palmeiras venceu a partida pelo placar de 2 a 0.

O resultado leva o Palmeiras a 24 pontos, subindo para a quarta posição e ultrapassando a equipe de Ribeirão Preto, que tem 22.

O Palmeiras iniciou a partida tentando o ataque e buscando a posse de bola. Na primeira finalização de perigo do alviverde, Leandro bateu de fora da área, Rafael não conseguiu segurar e a bola foi parar no fundo das redes, abrindo o placar do Pacaembu para o Palmeiras.

Aos nove minutos, Léo Gago cruzou da direita, Rafael tentou afastar com o pé, mas ela sobrou para Juninho tentar o drible e ser desarmado pelo zagueiro botafoguense. O Palmeiras mantinha a pressão e a bola no campo ofensivo, com o Botafogo ficando na marcação. Wesley, aos 21, mandou rasteiro de fora da área, sem sucesso.

Danilo Bueno bateu falta aos 29, Nunes subiu para o cabeceio, mas acabou pegando mal na bola. Em menos de um minuto, o Palmeiras foi forçado a fazer duas substituições, com as entradas do estreante André Luiz e de Caio nos lugares de Henrique e Kleber.

O Botafogo conseguia pressionar o Palmeiras com o passar do tempo e conseguia tocar mais a bola. Nunes, aos 39, tentou novamente aproveitar cruzamento e a bola passou com perigo pelo gol de Fernando Prass. Na cobrança de falta para a equipe de Ribeirão Preto, o goleiro palmeirense caiu para fazer a defesa.

No começo do segundo tempo, Zé Antônio foi para o chute e Fernando Prass fez a defesa. O Palmeiras respondeu no chute de fora da área de Charles, defendido por Rafael.

No escanteio seguinte, a defesa do Botafogo tentou afastar, mas deixou para Leandro ficar com a bola e bater forte para aumentar a vantagem palmeirense no Pacaembu.

O Botafogo tentava pressionar e Francis, aos 26, arrematou para Fernando Prass conseguir mais uma defesa. Com tranquilidade, o Palmeiras tocava a bola e esfriava o ritmo de jogo no Pacaembu.

Aos 39, Léo Gago roubou a bola no campo de ataque e mandou com perigo contra a meta de Rafael. Nos minutos finais, o Palmeiras tocou a bola para administrar o resultado.

Próximos jogos de Botafogo e Palmeiras pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Botafogo x Linense - 23/mar – 16h00 – Estádio Santa Cruz

Palmeiras x Santos – 24/mar – 16h00 – Estádio do Pacaembu.

Ficha técnica

Palmeiras 2 x 0 Botafogo

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Aurélio Santanna Martins;
Assistentes: Marco Antonio Gonzaga da Silva e David Botelho Barbosa;
Quarto árbitro: Alex Lopes Loula;
Assistentes adicionais: Welton Orlando Wohnrath e Alessandro Darcie;

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Léo Gago, Charles e Wesley; Leandro e Kleber.
Técnico: Gilson Kleina.

Botafogo: Rafael; Igor, Henrique Mattos e Preto Costa; Daniel Borges, César Gaúcho, Zé Antônio, Danilo Bueno e Fábio Gama; Franci e Nunes.
Técnico: Marcelo Veiga.

Gols: Leandro (PAL) aos 5 do primeiro tempo, Leandro (PAL) aos 3 do segundo tempo

CA: Charles, Weldinho e Léo Gago (PAL); André, Preto Costa e Danilo Bueno (BOT).

Add a comment

São Caetano e Palmeiras empatam por 1 a 1 no Anacleto Campanella

Precisando da vitória, o São Caetano recebeu o Palmeiras, pela 12ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013. A partida, realizada nesta tarde de domingo (17), no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, terminou empatada por 1 a 1.

Este resultado deixa o Palmeiras com 21 pontos, na sexta colocação, enquanto o São Caetano segue no 20º lugar, com seis.

O Palmeiras começa o jogo mais agressivo, com a marcação adiantada, tentando o gol nos primeiros minutos.

Aos seis, Vinícius faz boa jogada pela esquerda, cruza rasteiro e Kleber bate, mas o goleiro Fábio faz grande defesa.

Aos 21, Wesley é servido por Márcio Araújo na grande área e finaliza por cima da meta do São Caetano.

Aos 27, Bruno Aguiar empurra o centroavante Kleber na pequena área e o árbitro marca penalidade máxima. Henrique bate buscando o canto direito e coloca para fora.

O Palmeiras tenta atacar pelas laterais, mas o São Caetano bloqueia os dois setores. A perda do pênalti parece ter mexido com os jogadores alviverdes, que erram passes a todo momento.

Aos 42, pela meia esquerda, Eder aplica um drible seco em Wesley e acerta o canto direito de Fernando Prass. São Caetano 1 x 0 Palmeiras.

O Palmeiras volta para o segundo tempo com Leandro no lugar de Vinícius e é exatamente ele quem faz o gol do Palmeiras aos três minutos, após grande jogada de Wesley pela direita.

Na sequência, Patrick Vieira cruza da direita e Kleber cabeceia para grande defesa do goleiro Fábio.

O jogo seguiu equilibrado até o final da partida, que terminou empatada por 1 a 1.

Próximos jogos de São Caetano e Palmeiras pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Palmeiras x Botafogo – 20/mar – 19h30 – Estádio Paulo Machado de Carvalho.

São Caetano x Ituano – 21/mar – 19h30 – Estádio Anacleto Campanella.

Ficha Técnica

São Caetano 1 x 1 Palmeiras

São Caetano: Fábio; Samuel, Bruno Aguiar, Eli Sabiá e Diego; Fabinho, Moradei, Rivaldo (Pedro Carmona) e Eder (Samuel Santos); Daniel e Geovane (Eduardo).
Técnico: Aílton Silva.

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, Henrique e Marcelo Oliveira; Vilson, Márcio Araújo, Wesley e Patrick Vieira (Tiago Real); Vinícius (Leandro) e Kleber (Caio).
Técnico: Gilson Kleina.

Árbitro: Marcio Henrique de Gois;
Árbitros assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Leonardo Schiavo Pedalini;
Quarto Árbitro: Renato Aparecido Fazanaro Canadinho;
Assistentes adicionais: Marcelo Rogério e Márcio Roberto Soares;
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP);
Data: domingo, 17, às 16h.

Gols: São Caetano: Eder, 42’ 1T. Palmeiras: Leandro, 03’ 2T.

CA: São Caetano: Bruno Aguiar e Fabinho. Palmeiras: Maurício Ramos.

Add a comment

São Paulo vence Oeste por 3 a 2 e retorna à liderança do Paulistão Chevrolet 2013

Para retomar a liderança do Paulistão Chevrolet 2013, o São Paulo recebeu o Oeste neste domingo (17), com a vitória são-paulina no Morumbi pelo placar de 3 a 2.

O São Paulo volta à liderança do Paulistão, com 26 pontos ganhos. O Oeste, com 14, fica na parte intermediária da tabela.

Logo aos dois minutos, Jadson fez o passe para Wallyson chegar e mandar o chute para boa defesa de Jaílson. O São Paulo iniciou a partida buscando o ataque. Aos sete minutos, Wallyson cruzou a bola e Dezinho chegou antes de Luís Fabiano para fazer o corte.

Aos 18, o São Paulo abriu o placar. Ademílson fez a jogada, mesmo marcado por dois jogadores do Oeste, e cruzou rasteiro para Edson Silva conferir.

Jadson tentou lançar a bola para Wallyson, mas Fernandes chegou antes para fazer o corte. O jogador do Oeste foi o autor da primeira chance de perigo da equipe de Itápolis, aos 22 minutos, defendida por Rogério Ceni. Aos 28, Hudson fez o drible em Wellington e bateu por cima do gol.

Rafael Tolói fez o segundo gol do São Paulo aos 30 minutos. Em cobrança de falta de Jadson, o zagueiro ganhou da defesa do Oeste e desviou para o fundo das redes de Jaílson.

Ligger, aos 46, diminuiu para o Oeste. Após cruzamento de fora da área, o zagueiro se posicionou na pequena área para cabecear para o fundo das redes de Rogério Ceni.

No começo do segundo tempo, Fernandes tirou Rodrigo Caio da jogada e fez o passe para Wanderson chegar de primeira e bater pela linha de fundo.

Luís Fabiano, aos 24, fez o terceiro do São Paulo, ao receber passe de Douglas, dominar e bater sem chance de defesa para Jaílson.

Carleto cruzou a bola na área, Rodrigo Caio foi para o cabeceio e Jaílson caiu para fazer a defesa. O Oeste continuou tentando e Wanderson, aos 31 minutos, fez o segundo dos visitantes no Morumbi, aproveitando lançamento de Serginho.

No restante do jogo, o Oeste tentou chegar ao gol de empate e Antônio Carlos quase o fez nos acréscimos, mas a bola passou perto do gol.

Próximos jogos de São Paulo e Oeste pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Oeste x Bragantino – 20/mar – 19h30 – Estádio dos Amaros

São Bernardo x São Paulo – 20/mar – 22h30 – Estádio Primeiro de Maio.

Ficha Técnica

São Paulo 3 x 2 Oeste

Local: Morumbi, São Paulo;

Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira;
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e João Edílson de Andrade;
Quarto árbitro: Camilo Morais Zarpelão;
Assistentes adicionais: Raphael Claus e Alessandro Darcie;

São Paulo: Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Edson Silva, Rafael Tolói e Carleto; Wellington (Douglas), Denílson e Jadson (Cañete); Ademílson, Luis Fabiano e Wallyson (Aloísio)
Técnico: Ney Franco.

Oeste: Jaílson; Dedê, Antônio Carlos, Dezinho (Marcinho) e Ligger; Leandro Teixeira, Wanderson, Hudson (Victor Hugo), Fernandes e Serginho; Wesley (Gilmar).

Técnico: Roberto Cavalo.

Gols: São Paulo: Edson Silva, 18’ 1T; Rafael Tolói, 30’ 1T; Luís Fabiano, 24’ 2T. Oeste: Ligger, 46’ 1T; Wanderson, 31’ 2T

CA: São Paulo: Wellington, Denílson e Rodrigo Caio. Oeste: Dezinho e Hudson.

Add a comment

No Pacaembu, Corinthians bate UA Barbarense por 3 a 0

Voltando suas atenções para o Paulistão Chevrolet 2013, o Corinthians enfrentou o União Barbarense neste sábado (16), e venceu pelo placar de 3 a 0, no Pacaembu.

Com 21 pontos, o Corinthians sobe para o quinto lugar da tabela de classificação. O UA Barbarense, com seis, segue na zona de rebaixamento.

A primeira chance de gol do jogo foi do Corinthians, em cruzamento de Edenílson que Emerson escorou e Romarinho chegou para o chute, mas sem sucesso.

Aos 16, Guilherme foi para o chute e mandou a bola longe da meta de Valter. O Corinthians respondeu no cruzamento pela esquerda de Fábio Santos, que Emerson não conseguiu completar para o gol. O UA Barbarense usava da marcação para parar o ataque corintiano, que seguia usando os laterais para incomodar a defesa adversária.

Emerson conseguiu a primeira chance do segundo tempo e mandou por cima do travessão. Depois, o atacante tentou cruzar na área, mas a bola tomou o caminho do gol e Valter conseguiu defender.

Douglas, aos sete minutos, abriu o placar para o Corinthians. Após troca de passes, Emerson fez o cruzamento da direita para o meia chegar e mandar a bola para o fundo das redes.

Emerson lançou Romarinho no ataque, mas Valter chegou para fazer a defesa. Aos 24, Emerson cabeceou para nova defesa do goleiro do União. O Corinthians chegou com perigo novamente aos 31, mas Camacho conseguiu evitar a conclusão de Jorge Henrique. Aos 35, Paulinho teve sua chance, também sem sucesso.

A arbitragem marcou pênalti de Juliano em Gil aos 39 minutos. Chicão foi para a cobrança, Valter defendeu e no rebote, Paulinho mandou longe da meta do UA Barbarense. Logo depois, o Corinthians conseguiu jogada de ataque com Emerson, que fez o passe para Jorge Henrique bater para o gol e aumentar a vantagem corintiana na partida.

Nos acréscimos, Renato Augusto fez o terceiro do Corinthians, partindo pela esquerda da área e encobrindo o goleiro na hora do chute para fazer o seu no Pacaembu.

Próximos jogos de Corinthians e União Barbarense pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

XV de Piracicaba x Corinthians – 20/mar – 22h00 – Estádio Barão de Serra Negra

União Barbarense x Ponte Preta – 21/mar – 19h30 – Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães.

Ficha Técnica

Corinthians 3 x 0 União Barbarense

Local: Pacaembu, São Paulo

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza;
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa;
Quarto árbitro: Roberto Pinelli;
Assistentes adicionais: José Cláudio Rocha Filho e Leandro Carvalho da Silva;

Corinthians: Julio César; Edenílson, Chicão, Gil e Fábio Santos; Guilherme (Paulinho), Ralf, Douglas (Giovanni) e Romarinho (Renato Augusto); Jorge Henrique e Emerson
Técnico: Tite.

União Barbarense: Valter; Alex, Juliano, Camacho e César; Cláudio Britto, Junior Goiano, Edílson Azul, Cleverson (Júlio) e André Cunha; Caihame (Dairo)
Técnico: Claudemir Peixoto

Gols: Corinthians: Douglas, 07’ 2T; Jorge Henrique, 42’ 2T; Renato Augusto, 46’ 2T.

CA: Corinthians: Romarinho. UA Barbarense: Alex, André Cunha e Juliano.

Add a comment

Santos vence Guarani e assume liderança provisória do Paulistão Chevrolet 2013

Sonhando em voltar à liderança do Paulistão Chevrolet 2013, o Santos recebeu o Guarani neste sábado (16), venceu por 2 a 1, e passará o sábado no topo da tabela de classificação.

O resultado leva a equipe da Vila Belmiro a 24 pontos, torcendo contra São Paulo e Ponte Preta para terminar a rodada como líder. O Guarani segue com nove, na zona de rebaixamento.

Thiago Gentil arriscou o chute no começo da partida para a defesa de Rafael. O Guarani iniciava a partida marcando forte e buscando a pressão. Ronaldo Mendes, aos oito minutos, bateu de longe e a bola passou à direita da meta santista. A primeira chance do Santos veio em jogada com Neymar, que fez o passe para André, mas na hora do chute, a defesa do Guarani fez o corte.

O Santos tentava investir nas jogadas com Neymar e André. Aos 17, o camisa 11 cruzou para Durval ajeitar e André chegar de cabeça para acertar a trave. Neymar, aos 22, bateu falta e a defesa do time campineiro conseguiu o corte. Depois, Bruno Peres fez o cruzamento visando André, mas Tiago Pagnussat evitou a conclusão do atacante santista.

Montillo bateu escanteio aos 31 e Durval cabeceou para a defesa de Renan. O argentino teve melhor sorte quatro minutos depois e colocou o Santos na frente do placar, após contra-ataque iniciado por Arouca..

Neymar, aos 42, deu um chapéu em Ademir Sopa, tentou cruzar para André e a bola bateu na defesa, sobrando para o atacante santista chegar e bater com perigo contra a meta de Renan. O Guarani respondeu no chute de Dener, que acabou longe do gol.

Aos três do segundo tempo, André aumentou a vantagem santista na Vila Belmiro. Ele aproveitou arremate de Neymar para dar um toque na bola e colocá-la no fundo das redes de Renan.

Neymar quase marcou o terceiro do Santos aos cinco minutos, ao receber de Cícero e chutar em cima do goleiro e errar na tentativa de encaixar a bicicleta no rebote. O Santos continuava a pressionar, deixando pouco espaço para o Guarani atacar.

Aos 13, o Guarani conseguiu diminuir o placar. Em cruzamento na área, Tiago Pagnussat subiu mais que a defesa para cabecear a bola sem chances de Rafael defender.

O Santos tentava trabalhar a posse de bola enquanto o Guarani buscava espaço para aumentar a pressão em cima dos donos da casa. Aos 22, Thiago Gentil chegou para fazer o passe para Ronaldo Mendes chegar e a defesa fazer o corte. A pressão bugrina passou a ser mais intensa, apostando no toque de bola para chegar ao ataque.

Giva, aos 27, bateu para o gol, Renan defendeu e a defesa teve de trabalhar para tirar a bola da área. O Guarani respondeu no chute de Ronaldo Mendes, que passou muito perto do gol de Rafael.

Aos 34, Neymar recebeu de Montillo, driblou dois jogadores do Guarani e foi para o arremate, mas em cima do goleiro da equipe de Campinas. Cícero, três minutos depois, foi para o chute e o goleiro do Guarani fez nova intervenção.

Ronaldo Mendes cruzou para Cadu tentar a finalização e Emerson Palmieri chegar para o corte. O Guarani tentou reagir nos minutos finais, mas sem sucesso.

Próximos jogos de Santos e Guarani pela 13ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Santos x Mirassol – 21/mar – 21h90 – Estádio Vila Belmiro

Guarani x Paulista – 21/mar – 19h30 – Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Ficha Técnica

Santos 2 x 1 Guarani

Local: Vila Belmiro, Santos;

Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral;
Assistentes: Vicente Romano Neto e Alex Ang Ribeiro;
Quarto árbitro: Andre Luis Riquena;
Assistentes adicionais: Rodrigo Braghetto e Ilbert Estevam da Silva;

Santos: Rafael; Bruno Peres, Durval, Edu Dracena e Emerson Palmieri; Renê Júnior, Arouca, Cícero e Montillo; Neymar e André (Givanildo).
Técnico: Muricy Ramalho.

Guarani: Renan; Boiadeiro, Tiago Pagnussat, Cássio e Ademir Sopa (Coutinho); Mika, Wilson (Juan), Diogo e Thiago Gentil; Ronaldo Mendes e Dener (Cadu).
Técnico: Branco.

Gols: Santos: Montillo, 35’ 1T; André, 03’ 2T. Guarani: Tiago Pagnussat , 13’ 2T.

CA: Santos: Cícero. Guarani: Cícero e Tiago Pagnussat.

Add a comment

São Paulo perde fora de casa para o Arsenal de Sarandí (ARG)

Depois do empate no primeiro jogo, Arsenal de Sarandí (ARG) e São Paulo se enfrentaram nesta quinta-feira (14), pelo Grupo 03 da Taça Libertadores da América e a equipe argentina venceu o jogo pelo placar de 2 a 1.

São Paulo e Arsenal têm o mesmo número de pontos (quatro), ficando mais distante da liderança da chave, ocupada pelo Atlético-MG.

Furch foi o autor da primeira chance de gol da partida, ficando de frente para Rogério Ceni, mas errando na hora do chute. Depois, Aloísio recebeu de Osvaldo e mandou o chute, mas Campestrini fez a defesa. Aos 11, foi a vez de Carbonero tentar para o Arsenal e o goleiro do São Paulo evitar o gol dos argentinos.

O São Paulo se arriscava ao ataque, mas o Arsenal exercia o controle das ações do jogo. Aos 26, Rodrigo Caio mandou o chute de longe, mas a bola passou sem perigo pela meta do Arsenal. Osvaldo, aos 36, teve duas chances de finalizar, mas sem sucesso.

O Arsenal começou o segundo tempo em cima e Furch teve a chance de marcar, mas não teve sucesso. Aos sete minutos, em jogada envolvendo Osvaldo e Jadson, o São Paulo chegou com perigo, mas Campestrini fez a defesa. Em outra oportunidade, Jadson bateu e o goleiro do Arsenal fez a defesa.

Aos 20 minutos, o Arsenal abriu o placar. Ortíz recebeu sobra de chute na área e bateu forte. Rogério Ceni tentou a defesa, mas não conseguiu alcançar.

Logo o São Paulo reagiu e Aloísio empatou a partida aos 27 minutos. O atacante tentou o chute e Campestrini fez a defesa, mas no rebote, Aloísio aproveitou para colocar a bola no fundo das redes.

Na sequência, Furch teve a chance de recolocar o time argentino na frente do placar, mas Rogério Ceni conseguiu a defesa. Depois, Carbonero aproveitou bola levantada na área e acertou o lado de fora da rede. O São Paulo reagiu no contra-ataque em que Aloísio teve grande chance, mas deixou a defesa do Arsenal chegar para o corte.

O Arsenal fez o segundo aos 39 minutos. Braghieri arriscou de fora da área bola afastada pela defesa e mandou sem chances de Rogério Ceni defender.

O São Paulo tentou nos minutos finais se lançar ao ataque atrás do gol de empate, mas não conseguiu evitar a derrota.

Próximos jogos de São Paulo e Arsenal de Sarandí pela 5ª rodada do Grupo 03 da Taça Libertadores da América

Atlético-MG x Arsenal de Sarandí (ARG) – 3/abr – 22h00 – Estádio Independência (Belo Horizonte-MG)

The Strongest (BOL) x São Paulo – 4/abr – 21h30 – Estádio Hernando Siles (La Paz-BOL).

Ficha Técnica

Arsenal de Sarandí (ARG) 2 x 1 São Paulo

Local: Julio Grondona, Sarandí (ARG);

Árbitro: Omar Ponce (EQU);
Assistentes: Luis Alvarado e Byron Romero (EQU);

Arsenal: Campestrini; Gerlo, Ortíz, Braghieri e Pérez; López, Marcone, Rolle (Aguirre) e Carbonero; Benedetto (Celiz) e Furch
Técnico: Gustavo Alfaro.

São Paulo: Rogério Ceni; Rodrigo Caio, Edson Silva, Rafael Toloi e Cortez; Lúcio (Ganso), Denílson (Wallyson) e Jadson; Douglas (Maicon), Aloísio e Osvaldo.
Técnico: Ney Franco.

Gols: Arsenal: Ortiz, 20’ 2T; Braghieri, 40’ 2T. São Paulo: Aloísio, 27’ 2T.

CA: São Paulo: Jadson e Douglas (SPO).

Add a comment

Palmeiras bate Paulista por 2 a 1 e sobe para a sexta posição

Em jogo adiado da décima rodada do Paulistão Chevrolet 2013, Palmeiras e Paulista se enfrentaram nesta quinta-feira (14) e, com dois jogadores a mais durante boa parte da partida, venceu o jogo pelo placar de 2 a 1.

Com 20 pontos, o Palmeiras sobe para o sexto lugar da tabela de classificação, enquanto o Paulista segue com 13, na parte intermediária da tabela.

O Palmeiras teve a primeira chance em cobrança de escanteio de Vinícius, que Thales tirou quase em cima da linha. Depois, em novo escanteio, Dráusio tentou tirar, mas acabou marcando gol contra, aos dois minutos de partida.

O Paulista logo tentou iniciar uma reação, com o Palmeiras mantendo a postura e atacando o time visitante. Aos 11 minutos, Marcelo Macedo tentou o cabeceio e a bola foi longe do gol defendido por Fernando Prass.

Aos 13, o Paulista chegou ao empate com Marcelo Macedo, que desviou bola chutada por Matheus para empatar a partida.

A partida continuou disputada, mas as chances de gol eram poucas. Valdívia, aos 24, mandou o chute, a bola desviou em Lázaro e foi pela linha de fundo. Aos 32, Vinícius recebeu na área, dominou e bateu cruzado para a defesa de Richard. O Paulista respondeu com Cassiano que ganhou de Henrique e chutou para a defesa do arqueiro palmeirense.

Rodolfo Testoni bateu falta aos 39 e acertou a trave. O Palmeiras tentava pressionar e Vilson, aos 44, fez o segundo do alviverde, após bola cruzada da direita, sem chances de defesa para Richard.

Ainda na etapa inicial, Renato Ribeiro levou cartão vermelho após dar uma entrada forte em Valdívia, deixando o Paulista com um a menos.

No começo do segundo tempo, Rodolfo Testoni bateu falta e Weldinho fez o corte na área. Depois, Vinícius chutou forte e forçou o goleiro do Paulista a fazer a defesa.

O Paulista teve duas chances para empatar novamente o jogo, quando Marcelo Macedo lançou Cassiano Bodini na área, tirando Fernando Prass e chutando na trave. No rebote, nova tentativa dos visitantes e Henrique tirou em cima da linha.

O Paulista ficou com dois a menos em campo quando Matheus foi expulso ao fazer falta em Vinícius, parando o contra-ataque palmeirense. Kleber, aos 13, recebeu e bateu para Richard defender. O Palmeiras continuava pressionando e tocando a bola no campo de ataque, dando pouco espaço para as investidas dos visitantes.

Kleber, aos 23, deu um toque na bola e ela passou com perigo pela meta de Richard. Três minutos depois, Leandro, em seu primeiro lance na partida, mandou a bola longe da meta do Paulista. Kleber, mais uma vez, chegou com perigo e cabeceou por cima do gol. Aos 34, Juninho arriscou de longe e a bola acertou o lado de fora da rede.

Léo Gago, aos 40, bateu falta, Richard defendeu e Weldinho não aproveitou o rebote. Dois minutos depois, Flávio foi para o arremate e Fernando Prass conseguiu a defesa.

Próximos jogos de Paulista e Palmeiras pela 12ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Paulista x Botafogo – 17/mar – 18h30 – Estádio Dr.Jaime Cintra

São Caetano x Palmeiras – 17/mar – 16h00 – Estádio Anacleto Campanella

Ficha técnica

Palmeiras 2 x 1 Paulista

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira;
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Maiza Teles Paiva;
Quarto árbitro: Marcos de Oliveira Marcelo;
Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Leandro Carvalho da Silva;

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos (Léo Gago), Henrique e Marcelo Oliveira (Juninho); Vilson, Márcio Araújo, Valdivia e Patrick Vieira (Leandro); Vinícius e Kleber.
Técnico: Gilson Kleina.

Paulista: Richard; Thales, Dráusio, Lázaro e Rodolfo Testoni; Matheus, Kasado, Renato Ribeiro e Hudson (Flávio); Cassiano Bodini (Paulo) e Marcelo Macedo (Diego Marangon).

Técnico: Giba.

Gols: Palmeiras: Dráusio, contra, 02' 1T; Vilson, 44' 1T. Paulista: Marcelo Macedo, 13' 1T.

CA: Marcelo Oliveira (PAL); Dráusio e Matheus (PTA).

CV: Renato Ribeiro e Matheus (PTA).

Add a comment

Corinthians vence Tijuana (MEX) por 3 a 0 no Pacaembu

Corinthians e TihuanaBuscando embalar na Taça Libertadores da América, o Corinthians recebeu o Tijuana (MEX) nesta quarta-feira (13), pelo Grupo 05 e, com a volta de sua torcida ao Pacaembu, venceu o jogo pelo placar de 3 a 0.

O Corinthians vai a sete pontos e fica na vice-liderança da chave, liderada pelo próprio Tijuana, com nove pontos ganhos.

Alexandre Pato, logo aos dois minutos, teve a chance de abrir o placar de cabeça, mas acabou colocando por cima do gol. O Corinthians iniciava a partida no ataque e detinha a posse de bola. Aos oito, Riascos bateu de longe e a bola passou perto da meta defendida por Cássio. O Corinthians arriscou mais uma vez no cruzamento de Renato Augusto e Pato não aproveitou.

O Corinthians seguiu pressionando o Tijuana e abriu o placar aos 26, quando Alessandro deixou a bola para Renato Augusto chutar no travessão e Alexandre Pato, que deixaria o campo logo depois, chegar para conferir.

Dez minutos depois, Guerrero aumentou a vantagem corintiana no Pacaembu. Ele bateu de primeira uma bola rolada por Alessandro para fazer o segundo gol corintiano.

No começo do segundo tempo, Arce colocou a bola para Moreno tentar o chute e mandar por cima da meta de Cássio. Aos dez, Martínez fez outro cruzamento, com Aguilar desperdiçando a oportunidade. O Tijuana buscava mais o gol e o Corinthians segurava o ritmo de jogo. Aos 14, Martínez deixou para Arce finalizar, porém sem sucesso.

Moreno bateu rasteiro e mandou com perigo contra o gol corintiano. O Corinthians seguia tentando ditar o ritmo de jogo e o time mexicano buscava chegar com mais força ao ataque. Renato Augusto, aos 29, arriscou o chute forte e a bola passou perto da meta do Tijuana. Aos 33, Romarinho fez o drible em dois defensores, mas mandou a bola em cima de Saucedo.

Aos 36 minutos, Paulinho fez o terceiro do Corinthians. Ele aproveitou bola cruzada na área após cobrança de falta para cabecear no chão e ver a bola no fundo das redes de Saucedo.

Próximos jogos de Corinthians e Tijuana pela 5ª rodada do Grupo 5 da Taça Libertadores da América

Millonarios (COL) x Corinthians – 3/abr – 22h00 – Estádio El Campín (Bogotá-COL)

San José (BOL) x Tijuana (MEX) – 3/abr – 19h45 – Estádio Jesús Bermúdez (Oruro-BOL).

Ficha Técnica

Corinthians 3 x 0 Tijuana (MEX)

Local: Estádio do Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Francisco Mondria e Carlos Astroza (ambos do CHI);

Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Jorge Henrique) e Renato Augusto (Douglas); Alexandre Pato (Romarinho) e Guerrero.
Técnico: Tite.

Tijuana: Saucedo; Ábrego (Garza), Gandolfi, Aguilar e Nuñez; Pellerano, Arce, Corona (Ruiz) e Martínez; Moreno e Riascos (Marquez).
Técnico: Antonio Mohamed.

Gols: Corinthians: Alexandre Pato, 26’ 1T; Guerrero, 36’ 1T; Paulinho, 36’ 2T.

CA: Corinthians: Alessandro. Tijuana: Pellerano, Aguilar, Arce, Moreno e Nuñez.

Add a comment

São Paulo e Palmeiras empatam por 0 a 0 no Morumbi

São Paulo e PalmeirasSão Paulo e Palmeiras se enfrentaram neste domingo (10) no clássico deste domingo pelo Paulistão Chevrolet 2013. A partida foi disputada e com várias oportunidades, mas o placar ficou no empate sem gols no Morumbi.

Com 23 pontos, o São Paulo permanece líder do Paulistão, enquanto o Palmeiras sobe para 17 pontos e retorna ao G8.

O jogo começou disputado, com os dois times tentando ficar com a bola para criar as chances de gol. Luís Fabiano ficou de frente para o gol, mas Fernando Prass saiu para fazer a defesa, para depois Douglas errar o rebote. Aos nove, Henrique bateu falta e a bola passou com perigo pela meta de Rogério Ceni.

Aloísio tentou cabecear cobrança de escanteio, mas mandou longe do gol de Fernando Prass. Aos 24, Weldinho cruzou na área, mas a bola passou por cima da meta tricolor. Maicon bateu falta aos 29 e Rodrigo Caio subiu para tentar de cabeça, mas o goleiro do Palmeiras conseguiu a defesa. O São Paulo procurava atacar mais e o Palmeiras  explorava os espaços na defesa adversária.

Valdívia lançou Vinícius pela direita e o atacante bateu cruzado, pela linha de fundo. Depois, Luís Fabiano foi lançado na área e Fernando Prass chegou para ficar com a bola. O Palmeiras teve mais uma chance aos 41, em chute de fora da área defendido por Rogério Ceni. Vinícius, aos 44, teve duas oportunidades de colocar a bola na área e em ambas, a bola bateu em Rafael Tolói.

Luís Fabiano tentou o chute no primeiro lance de perigo do segundo tempo, mas acabou errando. Aos dois minutos, Juninho cruzou e Patrick Vieira chegou para o arremate, quase abrindo o placar para o Palmeiras. Juninho arriscou logo depois da entrada da área, porém sem sucesso.

Aos quatro minutos, Lúcio acabou levando cartão vermelho depois de revidar falta cometida em cima dele por Valdívia. Vinícius, aos nove, recebeu e bateu cruzado, com a bola batendo em Rogério Ceni e saindo pela linha de fundo.

Valdívia recebeu na área, girou e bateu longe da meta de Rogério Ceni. Aos 20, Aloísio chutou forte e Fernando Prass defendeu. A partida era mais movimentada e os dois times buscavam criar chances de gol. Wesley tentou aos 26 minutos, mas pegou mal na bola e mandou  pela linha de fundo.

Weldinho bateu rasteiro de fora da área aos 34 e levou perigo para a meta são-paulina. Aos 39, Aloísio cabeceou cruzamento na área e a bola foi por cima do travessão de Fernando Prass. Depois, Osvaldo fez o drible no zagueiro do Palmeiras, mas o goleiro palmeirense conseguiu defender o arremate. Aos 45, Rogério Ceni tentou levantar a bola na área em cobrança de falta, mas a defesa do Palmeiras fez o corte.

Próximo jogo do Palmeiras pela 10ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013 (jogo adiado):

Palmeiras x Paulista – 14/mar – 20h30 – Estádio do Pacaembu

Próximo jogo do São Paulo pela 12ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

São Paulo x Oeste – 17/mar – 16h00 – Estádio do Morumbi.

Ficha técnica

São Paulo 0 x 0 Palmeiras

Local: Morumbi, São Paulo;

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho;
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva;
Quarto árbitro: Carlos Roberto dos Santos;
Assistentes adicionais: Luiz Flávio de Oliveira e Vinicius Furlan;

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Tolói, Lúcio e Cortez; Wellington (Edson Silva), Ganso (Jadson) e Rodrigo Caio; Aloísio, Luis Fabiano (Osvaldo) e Maicon
Técnico: Ney Franco.

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, Henrique e Juninho; Vilson (Wesley), Márcio Araújo, Charles (Patrick Vieira) e Valdívia; Kleber e Vinícius (Leandro).
Técnico: Gilson Kleina.

CA: Douglas, Jadson, Luís Fabiano e Wellington (SPO); Weldinho, Patrick Vieira e Kleber (PAL)

CV: Lúcio (PAL).

 

 

Add a comment

Corinthians vence Ituano por 3 a 2 no Pacaembu

Corinthians e ItuanoPara permanecer no G8, o Corinthians recebeu o Ituano neste sábado (9) pela 11ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013. Em partida cheia de gols, venceu o jogo pelo placar de 3 a 2.

Com 18 pontos, o Corinthians permanece no G8. Com dez pontos, o Ituano se posiciona na parte intermediária da tabela.

A primeira chance clara de gol foi do Corinthians na cobrança de falta de Douglas e defendida por Vagner. Aos sete minutos, o Ituano teve a chance de marcar em cobrança de escanteio não defendido por Danilo Fernandes e que a defesa corintiana aliviou. Romarinho tentou aproveitar contra-ataque aos dez minutos, mas sem sucesso. Emerson arriscou o chute aos 13 e Vagner caiu para fazer a defesa.

Três minutos depois, o Corinthians abriu o placar do Pacaembu. Emerson cruzou para Edenílson chutar cruzado e mandar para o fundo das redes do Ituano.

O Ituano foi para a pressão e conseguiu o empate aos 23 minutos, quando Cleber aproveitou escanteio cobrado por Fernando Gabriel para cabecear sem chances de Danilo Fernandes fazer a defesa.

O time visitante partiu para o ataque, atrás do gol da virada, mas foi o Corinthians a marcar o segundo, aos 33, com Guilherme, que aproveitou cobrança de falta para mandar na trave, antes de entrar no fundo das redes de Vagner.

Mostrando poder de reação, o Ituano empatou novamente aos 36. Fernando Gabriel cruzou e Luciano apareceu sem marcação para bater cruzado e mandar a bola no canto esquerdo da meta defendida por Danilo Fernandes.

O Corinthians tentava chegar ao ataque no começo do segundo tempo, buscando a posse de bola. Aos cinco minutos, Emerson foi lançado na área, mas não conseguiu chegar para a finalização. Depois, Douglas cruzou na área para Vagner sair e fazer a defesa. Aos 13, novamente Douglas apareceu e chutou longe do gol.

Logo depois de entrar em campo, Alexandre Pato bateu para fora. Aos 21, Jorge Henrique cruzou e Pato não conseguiu desviar. Douglas bateu falta aos 27 e Vagner conseguiu a defesa.Aos 32, Paulinho foi para o cabeceio e levou perigo para a meta corintiana.

Aos 39 minutos, o Corinthians teve pênalti marcado a seu favor quando Alexandre Pato foi derrubado dentro da grande área por Cleber. Emerson cobrou e Vagner fez a defesa. Na sequência, Felipe aproveitou o escanteio para marcar o terceiro do Corinthians na partida,

Próximos jogos de Corinthians e Ituano pela 12ª rodada do Paulistão Chevrolet 2013:

Corinthians x União Barbarense – 16/mar – 18h30 – Estádio do Pacaembu

Ituano x XV de Piracicaba – 15/mar – 19h30 – Estádio Dr. Novelli Júnior.

Ficha técnica

Corinthians 3 x 2 Ituano

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Aurélio Santanna Martins;
Assistentes: Marco Antonio Gonzaga da Silva e David Botelho Barbosa;
Quarto árbitro: Marcos Alves da Silva;
Assistentes adicionais: Rodrigo Braghetto e Márcio Roberto Soares.

Corinthians: Danilo Fernandes; Edenílson, Chicão, Felipe e Igor (Alexandre Pato); Willian Arão (Giovanni), Guilherme, Jorge Henrique e Douglas (Yago); Emerson e Romarinho.
Técnico: Tite.

Ituano: Vagner; Leandro Silva, Cléber, Vitor Hugo e Patrick (Alisson); Marcinho Guerreiro, Cambará, Kleiton Domingues e Fernando Gabriel (Paulinho); Luciano (Marinho) e Adaílton.
Técnico: Roberto Fonseca.

Gols: Corinthians: Edenílson,16’ 1T; Guilherme, 33’ 1T; Felipe, 40’ 2T. Ituano: Cleber, 23’ 1T; Luciano, 36’ 1T.

CA: Corinthians: Giovanni. Ituano: Leandro Silva, Marcinho Guerreiro e Cleber.

 

 

Add a comment

No Pacaembu, São Paulo fica no empate com o Arsenal-ARG

São Paulo FCSão Paulo e Arsenal de Sarandí (ARG) se enfrentaram nesta quinta-feira (7) no Pacaembu, em jogo pelo Grupo 03 da Taça Libertadores da América e a partida terminou empatada por 1 a 1.

Com quatro pontos, o São Paulo pode terminar a rodada na vice-liderança da chave. O Arsenal soma seu primeiro ponto na competição.

A primeira chance clara de gol foi do São Paulo, com Douglas, aos sete minutos, defendida por Campestrini. As duas equipes tentavam chegar ao ataque e colocar a bola na área adversária. Aos 18, Rogério Ceni bateu falta e a bola ficou com o goleiro da equipe argentina.

Luís Fabiano tentou o toque de cabeça, mas a bola passou longe do gol. Aos 24, Aloísio recebeu na área e mandou de primeira, acertando a trave de Campestrini. O São Paulo era quem pressionava mais e detinha a posse de bola. Aos 32, Jadson bateu cruzado e a bola passou perto da trave. Osvaldo arriscou de longe aos 39 e a bola acertou novamente a trave do Arsenal. Furch, aos 43, dominou na área e tentou chutar, mas a bola foi longe da meta de Rogério Ceni.

Aos 47, o São Paulo abriu o placar. Em jogada de velocidade, Jadson recebeu, invadiu a área e bateu forte para o fundo das redes de Campestrini.

No começo do segundo tempo, Aloísio chegou para o chute, mas o goleiro do Arsenal evitou o segundo do São Paulo. No lance seguinte, a arbitragem marcou pênalti quando a bola bateu no braço de Cortez. Benedetto foi para a cobrança e empatou a partida.

O São Paulo tentou responder com Luís Fabiano, mas acabou travado pela defesa do Arsenal. A equipe da casa tentava pressionar e dar trabalho para a defesa do time argentino, que respondia com boa marcação e no toque de bola. Aos 15, o Arsenal teve duas chances finalizar, porém sem sucesso.

Aos 23, Ganso deixou para Jadson chegar e bater encobrindo Campestrini, mas a bola tocou no goleiro e foi por cima do travessão. Depois, Jadson arriscou novamente e a bola foi na trave. A pressão são-paulina crescia e o time buscava o segundo gol, colocando o Arsenal em seu campo defensivo.

Ganso, aos 33, bateu de fora da área e Campestrini defendeu, com Luís Fabiano não conseguindo aproveitar o rebote. Aos 41, Rogério Ceni foi para a cobrança de falta e mandou nas mãos do goleiro do Arsenal. A pressão do São Paulo aumentou nos minutos finais e Osvaldo tentou bater cruzado aos 46, com Campestrini fazendo a defesa em dois tempos.

No dia 14, as duas equipes voltam a se enfrentar, com a partida a ser realizada na Argentina.

Ficha técnica

São Paulo 1 x 1 Arsenal de Sarandí (ARG)

Local: Pacaembu, São Paulo (BRA);

Árbitro: Wilmar Roldan (COL);
Assistentes: Humberto Clavijo e Eduardo Diaz (ambos da COL);

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Cortez; Wellington (Cañete), Fabrício (Paulo Henrique) e Jadson; Aloísio (Maicon), Luis Fabiano e Osvaldo.
Técnico: Ney Franco.

Arsenal: Cristian Campestrini; Danilo Gerlo, Victor Cuesta, Diego Braghieri e Damián Pérez (Ortiz); Lisandro López e Iván Marcone; Martín Rolle (Diego Torres) e Carlos Cabonero; Julio Furch e Luquercio (Darío Benedetto). Técnico: Gustavo Alfaro.

Gols: São Paulo: Jadson, 47’ 1T. Arsenal: Benedetto, pênalti, 03’ 2T.

CA: São Paulo: Fabrício, Osvaldo, Rafael Tolói, Luís Fabiano e Wellington. Arsenal: Perez, Benedetto, Rolle, Carbonero, e Campestrini.

Add a comment

Corinthians perde fora de casa para o Tijuana

Corinthians e Tijuana pela Libertadores 2013O Corinthians visitou o Tijuana (MEX) nesta quarta-feira (6) visando a liderança do Grupo 05 da Taça Libertadores da América, mas a equipe mexicana acabou vencendo pelo placar de 1 a 0.

O Tijuana vai a nove pontos e segue com 100% de aproveitamento dentro da chave. O Corinthians, com quatro, fica na vice-liderança.

O Tijuana começou a partida em cobrança de falta de Arce, mas a bola foi longe do gol. O Corinthians tentou jogada em velocidade de Alexandre Pato e Renato Augusto, mas a defesa da equipe mexicana conseguiu o corte. Os dois times tentavam chegar com perigo e abrir espaços para as jogadas de gol.

Martínez, aos 19, recebeu de Riascos, mas Alessandro chegou antes para travar a finalização. Aos 23, novamente Riascos bateu por cima do gol de Cássio. O Corinthians respondeu com Alexandre Pato, que arriscou de longe, sem conseguir ameaçar a meta mexicana. Renato Augusto, aos 42, bateu falta para boa defesa do goleiro.


O Tijuana começou o segundo tempo partindo para a pressão e tentando exercer forte marcação sobre o Corinthians. Paulinho, aos nove, tentou o chute e a bola passou perto do gol de Saucedo. Guerrero também teve sua chance, forçando o goleiro do time mexicano a fazer a defesa.

O Tijuana respondeu na tentativa de Pellerano, que Cássio conseguiu defender. Aos 19, após cruzamento, a bola sobrou para Gandolfi tocar e abrir o placar da partida.

O Corinthians tentou reagir em chute de longe de Paulinho que Saucedo soltou e Renato Augusto não conseguiu chegar para a finalização.

Martínez, aos 34, recebeu a bola na entrada da área e foi travado na hora do chute. O Corinthians tentava pressionar, mas não conseguia passar pela marcação da equipe mexicana, que tentava chegar ao segundo gol nos minutos finais.

Os dois times voltam a se enfrentar no dia 13, com a partida a ser realizada no Pacaembu.

Ficha Técnica

Tijuana (MEX) 1 x 0 Corinthians

Local: Caliente, Tijuana (MEX)

Árbitro: Victor H. Carrillo (PER);
Assistentes: Jonny Bossio e Cesar Escano (ambos do PER);

Corinthians: Cássio; Alessandro (Edenílson), Gil, Paulo André (Romarinho) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Renato Augusto (Douglas); Alexandre Pato e Guerrero.
Técnico: Tite.

Tijuana: Saucedo; Abrego, Aguilar, Gandolfi e Nuñez; Arce, Corona, Pellerano e Martínez (Garza); Moreno (Ruiz) e Riascos (Enriquez).
Técnico: Antonio Mohamed.

Gol: Tijuana-MEX: Gandolfi, 19’ 2T.

CA: Paulinho, Guerrero e Fábio Santos (COR); Aguilar, Gandolfi e Moreno (TIJ).

 

Add a comment

Com gol no último lance, Palmeiras perde para o Tigre (ARG) por 1 a 0

Valdivia PalmeirasBuscando a reabilitação no Grupo 02 da Taça Libertadores da América, o Palmeiras visitou o Tigre (ARG) nesta quarta-feira (6) e no último lance da partida, a equipe argentina garantiu a vitória pelo placar de 1 a 0.

O Palmeiras segue com três pontos, mesma pontuação do Tigre na classificação da chave.

Rusculleda tentou bater cruzado após erro da defesa palmeirense, mas a bola passou em frente do gol. O Tigre tentava usar a bola parada para criar situações de gol e pressionar o Palmeiras. Weldinho, aos nove, cruzou a bola na área e ela ficou com Cousillas.

Aos 24, o Palmeiras chegou pela esquerda, mas na hora do cruzamento, a bola passou por Kleber. O Tigre respondeu no chute de Pérez Garcia, defendido por Fernando Prass. Aos 30, o goleiro palmeirense teve de trabalhar novamente para evitar a finalização de Echeverría. O Palmeiras crescia na partida e conseguia chegar com mais força à área adversária

O Tigre pressionava, com a bola parada sendo a principal arma dos donos da casa. Aos 41, Wesley bateu falta e Cousillas conseguiu tirar a bola da área. Depois, Kleber foi lançado na área e tentou cruzar na pequena área, com a defesa fazendo o desvio.

Kleber, no começo do segundo tempo, teve a chance de marcar, mas ele acabou não conseguindo pegar bem na bola. Depois, Vílson arriscou de fora da área, sem sucesso. O Palmeiras começava a etapa final no ataque e o Tigre apostava no contra-golpe.


Patrick Vieira recebeu de Valdívia, puxou para a entrada da área e bateu para a defesa de Cousillas. No escanteio seguinte, Valdívia subiu para o cabeceio e colocou por cima do gol. Aos 37, em boa jogada pela direita, a bola sobrou para o camisa 10 palmeirense chegar e chutar em cima de Peñalba. Valdívia, no minuto seguinte, arriscou novamente, sem sucesso.

Charles arriscou de fora da área e mandou perto do gol de Cousillas. No minuto seguinte, Vilson acabou expulso, deixando o Palmeiras com um jogador a menos em campo. Nos acréscimos, Kleber teve a chance de marcar o gol, mas acabou perdendo a melhor chance do jogo.

Aos 49, o Tigre fez o gol da vitória. Após cobrança de falta, a bola ficou na área e Peñalba colocou a bola no fundo das redes.

No dia 2/4, os dois times voltam a se enfrentar, pela abertura do returno, com o jogo a ser realizado no Pacaembu.

Ficha Técnica

Tigre (ARG) 1 x 0 Palmeiras

Local: estádio José Dellagiovanna (Monumental Victoria), Buenos Aires (ARG);

Árbitro: Omar Ponce (EQU);
Assistentes: Luis Alvarado e Carlos Herrera (ambos do EQU);

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos, Henrique e Marcelo Oliveira; Vilson, Márcio Araújo, Wesley (Patrick Vieira) e Valdivia; Vinícius (Maikon Leite (Charles)) e Kleber.

Técnico: Gilson Kleina.

Tigre: Cousillas; Ferreyra, Echeverría, Paparatto e Orban; Peñalba, Galmerini, Rusculleda (Torassa) e Pérez García (Leguizamón); Botta e Santander (Janson)
Técnico: Nestor Gorosito.

Gol: Peñalba (TIG) aos 49 do segundo tempo.

CA: Kleber e Vílson (PAL); Galmarini e Leguizamón (TIG).

CV: Vilson (PAL).

 

Add a comment

Prefeitura abre vagas para modalidades esportivas em diversos bairros

modalidades-esportivas--santana-de-parnaiba--parnaibawebEstão abertas inscrições para diversas modalidades esportivas gratuitas oferecidas pela Prefeitura de Santana de Parnaíba, que são gerenciadas pela Secretaria Municipal de Atividade Física, Esporte e Lazer (SMAFEL). Elas serão desenvolvidas, a partir de março, em nove unidades esportivas, espalhadas em vários bairros da cidade (confira, no quadro abaixo, os endereços das unidades).

As vagas abertas são oferecidas para diversas modalidades como, Atletismo, Basquetebol, Danças (de Salão, Jazz, Ballet e etc), Futebol de Campo, Futebol de Salão, Ginástica Localizada, Ginástica Rítmica, Handebol, Hidroginástica, Lutas (como Karatê, Judô, Boxe e etc), Natação, Voleibol, Xadrez e etc.

Para se inscrever, basta comparecer em uma das unidades mais próximas de sua casa, com documentos pessoais, comprovante de residência, uma foto 3x4, realizar exame médico e preencher a ficha de inscrição. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h.

Segundo o secretário de Atividade Física, Esporte e Lazer Flávio Mendonça serão disponibilizadas, a partir de março, cerca de cinco mil vagas nas diversas modalidades. “Desde que assumimos a SMAFEL, no início de janeiro, estamos nos empenhando ao máximo para retornar com as atividades físicas oferecidas à população. Tivemos alguns problemas iniciais, como a falta de transição e a extinção do Grêmio Esportivo Santana de Parnaíba, o que ocasionou na falta de funcionários, como professores, mas, agora, nos estruturamos e vamos regressar com as atividades, criar novas modalidades, visando sempre a excelência e qualidade nos serviços prestados”, disse o secretário Flávio Mendonça.

Para mais informações, o interessado pode ligar na SMAFEL no telefone 4622-8650.

Unidades Esportivas em Santana de Parnaíba

Unidade

Endereço e telefone

Centro

Rua Meatinga, 64, Centro – tel: 4622-8650

Ginásio Armando Frediani

Rua Profº Edgard de Moraes, 476, Vila Nova

Izaura

Rua Veneza, 423 – tel: 4151-3671

120

Rua Estrela Dalva, 418 – tel: 4156-5959

Fazendinha

Rua Espírito Santo, 754 – tel: 4156-5675

Cidade São Pedro

Rua Fortunato Camargo, 532

Colinas da Anhanguera

Rua Cândido Portinari, 990 – tel: 4157-2170

Colinas da Anhanguera (Centro de Lutas)

Rua Genaro de Carvalho

Refúgio dos Bandeirantes (Ville Sport Show)

Estrada Rosimari Hidalgo dos Santos, 81 – tel: 4154-7152

Créditos:

Texto: Victoria Rapanelli – Mtb 55.870

Foto: Márcio Martinelli

Add a comment

De olho no bi, Corinthians estreia na Libertadores diante do San José

Atual campeão da Copa Libertadores da América, o Corinthians estreia no torneio nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), diante do San José, da Bolívia. A partida será realizada no estádio Jesús Bermúdez, na cidade de Oruru, a 3.700 metros do nível do mar. As equipes dividem o Grupo 5 com Tijuana (MEX) e Millonarios (COL).

Além de defender o título, o Corinthians tentará se manter invicto no torneio. Contando com a edição passada, o clube soma 14 jogos invictos. O recorde pertence ao Sporting Cristal, do Peru, que ficou 17 partidas sem perder na década de 1960.

Tratando-se de uma estreia, contra uma equipe que nunca enfrentou e numa cidade onde a altitude atrapalhar, o técnico Tite garante que o essencial é que o Corinthians dite o ritmo do jogo. “O bom desempenho vem primeiro, por isso não digo se o empate é bom ou não. Depois, pelas circunstâncias do jogo, pode até ser. Temos de trabalhar e manter a posse de bola. Isso é fundamental para o time não se desgastar”, falou o comandante.

Sobre a equipe que sai jogando, a tendência é que Tite repita a escalação do último jogo do Corinthians, quando empatou por 2 a 2 com o Palmeiras pelo Paulistão Chevrolet 2013. Lembrando que o zagueiro Chicão segue se recuperando de uma artroscopia no joelho esquerdo e nem sequer embarcou para a Bolívia. Outro que permaneceu no país foi o meia Douglas, que treina para retomar a força física.

Se levarmos em conta o último jogo oficial de Corinthians e San José, o clube paulista leva uma vantagem. Enquanto os brasileiros empatavam com o Palmeiras, o time boliviano era derrotado pelo Oriente Petrolero, por 3 a 2, fora de casa. Além disso, o San José segura a modesta quinta posição no Torneio Clausura, com 12 pontos.

Esperança de gols do San José, o atacante Carlos Saucedo não esconde a preocupação com o adversário, mas garante que o pensamento está nos três pontos. “Sabemos da diferença que existe entre os elencos bolivianos e brasileiros e que o Corinthians é o atual campeão do mundo. Mesmo assim, o San José vai procurar fazer tudo certo. Jogaremos em casa e, se quisermos classificar, precisamos vencer como mandantes”, analisou o jogador.

O técnico Marcos Ferrufino não terá desfalques para escalar o time titular.

Segundo dados do portal Futpédia, o Corinthians já soma 86 partidas pela Copa Libertadores da América, sendo 46 vitórias, 19 empates e 21 derrotas. Com sua primeira participação no ano de 1977, o alvinegro paulista já balançou as redes em 156 oportunidades, tendo sofrido outros 94 gols. Contra times bolivianos, o atual campeão mundial já jogou quatro vezes. Em 1999, quando enfrentou o Jorge Wilstermann, na casa do adversário, os times empataram por 1 a 1, enquanto no Pacaembu o Corinthians goleou por 5 a 2. Já em 2003, na época treinado por Geninho, o time de Parque São Jorge venceu o The Strongest, em São Paulo, por 4 a 1. Na Bolívia, mais uma vitória, agora por 2 a 1.

Ficha técnica

San José: Carlos Lampe; Carlos Tordoya, Luis Torrico e Palacios; Didí Torrico, Sebastián Carrizo, Adbón Reyes, Marcelo Gomes e Isaías Dury; Carlos Saucedo e Diego Cabrera.
Técnico: Marcos Ferrufino.

Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Jorge Henrique; Emerson e Paolo Guerrero.
Técnico: Tite.

Árbitro: Carlos Vera (EQU);
Assistentes: Crhistian Lescano e Byron Romero (ambos do EQU);
Quarto árbitro: Gery Vargas (BOL)
Estádio: estádio Jesús Bermúdez, Oruru (BOL);
Data: dia 20, às 22h.

Add a comment

São Caetano e São Paulo se enfrentam nesta quarta em jogo adiado

Em partida adiada da segunda rodada do Paulistão Chevrolet 2013São Caetano e São Paulo se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul. Enquanto o time do ABC vive situação complicada na tabela, ocupando apenas a 19ª posição, com cinco pontos ganhos, a equipe do Morumbi é a quinta colocada, com 13.

Para esta partida, o técnico Geninho, do São Caetano, não poderá contar com o goleiro Fábio Costa, que se lesionou na última partida. Em seu lugar entra Fábio. Por outro lado, o zagueiro Eli Sabiá volta a ficar à disposição e entra no time titular. No meio de campo, Marcone entra no lugar de Ailton por opção do treinador.

A novidade fica por conta da presença do atacante Eduardo entre os relacionados. O jogador, contratado para o Campeonato Paulista deste ano, se recuperou de lesão no joelho direito e poderá reestrear pelo time do Grande do ABC.

Confirmado no ataque ao lado de Danielzinho, Jóbson sabe que o time precisa conquistar pontos para sair da zona de rebaixamento. "Estamos trabalhando forte para ajudar em primeiro lugar o São Caetano, até por que precisamos neste momento somar pontos para deixar as últimas colocações. Temos um time de qualidade e com muita experiência. Vamos conseguir”, disse.

Almejando subir mais na tabela de classificação, o São Paulo pode assumir a segunda colocação já nesta noite. Com três pontos a menos que o vice-líder Linense, o tricolor do Morumbi precisa de apenas uma vitória para subir à segunda colocação. Como ambos os clubes tem quatro vitórias, um triunfo são-paulino, pelo critério de desempate, o coloca atrás apenas da Ponte Preta.

Ciente da situação complicada do São Caetano, o comandante do São Paulo, Ney Franco, garante que isso não será levado em conta para o confronto no Grande ABC. “Não podemos cair na armadilha de ver apenas os números. O São Caetano tem jogadores como o Jobson e o Rivaldo, um sistema no meio de campo bastante definido e laterais que apoiam bem. Também tem o fator do mando de campo”, analisou.

Para este confronto, o técnico Ney Franco não poderá contar com o zagueiro Paulo Miranda, que vinha atuando na lateral direita, submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo. Com isso, Douglas volta para sua posição de origem. Outro confirmado foi o meia Ganso, porém, o treinador não divulgou quem sairá para a entrada do camisa 8. A escalação será confirmada momentos 

Ficha técnica

São Caetano: Fábio; Samuel Xavier, Bustamante, Eli Sabiá e Pirão; Moradei, Leandro Carvalho, Marcone e Rivaldo; Danielzinho e Jobson.
Técnico: Geninho.

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Toloi e Cortez; Wellington, Denilson, Jadson (Aloísio) e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.
Técnico: Ney Franco.

Árbitro: José Claudio Rocha Filho;
Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Edson Rodrigues dos Santos;
Quarto árbitro: Jorge Torres;
Assistentes adicionais: Welton Orlando Wohnrath e Regildenia de Holanda Moura;
Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP);
Data: 20 de fevereiro, quarta-feira, às 19h30.

Add a comment

São Paulo vence São Caetano de virada e assume a vice-liderança

Luiz Fabiano São PauloEm jogo adiado da segunda rodada do Paulistão Chevrolet 2013, São Caetano e São Paulo se enfrentaram nesta quarta-feira (20). Em partida com duas viradas e muitas chances, o São Paulo venceu pelo placar de 4 a 2.

O São Paulo vai a 16 pontos com a vitória, ficando à frente do Linense, que tem a mesma pontuação, mas perde nos critérios de desempate. O São Caetano, com cinco, continua na zona de rebaixamento.

A partida começou com os dois times tentando se movimentar em campo. A primeira chance do São Paulo foi aos oito minutos, em cobrança de escanteio que Rafael Tolói desviou de cabeça e Moradei, em cima da linha, conseguiu afastar o perigo. Na sequência, Pirão invadiu a área depois de fintar o zagueiro e bateu rasteiro para a defesa de Rogério Ceni.

O São Paulo abriu o placar aos 13 minutos. Osvaldo arrancou pela esquerda e deixou a bola para Luís Fabiano, que chegava pelo meio, bater de primeira e marcar o primeiro gol da partida.

O time do Morumbi tinha mais posse de bola e se lançava mais ao ataque, com o São Caetano procurando espaços para usar a velocidade no campo ofensivo.

Aos 24, Danielzinho empatou a partida em jogada feita na esquerda por Pirão, que lançou Jóbson. Após driblar Lúcio, o atacante cruzou para Danielzinho chegar e bater para o gol.

Logo depois, aos 26, Jóbson fez o gol da virada para o São Caetano. Ele recebeu passe longo de Samuel Xavier, partiu com a bola sem marcação e arrematou na saída de Rogério Ceni.

Rafael Tolói bateu falta aos 38 e a bola passou perto da meta de Fábio. Aos 45, Maicon empatou novamente o placar, após receber de Osvaldo e tentar o chute da entrada da área. A bola bateu em Eli Sabiá e foi parar no fundo das do time da casa.

Logo no começo do segundo tempo, Danielzinho partiu pela direita e tentou o chute, mas a bola saiu pela linha de fundo.O São Caetano ia ao ataque e deixava pouco espaço para o São Paulo avançar.

Luís Fabiano, aos 28, virou novamente o placar, desta vez a favor do São Paulo. O camisa 9, após troca de passes com Jadson, ganhou de Bustamante na área e bateu cruzado para fazer o terceiro do time visitante na partida.

Aloísio, aos 47, conseguiu marcar o quarto do São Paulo. Carleto recebeu na esquerda, fez o cruzamento e Aloísio desviou de cabeça para fechar o placar no Anacleto Campanella.

O São Paulo terá como próximo compromisso no Paulistão o Linense, em casa. O São Caetano joga como visitante, enfrentando o Mirassol.

Ficha técnica

São Caetano 2 x 4 São Paulo

Local: Anacleto Campanella, São Caetano do Sul (SP);

Árbitro: José Claudio Rocha Filho;
Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Edson Rodrigues dos Santos;
Quarto árbitro: Jorge Torres;
Assistentes adicionais: Welton Orlando Wohnrath e Regildenia de Holanda Moura;

São Caetano: Fábio; Samuel Xavier, Bustamante, Eli Sabiá e Pirão (Diego Corrêa); Moradei (Éder), Leandro Carvalho, Marcone e Rivaldo (Eduardo); Danielzinho e Jóbson.
Técnico: Geninho.

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Tolói e Cortez (Carleto); Maicon (Wellington), Denilson, Jadson e Ganso (Aloísio); Osvaldo e Luis Fabiano.
Técnico: Ney Franco

Gols: Luís Fabiano (SPO), 13’ 1T; Danielzinho (SCA), 24’ 1T; Jóbson (SCA), 26’ 1T; Maicon (SPO), 45’ 1T; Luís Fabiano (SPO), 28’ 2T; Aloísio (SPO), 47’ 2T.

CA: Pirão, Bustamante, Samuel Xavier e Jóbson (SCA); Rafael Tolói (SPO).

Add a comment

Corinthians estreia na Libertadores 2013 empatando com San José (BOL)

guerreiro-corinthiansEm seu primeiro jogo defendendo o título da Taça Libertadores da América 2013, o Corinthians visitou o San José (BOL) na cidade de Oruro, nesta quarta-feira (20), em partida que terminou empatada por 1 a 1.

Logo no começo da partida, o Corinthians conseguiu a posse de bola e Guerrero foi para o chute, mas o goleiro defendeu. O time paulista conseguiu pouco depois abriu o placar, com Guerrero, aos cinco minutos, após cruzamento da esquerda.

Jorge Henrique bateu falta e Paulinho foi para o chute, mas Lampe conseguiu a defesa. O San José respondeu no chute de Saucedo, que passou perto da meta de Cássio.

O Corinthians dominava a partida e mostrava mais iniciativa ofensiva nos primeiros minutos de jogo. Saucedo, aos 24, foi para o chute e Cássio defendeu. O Corinthians tocava a bola e controlava o ritmo de jogo. Em outra chance dos bolivianos, o goleiro corintiano novamente trabalhou para evitar o gol. Aos 42, Didi Torrico bateu e nova intervenção do goleiro.

O San José começou o segundo tempo no ataque e Didi Torrico foi para o chute, com a defesa de Cássio, aos cinco minutos. O Corinthians respondeu no cruzamento de Fábio Santos e cabeçada por cima do gol de Emerson.

O San José empatou aos 15 minutos. Em cruzamento da esquerda, Saucedo apareceu para completar para o gol e igualar o placar em Oruro.

O Corinthians teve a chance de fazer o segundo quando Renato Augusto fez o cruzamento para Emerson chegar e acertar a trave. A resposta do time boliviano veio aos 23, em cruzamento para a área que Marcelo Gomes cabeceou com perigo contra a meta de Cássio.

O ritmo de jogo ficou mais lento, com as duas equipes cadenciando a partida. Nos minutos finais, pouca movimentação ofensiva das duas equipes.

No próximo dia 27, o Corinthians recebe o Millonarios (COL). No mesmo dia, o San José vai ao México enfrentar a equipe do Tijuana (MEX).

Ficha técnica

San José (BOL) 1 x 1 Corinthians

Estádio: Jesús Bermúdez, Oruro (BOL);

Árbitro: Carlos Vera (EQU);
Assistentes: Crhistian Lescano e Byron Romero (ambos do EQU);

San José: Lampe; Tordoya, Luis Torrico e Palacios; Didí Torrico, Carrizo (Sejas), Reyes, Marcelo Gomes (Bonafina) e Dury (García); Saucedo e Cabrera.
Técnico: Marcos Ferrufino.

Corinthians: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André (Felipe) e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Jorge Henrique (Renato Augusto); Emerson (Alexandre Pato) e Guerrero.
Técnico: Tite.

Gol: Guerrero (COR) aos 5 do primeiro tempo, Saucedo (SJOBOL) aos 15 do segundo tempo.

CA: Paulo André, Ralf, Cássio e Guerrero (COR).

Add a comment

Campeonato Municipal de Futebol e Futsal estão com inscrições abertas

incricoes-para-o-futesal-santana-de-parnaibaA Secretaria Municipal de Atividade Física, Esporte e Lazer (SMAFEL) de Santana de Parnaíba está com inscrições abertas para os times que desejam participar do Campeonato Municipal de Futebol e Futsal 2013. Esse ano, o torneio de futebol é dividido em 1ª e 2ª divisões, Veteranos e Veteraníssimos. Já o de Futsal em 1ª e 2ª divisões e Veteranos.

As inscrições vão até o dia 15 de março e os interessados em registrar seu time devem retirar a ficha de inscrição na SMAFEL, localizado na Rua Meatinga, 64, no Centro Histórico, de segunda a sexta-feira, das 08 às 17h.

A novidade deste ano é que serão confeccionadas carteiras de identificação de todos os atletas. Os documentos permanecerão na SMAFEL, impedindo, assim, de acontecer o que ocorria nos anos anteriores de os jogadores esqueceram o documento de identificação.

Vale lembrar que todos os times participantes recebem kits de uniformes ao final da temporada – exceto aqueles que deixaram de participar de algum jogo, o chamado W.O. Segundo o departamento técnico de Futebol e Futsal da SMAFEL, os torneios começam em abril.

Para mais informações o interessado deve ligar para o telefone 4622-8650, falar com Marcinho, Zé Luis ou Reinaldo.

Texto: Victoria Rapanelli – Mtb 55.870
Foto: Denner Moraes

Add a comment

Santana de Parnaíba conquista terceira posição nos 56º Jogos Regionais em Avaré

As equipes masculina e feminina de Taekwondo não tiveram medo do adversário e conquistaram o ouro nas duas categoriasChegou ao fim, no último sábado (28/07), mais uma edição dos Jogos Regionais do Estado de São Paulo. Este ano, a 56ª edição dos Jogos da oitava região foi realizada na cidade de Avaré.

A competição reuniu atletas de 62 cidades que, juntos, disputaram, entre os dias 18 e 28/07, 43 modalidades esportivas, divididas entre masculina e feminina e primeira e segunda divisões.

Mais uma vez, a delegação de Santana de Parnaíba, que, este ano, foi composta por 375 atletas e disputou as 43 modalidades, conseguiu manter a terceira colocação geral da primeira divisão. A cidade acumulou 266 pontos, ficando atrás de Jundiaí, com 308 pontos e Sorocaba, que conquistou 313 pontos e o primeiro lugar na classificação geral.

Na segunda divisão, a grande campeã foi a cidade de Votorantim, sede dos próximos Jogos Regionais, em 2013, com 173 pontos, seguida pelas cidades de Boituva, com 154 pontos e Cerquilho, com 150 pontos.

No quadro geral de medalha, Santana de Parnaíba garantiu 112 medalhas, sendo 46 de ouro, 45 de prata e 21 de bronze. Conquistaram ouro as equipes de
Taekwondo Feminino e Masculino, Ginástica Rítmica Feminino, Karatê masculino e Tênis Masculino e Feminino sub 21.

Já as equipes de Tênis Masculino, Basquete Masculino, Voleibol Masculino, Ginástica Artística Masculino, Biribol e Xadrez Masculino conseguiram a medalha de prata. Ficaram com o bronze as equipes de Damas, Futebol Masculino, Malha, Voleibol de Praia Feminino, Natação PCD, Xadrez Feminino e Tênis de Mesa Feminino.

Outras posições atingidas por Parnaíba foram o quarto lugar com o Atletismo Feminino e Masculino, Atletismo PCD, Voleibol Feminino, Capoeira Feminino, Handebol feminino; quinto lugar Judô Masculino, Karatê Feminino, Futebol Feminino, Basquete Feminino, Capoeira Masculino, Ciclismo Feminino; sexto lugar com Futebol Masculino; sétimo lugar com o Ciclismo Masculino, Vôlei de Praia Masculino e Judô Feminino e o oitavo lugar com Bocha.

Para o secretário de Atividade Física, Esporte e Lazer (SMAFEL) Darlan Chiló Bastianon, o bom resultado é sempre bem-vindo, pois demonstra o quanto vale a pena investir no esporte. “Conquistamos a terceira posição pelo segundo ano consecutivo. Nossas equipes vêm melhorando, tecnicamente, cada vez mais e esses resultados demonstram o quanto a administração tem investido no esporte. Nossos atletas estão de parabéns pelo espírito esportivo e garra demonstrada nessa competição”, explicou.

Vale ressaltar que todos os primeiros e segundos colocados de cada modalidade já estão classificados para os 76º Jogos Abertos do Interior “Horácio Baby Barioni” que, este ano, acontecerá na cidade de Bauru, entre os dias 12 a 24 de novembro. Este ano, Santana de Parnaíba irá disputar pela primeira divisão dos Jogos Abertos.


História dos Jogos Regionais

Os Jogos Regionais tiveram início em 1950, na cidade de Presidente Prudente, com a finalidade de revelação de novos talentos. Desde aquela época, os campeonatos que se realizavam em algumas regiões paulistas evoluíram e se tornaram eliminatórios para Jogos Abertos do Interior.

Os Jogos Regionais são disputados, normalmente, no mês de julho. As competições são realizadas em oito regiões esportivas: 1ª Região Esportiva: Grande São Paulo; 2ª Região Esportiva: São José dos Campos; 3ª Região Esportiva: Bauru; 4ª Região Esportiva: Campinas; 5ª Região Esportiva: Ribeirão Preto; 6ª Região Esportiva: São José do Rio Preto; 7ª Região Esportiva: Presidente Prudente; 8ª Região Esportiva: Sorocaba.

Créditos:
Texto: Regiane Castanon – Mtb 46.780
Foto: Denner Morais

Add a comment

Santana de Parnaíba conquista 12 medalhas em resultado parcial dos Jogos Regionais em Avaré

Com posse do troféu e medalhas de ouro, a equipe de karatê posa para a foto vitoriosaSantana de Parnaíba começou com força total nos 56º Jogos Regionais, que este ano estão sendo disputados na cidade de Avaré, interior do Estado, até o próximo sábado (28/07).

Presente com uma delegação composta por 375 atletas e disputando as 43 modalidades esportivas, a cidade já conquistou as suas primeiras medalhas. Até o fechamento dessa matéria, Santana de Parnaíba, que na pontuação parcial geral está em 3º lugar com 160 pontos, contabilizou 12 medalhas, sendo, cinco de ouro, quatro de prata e três de bronze.

O município subiu ao pódio, no resultado geral, nas modalidades Damas, Ginástica Rítmica, Natação PCD, Taekwondo Feminino, Taekwondo Masculino, Malha, Tênis Feminino, Tênis Masculino, Voleibol Masculino, Handebol Masculino, Biribol e Karatê masculino.

A equipe feminina de tênis, por exemplo, na categoria 21, venceu a competição por dois sets a zero contra a cidade de Itu, favorita no evento. Já as equipes de Taekwondo masculino e feminino não se intimidaram diante do adversário e contabilizaram vitórias individuais, garantindo assim, o primeiro lugar.

No karatê feminino, o ouro individual veio nas modalidades até 57 kg, 67 kg e acima de 67 kg. Já na categoria masculina, o ouro foi conquistado pelos quatros atletas, que alcançaram desempenho superior aos municípios de Itu e Jundiaí, nas categorias, até 58 kg, 68 kg, 80 kg e acima de 80 kg.

Também em grupo, a equipe de ginástica rítmica conquistou o ouro, disputando com harmonia, graça e movimento, usando aparatos como arcos, bolas e fitas.

Vale ressaltar que várias modalidades ainda estão na briga pelo ouro, como a ginástica artística e o futsal feminino, que disputam a semifinal nesta sexta-feira (27/07).


Modalidades Especiais

Os atletas portadores de deficiência também estão na luta por uma boa classificação da cidade. Na natação PCD, a cidade conquistou o terceiro lugar na classificação geral. Já no atletismo, a cidade ganhou a medalha de bronze na categoria feminina e quarta posição na categoria masculina.

Créditos:
Texto: Regiane Castanon – Mtb 46.780
Foto: Denner Morais

Add a comment

Atletas de Santana de Parnaíba partem para a disputa dos 56º Jogos Regionais do Interior em Avaré

parte da delegação de Santana de Parnaíba, antes de partir para a disputa dos Jogos Regionais na cidade de AvaréFoi dada a largada para os 56º Jogos Regionais do Interior que, este ano, serão realizados entre os dias 18 e 28 de julho, na cidade de Avaré, município localizado a 400 quilômetros da cidade de São Paulo. Santana de Parnaíba está presente com uma delegação composta por 500 pessoas – sendo 375 atletas, além de técnicos, auxiliares, cozinheiras, dirigentes e funcionários para manutenção e apoio – que partiu rumo aos jogos na manhã da quarta-feira (18/07).

Os Jogos Regionais, juntamente com os Jogos Abertos do Interior, são as maiores competições realizadas no país, com a participação de diversos atletas olímpicos. Santana de Parnaíba participa desde 1997 e, nos últimos anos, conseguiu finalizar os jogos entre as primeiras posições.

Mais uma vez, a cidade vai participar das 43 modalidades. São elas: Atletismo masculino; Atletismo feminino; Atletismo masculino PCD; Atletismo feminino PCD; Basquete masculino livre, Basquete feminino livre; Biribol; Bocha; Capoeira masculino; Capoeira feminino; Damas; Futebol masculino; Futebol feminino; Futsal masculino; Futsal feminino; Ginástica Artística feminina; Ginástica artística masculino; Ginástica rítmica; Handebol masculino; Handebol feminino; Judô Masculino; Judô Feminino; Karatê Masculino; Karatê feminino; Taekwondo masculino; Taekwondo feminino; Tênis masculino; Tênis feminino; Tênis de mesa masculino; Tênis de mesa feminino; Voleibol masculino; Voleibol feminino; Vôlei Praia masculino; Vôlei Praia feminino; Xadrez masculino; Xadrez feminino; Malha; Natação Masculino; Natação feminino; Natação PCD masculino; Natação PCD feminino; Ciclismo masculino e Ciclismo feminino.

Ciente de que tem um bom time nas mãos, a técnica de futsal feminino Carla Moreno acredita na chance de medalha de ouro. O time conquistou, recentemente, o Campeonato Paulista de Futsal e, além de subir para a primeira divisão, ganhou o prêmio de defesa menos vazada e artilheira. “Estamos levando um time forte. Fomos campeãs paulistas e nosso objetivo é brigar pelo ouro ou prata. Queremos nos manter fortes para irmos aos Jogos Abertos do Interior”, explicou Carla.

Antes da partida, o secretário de Atividade Física, Esportes e Lazer (SMAFEL) Darlan Bastianon desejou sorte aos participantes e pediu bastante empenho.

“Pessoal, vamos seguir para Avaré e vamos jogar com muita garra e muito empenho por Santana de Parnaíba”, pediu o secretário.

Vale lembrar que, para a realização dos treinos dos atletas aos Jogos Regionais, a Prefeitura de Santana de Parnaíba, por meio da Secretaria Municipal de Atividade, Física, Esporte e Lazer (SMAFEL), contou com o apoio do Grêmio Esportivo Santana de Parnaíba (GESP), da Fundação EPROCAD, entre outros parceiros.

Créditos:
Texto: Regiane Castanon – Mtb 46.780
Foto: Denner Morais

Add a comment

Atletas de Santana de Parnaíba se preparam para a 56a edição dos Jogos Regionais em Avaré

Santana de Parnaíba já revelou grandes talentos e alcançou excelentes resultados com as equipes de atletismoSantana de Parnaíba estará presente em mais uma edição dos Jogos Regionais do Interior. Este ano, a competição, que já está em sua 56ª edição, será realizada entre os dias 16 e 28 de julho, na cidade de Avaré, interior de São Paulo.

A solenidade de abertura acontece no dia 18/07, a partir das 19h, na Associação Atlética Avareense, localizada na Rua Nove de Julho, 1861. Ao todo, participarão das disputas 62 cidades, que vão disputar os jogos nas primeira e segunda divisão.

Os Jogos Regionais, juntamente com os Jogos Abertos do Interior, são as maiores competições realizadas no país, com a participação de diversos atletas olímpicos. Santana de Parnaíba participa desde 1997 e, nos últimos anos, conseguiu finalizar os jogos entre as primeiras posições.

A cidade conta com uma delegação composta por 500 pessoas, sendo 375 atletas, além de técnicos, auxiliares, cozinheiras, dirigentes e funcionários para manutenção e apoio. A equipe ficará alojada, durante a temporada, na Escola Estadual Dona Maria Isabel Cruz Pimentel, na Rua Cel. João Cruz, 787, Vila Braz.

O município vai disputar da disputa em 42 modalidades. São elas: Atletismo masculino; Atletismo feminino; Atletismo masculino PCD; Atletismo feminino PCD; Basquete masculino livre, Basquete feminino livre; Biribol; Bocha; Capoeira masculino; Capoeira feminino; Damas; Futebol masculino; Futebol feminino; Futsal masculino; Futsal feminino; Ginástica Artística feminina; Ginástica artística masculino; Ginástica rítmica; Handebol masculino; Handebol feminino; Judô Masculino; Judô Feminino; Karatê Masculino; Karatê feminino; Taekwondo masculino; Taekwondo feminino; Tênis masculino; Tênis feminino; Tênis de mesa masculino; Tênis de mesa feminino; Voleibol masculino; Voleibol feminino; Vôlei Praia masculino; Vôlei Praia feminino; Xadrez masculino; Xadrez feminino; Malha; Natação Masculino; Natação feminino; Natação PCD masculino; Natação PCD feminino; Ciclismo masculino e Ciclismo feminino.

Para a realização dos treinos dos atletas aos Jogos Regionais, a Prefeitura de Santana de Parnaíba, por meio da Secretaria Municipal de Atividade, Física, Esporte e Lazer (SMAFEL), conta com o apoio do Grêmio Esportivo Santana de Parnaíba (GESP), da Fundação EPROCAD, entre outros parceiros.


Treinamento

As equipes têm treinado intensamente para conquistar as melhores posições, uma vez que, alcançando uma boa colocação, estarão automaticamente classificados para as disputas dos Jogos Abertos do Interior, que serão disputados em novembro, na cidade de Bauru.

Além dos treinamentos diários, os atletas seguem uma orientação alimentar e acompanhamento técnico. Com este trabalho de base, o município, que já conseguiu revelar grandes talentos, tem apresentado expressivos resultados e prova a qualidade das suas “pratas da casa”, como as equipes de Xadrez, Atletismo, Tênis, Natação e Futsal, que são as grandes promessas de ouro nessa competição.

Para o secretário de Atividade Física, Esportes e Lazer (Smafel) Darlan Bastianon, a preparação física, aliada ao empenho dos jogadores e o apoio da municipalidade, faz com que a cidade tenha grandes chances de continuar entre as primeiras colocações.

“Santana de Parnaíba tem conseguido chegar ao final da competição em boas colocações. Este ano, nós repetimos a fórmula e montamos uma equipe formada por bons atletas. Estamos indo à Avaré sabendo que vamos disputar com bons times, mas, temos a certeza de que vamos conseguir ocupar, mais uma vez, uma boa colocação no quadro geral, como o 3º lugar obtido em 2011, em Itapetininga”, disse o secretário.

Créditos:
Texto: Regiane Castanon – Mtb 46.780
Foto: Márcio Martinelli

Add a comment

Assine Nossa Newsletter


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/parnaiba/public_html/modules/mod_mailchimp2/mod_mailchimp2.php on line 209
Couldn't find list with id : e6be3465c9

Quem Curti o ParnaíbaWEB

Login

copyright © 2007 - 2013 - www.parnaibaweb.com.br