Esportes

Santana de Parnaíba conquista duas medalhas de bronze no Campeonato Brasileiro de Karatê

karete santana de parnaibaO município de Santana de Parnaíba mais uma vez foi destaque nacional na área esportiva. Desta vez, as atletas Jéssica dos Santos Silva e Solange Jeronimo conquistaram medalha de bronze no Campeonato Brasileiro de Karatê, realizado no início de agosto na cidade de Fortaleza.

A carateca Jéssica dos Santos Silva foi medalhista, no Shiai Kumite, na categoria até faixa verde, 55 kg. E a outra atleta Solange Jeronimo disputou também no Shiai Kumite, na categoria até faixa verde, 61 kg.

As duas atletas disputaram a etapa final do Campeonato Brasileiro de Karatê por terem sido classificadas na fase regional, realizada nos dias 13 e 14 de julho, na cidade de Joinville, em Santa Catarina. Na ocasião, Jéssica conquistou medalha de ouro e Solange faturou uma medalha de prata.

A seleção paulista, da qual as duas caratecas parnaibanas fazem parte, contou com a participação de 215 atletas na etapa final. Eles conquistaram 46 medalhas de ouro, 38 de prata e 70 de bronze. E com isso, a equipe de São Paulo sagrou-se campeã geral do Campeonato Brasileiro de Karatê 2013.


Créditos:
Texto: Alessandra Oliveira MTB 33.655
Fotos: Divulgação

 

 

 

Add a comment

São Paulo perde para a Portugesa de 2 a 1 no Canindé

sao-paulo-futebol-clubeDepois de sua excursão pela Europa e Japão, o São Paulo retornou ao Campeonato Brasileiro neste domingo (11), no clássico contra a Portuguesa e o time do Canindé se saiu vencedor pelo placar de 2 a 1.

Com 12 pontos, a Portuguesa ainda não deixa a zona de rebaixamento, onde também está o São Paulo, com nove pontos ganhos.

A Portuguesa arriscou logo no começo do jogo com Diogo, que mandou a bola com perigo pela meta de Rogério Ceni. A equipe da casa pressionava pelo gol e Moisés arriscou aos sete minutos, para a defesa do goleiro do São Paulo.

Aos nove minutos, Aloísio recebeu na direita e bateu cruzado para a defesa de Lauro. A Portuguesa tinha mais presença ofensiva nos minutos iniciais, explorando os espaços deixados pelo São Paulo.

Diogo bateu falta aos 12 minutos e a bola passou próxima da trave de Rogério Ceni. O jogo se mostrava equilibrado e com muita briga pela bola.

O São Paulo teve sua chance com Luís Fabiano, que aproveitou cruzamento para tentar o chute, mas a defesa do time da casa fazer o corte.

A Portuguesa promoveu a entrada de Jean Mota no lugar do lesionado Souza aos 29 minutos. O São Paulo buscava a pressão, mas ainda sem conseguir chances de gol.

Diogo abriu o placar do jogo aos 37 minutos aproveitando cobrança de escanteio que a defesa são-paulina não conseguiu afastar para colocar a Portuguesa na frente do marcador.

O São Paulo respondeu aos 41 minutos com Luís Fabiano, que invadiu a área e foi desarmado por Lauro na hora da finalização.

Aos 25 segundos do segundo tempo, Lucas Evangelista empatou o placar do Canindé, ao fazer o drible na defesa, invadir a área e mandar a bola no canto direito do gol.

O São Paulo teve a chance de virar o placar quando Aloísio foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Rogério Ceni foi para a cobrança, mas Lauro defendeu.

A Portuguesa tentava segurar o São Paulo, que buscava se movimentar no campo de ataque. Luís Fabiano completou cruzamento aos 21 minutos, mas mandou a bola pela linha de fundo.

Diogo recolocou a Portuguesa na frente do placar aos 33 minutos, em jogada na área em que ele tirou a defesa e bateu forte para anotar o gol. No final da partida, Ganso lança na área, Aloísio se precipita colocando a mão na bola, que entraria na meta da Lusa, e invalida o lance.

Próximos jogos de São Paulo e Portuguesa pela 14ª rodada do Brasileirão 2013

Coritiba x Portuguesa - 14/ago - 21h00- Estádio Couto Pereira

São Paulo x Atlético-PR - 15/ago - 19h30 - Estádio do Morumbi.

Ficha técnica

Portuguesa 2 x 1 São Paulo

Local: Canindé, São Paulo;

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ);

Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa e Wagner de Almeida Santos (ambos do RJ);

Assistentes adicionais: Raphael Claus e Leandro Bizzio Marinho (ambos de SP);

Portuguesa: Lauro; Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Willian Arão (Corrêa), Bruno Henrique, Moisés e Souza (Jean Mota). Diogo e Gilberto (Neílson).

Técnico: Guto Ferreira

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Rafael Toloi e Reinaldo; Lucas Evangelista, Wellington, Fabrício (Osvaldo) e Jadson (Ganso); Aloísio e Luis Fabiano.

Técnico: Paulo Autuori.

Gol: Diogo (LUSA) aos 37 do segundo tempo, Lucas Evangelista (SPO) aos 25seg, Diogo (LUSA) aos 33 do segundo tempo

CA: Douglas (SPO); Aloísio e Rogério (LUSA)

Add a comment

Corinthians faz 2 a 0 no Vitória e chega ao G4 pela primeira vez em 2013

corinthians-futebol-clubCorinthians e Vitória se enfrentaram neste domingo (11) pelo Campeonato Brasileiro, em sua 13ª rodada, com a vitória corintiana pelo placar de 2 a 0.

O Corinthians soma agora 21 pontos e entra no G4, em quarto lugar. O Vitória tem 19 e é o sétimo colocado.

O jogo começou com o Corinthians tentando o ataque e o Vitória marcando forte para criar chances de gol no Pacaembu.

Ralf abriu o placar do Pacaembu aos seis minutos de partida, em cruzamento que a defesa do Vitória não conseguiu tirar e que ele mandou da entrada da área sem dar chance de defesa para o goleiro.

Camacho arriscou o chute aos 16 minutos, mas mandou em cima da zaga corintiana. Depois, Rômulo foi para a jogada e tentou o chute, com Guilherme fazendo o corte.

Romarinho bateu falta e a bola foi por cima do gol. O Vitória colocou em campo Mansur aos 22 minutos, no lugar de Tarracha, que se lesionou.

No minuto seguinte, Cáceres lançou a bola para Vander, mas o jogador do Vitória errou na hora de tentar o chute.

Aos 25, Fabrício bateu falta e por pouco não marcou o gol de empate. O Corinthians teve sua chance na jogada de Emerson, que fez o drible no zagueiro e bateu para o gol, mandando longe do gol.

O Corinthians controlava o ritmo de jogo, mas já não se arriscava tanto ao gol. Aos 39, Fábio Santos bateu falta e trouxe perigo para a meta de Wilson.

Alexandre Pato arriscou o chute aos 44 minutos, Wilson defendeu e Emerson tentou aproveitar o rebote, mas perdeu a bola.

No começo do segundo tempo, o Corinthians teve pênalti marcado a seu favor quando jogador do Vitória colocou a mão na bola. Alexandre Pato bateu e fez o segundo gol corintiano.

O Corinthians dominava a partida e era quem investia mais no ataque. Aos 12, Emerson bateu falta e a bola passou longe da meta defendida por Wilson.

O Vitória teve sua chance na bola parada de Camacho aos 20 minutos e trouxe perigo para Cássio. O time baiano se lançava ao ataque, tentando vencer o domínio corintiano em campo.

Romarinho invadiu a área e bateu contra o gol aos 29, mas Wilson fez a defesa. O jogador corintiano foi mais uma vez para o arremate aos 36, para nova defesa do goleiro do Vitória.

Aos 40, Ibson lançou a bola para Emerson ir para o chute e colocar a bola longe da meta adversária. O Vitória respondeu na jogada de Vander, exigindo a defesa de Cássio.

Próximos jogos de Vitória e Corinthians pela 14ª rodada do Brasileirão 2013

Vitória x Ponte Preta - 14/ago - 21h00- Estádio Manoel Barradas (Barradão)

Fluminense x Corinthians - 14/ago - 21h50 - Estádio do Maracanã.

Ficha Técnica

Corinthians 2 x 0 Vitória

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO);
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Bruno Boschilia (PR);

Assistentes adicionais:Emerson de Almeida Ferreira e Wanderson Alves de Sousa (ambos de MG);

Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Felipe e Fábio Santos; Ralf, Guilherme e Danilo; Romarinho (Ibson), Emerson (Léo) e Alexandre Pato (Douglas)
Técnico: Tite.

Vitória (BA): Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos (Luiz Alberto), Fabrício e Tarracha (Mansur); Michel (Renato Cajá), Cáceres, Camacho e Vander; Maxi Bianucchi e Rômulo
Técnico: Caio Junior.

Gol: Ralf (COR) aos 6 do primeiro tempo, Alexandre Pato (COR) aos 5 (pen) do segundo tempo

CA: Michel e Gabriel Paulista (VIT); Emerson (COR)

Add a comment

Santos empata com Cruzeiro-MG no Mineirão

santos-futebol-clubeCruzeiro e Santos se enfrentaram neste domingo (11) pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e não passaram de um empate sem gols no Mineirão.

O Cruzeiro vai a 25 pontos e divide a liderança do Brasileiro com o Botafogo. O Santos tem 14 e fica na parte intermediária da tabela.

O Santos começou no ataque, criando chances e aos dois minutos, Henrique completou cruzamento de cabeça e Fábio se esticou para fazer a defesa.

Nos minutos iniciais, o Santos teve de fazer uma substituição, tirando Arouca de jogo para a entrada de Alan Santos. O time visitante continuou no ataque e exigiu nova defesa de Fábio, aos nove minutos.

O Cruzeiro tentava ir ao ataque, não conseguindo encaixar as jogadas de ataque, enquanto que a equipe da Vila Belmiro controlava o toque de bola e tentava ditar o ritmo de jogo.

Aos 22, Souza cobrou falta e Ricardo Goulart foi para o desvio de cabeça, sem sucesso. O Cruzeiro mantinha a pressão em cima do Santos, brigando pela posse de bola.

O Santos respondeu em jogada envolvendo Montillo e Mena, que cruzou para Henrique, com a defesa cruzeirense fazendo o corte.

Aos 33, Montillo foi lançado e partiu para a jogada, mas Dedé chegou para o corte. O Cruzeiro apostou na bola parada em cobrança de falta de Souza, com a defesa fazendo o corte.

No começo do segundo tempo, Egídio cobrou escanteio e Bruno Rodrigo foi para o cabeceio, por cima do gol.

Depois, Vinícius Araújo tentou pela direita, mas deixou a bola para Ricardo Goulart bater e mandar longe do gol. O Cruzeiro seguia tentando pressionar para chegar à área adversária.

Aos nove minutos, Montillo apareceu pela direita e cruzou para Neílton, que acabou travado na hora da finalização.Ricardo Goulart arriscou o chute de longe aos 13, mandando à esquerda da meta de Aranha.

Egídio foi para o cruzamento na área aos 18, com nenhum jogador do Cruzeiro aparecendo para fazer o corte.

Aos 25, nova chance cruzeirense com Ricardo Goulart, que tabelou com Borges mas bateu mal na bola ao finalizar contra o gol de Aranha. O jogador do Cruzeiro insistiu e teve mais uma chance, defendida pelo goleiro santista.

Élber aproveitou sobra de escanteio para tentar o chute e colocar a bola por cima do gol de Aranha. O Cruzeiro investia no ataque e continuava tentando pressionar a defesa santista.

Aranha salvou mais uma vez o Santos aos 45, ao defender bola vinda de cobrança de falta de Souza.

Próximos jogos de Cruzeiro e Santos pela 14ª rodada do Brasileirão 2013

Santos x Vasco- 14/ago - 19h30- Estádio da Vila Belmiro

Vitória x Ponte Preta - 14/ago - 21h00 - Estádio Manoel Barradas (Barradão)

Ficha técnica

Cruzeiro 0 x 0 Santos

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra (SC);
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT);

Assistentes adicionais: Marcos Andre Gomes da Penha e Elvis Siqueira de Almeida (ambos do ES);

Cruzeiro (MG): Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Souza, Ricardo Goulart e Martinuccio (Élber); Luan (Lucca) e Vinícius Araújo (Borges).
Técnico: Marcelo Oliveira.

Santos: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison (Leandrinho), Arouca (Alan Santos), Cícero e Montillo; Neilton (Thiago Ribeiro) e Henrique
Técnico: Claudinei Oliveira.

CA: Alison, Mena, Thiago Ribeiro, Leandrinho e Edu Dracena (SAN); Vinícius Araújo e Martinuccio (CRU)

Add a comment

Palmeiras vence Paraná de virada e segue líder da Série B

palmeiras-futebol-clubeBuscando permanecer como líder do Campeonato Brasileiro da Série B, o Palmeiras recebeu o Paraná neste sábado (10), saiu atrás no placar e conseguiu a virada, em jogo que terminou com a vitória alviverde por 2 a 1.

O Palmeiras vai a 34 pontos e permanece mais uma rodada na primeira posição. O Paraná tem 23 e fica na quarta posição.

O Palmeiras apareceu com Juninho pela esquerda aos dois minutos, mas na hora do chute, a bola ficou com o goleiro do Paraná.

Tocando a bola, o time alviverde tentava ditar o ritmo da partida nos minutos iniciais de jogo. O Paraná arriscou na bola parada, com Rubinho cobrando falta e Fernando Prass fazendo a defesa.

O time paranista marcava forte e tentava impedir os avanços do ataque palmeirense. Quando foi ao ataque, conseguiu chegar ao gol em cobrança de falta que tocou em Charles e enganou o goleiro Fernando Prass.

O Palmeiras tentava chegar ao ataque, mas não conseguia vencer a marcação do Paraná. O time da casa teve sua chance para fazer o gol aos 40, no chute de Leandro, que passou perto do gol do Paraná.

O Palmeiras iniciou o segundo tempo no ataque, criando chances de gol e se arriscando mais. O Paraná tentava se segurar e partir no contra-ataque.

Aos 14 minutos, o Palmeiras empatou o jogo com Juninho, aproveitando rebote de Luís Carlos no chute de Luís Felipe.

Fernando Prass quase se complicou ao sair mal para ficar com a bola, mas Henrique conseguiu salvar o Palmeiras de levar o segundo gol do jogo.

Aos 21, em jogada pela esquerda, Leandro recebeu na pequena área e bateu em cima do goleiro. O Palmeiras seguia pressionando e chegando forte no campo de ataque.

O Palmeiras fez o gol da virada aos 26 minutos, quando Mendieta foi para o chute e Luís Carlos defendeu, com Wesley aproveitando o rebote e completando para o gol adversário.

Próximos jogos de Paraná e Palmeiras pela 15ª rodada da Série B 2013

Paraná x Boa Esporte - 13/ago - 19h30 - Estádio Durival de Britto (Vila Capanema)

Joinville x Palmeiras - 13/ago - 21h50 - Arena Joinville

Ficha técnica:

Palmeiras 2 x 1 Paraná

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Antonio F. de Carvalho Schneider (RJ);
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Fernanda Colombo Uliana (SC);

Palmeiras: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles (Mendieta), Wesley e Valdivia (Eguren); Leandro (Ananias) e Alan Kardec.
Técnico: Gilson Kleina.

Paraná: Luís Carlos; Moacir, Anderson, Brinner (Alex Alves) e Paulinho; Ricardo Conceição, Cambará, Rubinho e Lúcio Flávio (Fernando Gabriel); Léo (Paulo Sérgio) e Reinaldo.
Técnico: Dado Cavalcanti.

Gols: Charles (PAR, contra) aos 17 do primeiro tempo, Juninho (PAL) aos 14, Wesley (PAL) aos 26 do segundo tempo.

CA: Paulinho, Ricardo Conceição, Alex Alves e Reinaldo (PAR); Valdívia, Eguren, Mendieta, Alan Kardec, Ananias e Leandro (PAL).

Add a comment

Na Vila Belmiro, Santos e Corinthians empatam por 1 a 1

Depois da derrota para o Barcelona (ESP), o Santos voltou suas atenções para o Campeonato Brasileiro, no clássico contra o Corinthians, nesta quarta-feira (7) e a partida terminou empatada com o placar de 1 a 1.

O Santos vai a 13 pontos e fica na parte intermediária da tabela. Com 18, o Corinthians não consegue se aproximar da liderança.

Com três minutos de partida, Paulo André colocou o Corinthians na frente do placar, aproveitando desvio de Danilo em cobrança de escanteio para marcar o primeiro gol da partida.

O Santos respondeu em cobrança de falta que Cássio saiu do gol para tirar a bola da área. O time da casa buscava ficar com a bola e tentar a pressão.

O jogo seguia equilibrado com os dois times tentando criar jogadas ofensivas. Aos 20 minutos, Montillo bateu para a defesa de Cássio, e Arouca desperdiçou a chance de aproveitar o rebote, mandando a bola para longe do gol.

O Corinthians respondeu na tentativa de Fábio Santos, que partiu em jogada individual e bateu com perigo contra a meta de Aranha.

O primeiro seguiu disputado, com muita disputa pela bola mas poucas chances de gol por parte dos dois times.

O segundo tempo começou com os dois times pressionando e tentando criar jogadas de ataque. Aos sete minutos, Montillo bateu falta, Cássio saiu para a defesa e Edu Dracena mandou a bola para fora.

Aos 10, o Santos empatou a partida, em contra-ataque de Montillo que partiu com a bola pela direita e fez o passe para Willian José, na pequena área, dar um toque na bola e colocá-la dentro do gol corintiano.

O Santos partiu para o ataque e Montillo fez a jogada com Neílton e a bola foi por cima do gol de Cássio. A equipe da casa ficava no campo de ataque e impunha o ritmo de jogo ao Corinthians.

Willian José e Paulo André acabaram expulsos de campo após discussão entre os jogadores das duas equipes. O Santos seguia no ataque e Leandrinho desperdiçou a chance do gol da virada aos 26 minutos.

O Corinthians tentava criar jogadas ofensivas, mas sem conseguir enfrentar o ritmo imposto pelo Santos, que procurava o ataque e mantinha a posse de bola.

Os minutos finais foram marcados por poucas tentativas de gol e bolas lançadas no campo ofensivo.

Próximos jogos de Santos e Corinthians pela 14ª rodada do Brasileirão 2013

Corinthians x Vitória - 11/ago - 16h00- Estádio do Pacaembu

Cruzeiro x Santos - 11/ago - 16h00 - Estádio do Mineirão.

Ficha técnica

Santos 1 x 1 Corinthians

Local: Vila Belmiro, Santos;

Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza (SP);
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Danilo Ricardo Simon Manis (ambos de SP);
Assist adicionais: Vinicius Furlan e Leandro Bizzio Marinho (ambos de SP);

Santos: Aranha; Cicinho (Rafael Galhardo), Edu Dracena, Durval e Léo (Mena); Arouca, Alison (Leandrinho), Montillo e Cícero; Neilton e Willian José
Técnico: Claudinei Oliveira.

Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Renato Augusto e Danilo (Douglas); Romarinho (Ibson) e Guerrero (Alexandre Pato).
Técnico: Tite.

Gol: Paulo André (COR) aos 3 do primeiro tempo, Willian José (SAN) aos 10 do segundo tempo

CA: Alison, Edu Dracena, Neílton e Willian José (SAN); Edenílson e Douglas (COR)

CV: Willian José (SAN) e Paulo André (COR)

Add a comment

São Paulo sofre gol nos acréscimos e perde para o Kashima por 3 a 2

sao-paulo-futebol-clubeKashima Antlers (JAP) e São Paulo se enfrentaram nesta manhã de quarta-feira (horário de Brasília), pela final da Copa Suruga Bank. A partida, realizada no estádio Kashima Soccer Stadium, na cidade de Kashima/JAP, terminou com a vitória da equipe japonesa por 3 a 2, que conquista a Copa Suruga 2013.

Embalado pela vitória sobre o Benfica (POR), o time paulista, campeão da Sul-Americana, entrou em campo bem organizado. Aos 17 minutos, Ademílson recebe excelente assistência de Ganso que o coloca na cara do goleiro Sogahata, mas o atacante tricolor finaliza em cima do arqueiro japonês.

Aos 25, o primeiro gol do Kashima. Em velocidade, Shibasaki avança pela direita, serve Ogasawara que passa para Osaka na área. O atleta tira Rogério Ceni da jogada e arremata para o gol vazio.

Osako é lançado por Juninho aos 39 e bate no canto direito da meta são-paulina, ampliando a contagem para o Kashima e fechando o placar na primeira etapa.

Com Lucas Evangelista no lugar de Maicon, o São Paulo voltou melhor para o segundo tempo e diminuiu com Ganso, aos 13 minutos. O meia recebe na intermediária, engana a zaga e finaliza no canto direito da meta japonesa.

O Tricolor não dá tréguas à defesa do Kashima e segue no ataque. Aos 30, Aloísio é servido por Ganso na área e empata o confronto para festa da torcida são-paulina.

A partida seguiu aberta, com chances para as duas equipes, mas o Kashima foi mais feliz e fez o gol do título aos 47 minutos, através do atleta Nishi. O japonês bate da entrada da área, a bola sofre desvio de Osaka e “mata” o goleiro Rogério Ceni.

O São Paulo agora volta suas atenções para o jogo do próximo domingo contra a Lusa, no Canindé, pelo Brasileirão 2013.

Ficha Técnica

Kashima Antlers/JAP 3 x 2 São Paulo

Kashima Antlers/JAP: Sogahata; Nishi, Maeno (Nakata), Ogasawara e Aoki (Iwamasa); Endo (Nakamura), Juninho (Iwamasa), Shibasaki e Yamamura; Shoma Doi (Nozawa) e Osako.
Técnico: Toninho Cerezo.

São Paulo: Rogério Ceni, Douglas, Lucas Silva (Roni), Edson Silva e Reinaldo; Wellington, Rodrigo Caio, Maicon (Lucas Evangelista) e Ganso; Ademilson e Aloísio.
Técnico: Paulo Autuori.

Local: Kashima Soccer Stadium – Kashima/JAP.

Árbitro: Abdul Bashir (SIN). Público: 26.202 torcedores.

Gols: Kashima Antlers: Osako, 25’ 1T e 39’ 1T; Nishi, 47’ 2T. São Paulo: Ganso, 13’ 2T; Aloísio, 30’ 2T..

CA: Kashima: Oqasawara e Iwamasa.

Add a comment

Palmeiras vence São Caetano de virada e permanece líder da Série B

palmeiras-futebol-clubeCom objetivos opostos, São Caetano e Palmeiras se enfrentaram nesta terça-feira (6) pelo Campeonato Brasileiro da Série B, com a vitória palmeirense de virada pelo placar de 2 a 1.

O Palmeiras permanece na liderança da Série B, com 31 pontos. O São Caetano, com 13, continua na zona de rebaixamento.

O Palmeiras iniciou a partida no ataque, tentando criar chances de gol, mas foi o São Caetano a arriscar primeiro com Danilo Bueno, que chutou a bola em cima da zaga e Pirão desperdiçou o rebote.

Pirão teve outra chance para fazer o gol em arremate cruzado para boa defesa de Fernando Prass. O Palmeiras tentava tocar a bola e enfrentava dificuldades.

Da entrada da área.Ananias arriscou a finalização por cima da meta de Rafael Santos, aos 15 minutos de partida.

O São Caetano abriu o placar aos 22 minutos com Geovane, em contra-ataque e rápida troca de passes.

Em cobrança de falta, Wagner Carioca fez a cobrança e o goleiro do Palmeiras defendeu. O time visitante tentava pressionar, sem conseguir atacar com precisão.

No começo do segundo tempo, em cobrança de escanteio, Henrique foi para o cabeceio e por pouco não conseguiu o gol de empate.

Depois, foi a vez de Juninho arriscar o chute de fora da área e a bola passar por cima do gol.

O Palmeiras insistiu no ataque e chegou ao gol de empate aos dez minutos, em jogada individual de Alan Kardec, que partiu com a bola e tirou quatro zagueiros do São Caetano da jogada antes de bater na saída de Rafael Santos.

Aos 15, Henrique virou o placar para o Palmeiras. Mendieta cobrou escanteio, a zaga do São Caetano não conseguiu afastar e o zagueiro bateu de voleio para o fundo das redes da equipe do ABC paulista.

O São Caetano foi ao ataque atrás da reação, mas enfrentava a forte marcação palmeirense. Márcio Araújo bateu de fora da área aos 29 e Rafael Santos fez a defesa. O Palmeiras continuava arriscando-se mais no ataque e criando chances de gol.

Aos 38, Danilo Bueno foi para o arremate e Fernando Prass conseguiu a defesa. O São Caetano teve mais uma chance em cobrança de falta, mas sem sucesso.

Próximos jogos de São Caetano e Palmeiras pela 14ª rodada da Série B 2013

Palmeiras x Paraná - 10/ago - 16h20 - Estádio do Pacaembu

São Caetano x Sport- -10/ago - 16h20 - Estádio Anacleto Campanella

Ficha Técnica

São Caetano 1 x 2 Palmeiras

Local: Anacleto Campanella, São Caetano do Sul (SP);

Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra (SP);
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Bruno Salgado Rizo (Ambos SP);

São Caetano: Rafael Santos; Samuel Santos, Douglas Grolli, Fred e Diego; Moradei (Éder), Wagner Carioca, Pirão (Jael) e Danilo Bueno; Geovane (Siloé) e Giancarlo.
Técnico: Marcelo Veiga.

Palmeiras: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Ananias (Marcelo Oliveira), Márcio Araújo, Wesley e Mendieta (Felipe Menezes); Leandro (André Luiz) e Alan Kardec.
Técnico: Gilson Kleina.

Gol: Geovane (SCA) aos 22 do primeiro tempo, Alan Kardec (PAL) aos 10, Henrique (PAL) aos 15 do segundo tempo.

CA: Pirão (SCA).

Add a comment

Corinthians vence Criciúma-SC fora de casa e se aproxima do G4

corinthians-futebol-clubCriciúma e Corinthians se enfrentaram neste domingo (4) pelo Campeonato Brasileiro, com a vitória corintiana pelo placar de 2 a 0.

Com 17 pontos, o Corinthians sobe para o sexto lugar do Brasileirão, com o Criciúma se aproximando da zona de rebaixamento, com 11 pontos.

Os dois times iniciaram a partida tocando a bola e buscando criar chances de gol. Corinthians e Criciúma apostavam em colocar a bola na área para tentar o gol.

Na primeira boa chance de gol, o Corinthians abriu o placar do Heriberto Hulse, com Renato Augusto que arriscou chute de fora da área e mandou direto paras as redes do time catarinense.

O Criciúma foi ao ataque e Lins tentou o cruzamento para o cabeceio de Ivo, com Cássio ficando com a bola. O Corinthians pressionava mais e detinha a posse de bola no campo ofensivo.

Aos 24 minutos, o Corinthians teve pênalti marcado a seu favor quando Elton derrubou Edenílson na área. Guerrero foi para a cobrança e aumentou a vantagem corintiana.

Sueliton bateu falta aos 33 e a bola passou longe do gol de Cássio. O Criciúma tentava criar chances de gol, mas enfrentava a marcação corintiana.

O Criciúma teve de fazer uma substituição ainda no primeiro tempo, com a entrada de Daniel Carvalho no lugar de Elton, lesionado.

O segundo tempo iniciou com as duas equipes tentando a pressão e buscando criar chances de gol. Sueliton recebeu de Daniel Carvalho e tentou o cruzamento, afastado por Cássio.

O Criciúma se lançava mais ao ataque e usava a velocidade para colocar a bola na área. Aos 18, Lins apareceu na área para o chute, mas acabou batendo em cima de Romarinho.

Sueliton tentou o chute aos 27 e a bola passou longe do gol de Cássio. O goleiro corintiano salvou a equipe paulista ao defender cabeceio de Wellington Paulista, com Ralf afastando o perigo.

O Criciúma tentou reagir nos minutos finais, mas o Corinthians tocou a bola conscientemente e saiu de campo com a vitória que o aproxima do G4.

Próximos jogos de Criciúma e Corinthians pela 13ª rodada do Brasileirão 201

Criciúma x Cruzeiro - 07/ago - 19h30 - Estádio Heriberto Hulse

Santos x Corinthians - 07/ago - 21h50 - Estádio da Vila Belmiro

Ficha Técnica

Criciúma 0 x 2 Corinthians

Local: Heriberto Hulse, Criciúma (SC);

Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE);
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo F Henrique Correa (ambos do RJ);
Assistentes adicionais: Antonio Denival de Morais e Fabio Filipus (ambos do PR);

Criciúma (SC): Helton Leite; Suelinton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Amaral, Elton (Daniel Carvalho), Leandro Brasília (Fabinho) e Ivo (Gilson); Lins e Wellington Paulista.
Técnico: Vadão.

Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme e Danilo (Douglas); Romarinho (Emerson), Renato Augusto e Guerrero (Ibson).
Técnico: Tite.

Gol: Renato Augusto (COR) aos 10, Guerrero (COR) aos 25 do primeiro tempo.

CA: Elton. Daniel Carvalho e Amaral (CRI); Danilo e Cássio (COR).

Add a comment

São Paulo volta a vencer, ganha do Benfica e fatura a Copa Eusébio

Na disputa da Copa Eusébio, em homenagem a um dos maiores jogadores da seleção portuguesa, o São Paulo enfrentou o Benfica (POR) e conseguiu a vitória e o título deste torneio amistoso pelo placar de 2 a 0, encerrando uma série de 14 jogos sem vencer por parte do time do Morumbi.

A primeira chance de gol da partida foi do Benfica, com Lima, que invadiu a área e foi para o chute, mas atingindo a trave de Rogério Ceni.

O São Paulo tentava criar chances de gol, mas era o Benfica a se arriscar mais no ataque. Aos 12, Markovic e Juricic tiveram chances de fazer o gol, ambas sem sucesso.

O time português tocava a bola e buscava segurar o ímpeto são-paulino em campo, explorando os espaços deixados pela zaga do time do Morumbi.

Aos 41, Markovic conseguiu a bola e bateu forte para a defesa de Rogério Ceni. Depois, Matic deu um toque na bola para completar cruzamento e nova defesa do goleiro do São Paulo.

O São Paulo conseguiu sua primeira boa chance de marcar o gol aos 43, no cruzamento de Douglas para Aloísio, que cabeceou para a defesa de Paulo Lopes.

Aloísio, aos seis minutos do segundo tempo, colocou o São Paulo na frente do placar, após receber passe de Jadson e colocar a bola no fundo das redes.

Aos 17, Rafael Tolói marcou o segundo do time do Morumbi, após cruzamento que Rodrigo Caio ajeitou.

Rodrigo Caio por pouco não fez o terceiro do São Paulo, em cobrança de escanteio cabeceada na trave de Paulo Lopes. O time do Morumbi voltou para etapa final pressionando mais e criando chances de gol.

O Benfica buscava o ataque e Maxi Pereira fez o cruzamento para Rodrigo tentar o cabeceio, mas Rogério Ceni fez a defesa. O São Paulo controlava o jogo e barrava as tentativas do time português.

Nos acréscimos, Rodrigo tentou novamente e Rogério Ceni, mais uma vez, impediu o gol adversário.

O São Paulo agora segue para o Japão para a disputa do Torneio Suruga.

Ficha Técnica

Benfica (POR) 0 x 2 São Paulo

Local: Estádio da Luz, Lisboa (POR)

Árbitro: Duarte Gomes (POR)

Benfica (POR): Paulo Lopes; Maxi Pereira (André Almeida), Garay, Luisão e Cortez; Matic, Enzo Pérez (Amorim), Markovic (Ola John) e Gaitán (Sulejmani); Juricic (Rodrigo) e Lima

Técnico: Jorge Jesus

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Rafael Tolói, Edson Silva e Reinaldo; Rodrigo Caio, Wellington, Fabrício (Maicon) e Jadson (Lucas Evangelista); Osvaldo (Silvinho) e Aloísio (Ademílson)

Técnico: Paulo Autuori

Gols: Aloísio (SPO) aos 6, Rafael Tolói (SPO) aos 17 do segundo tempo

CA: Matic, Luisão e Maxi Pereira (BEN)

Add a comment

Com Neymar em campo, Barcelona vence Santos por 8 a 0

Com Neymar em campo, o Barcelona enfrentou o Santos nesta sexta-feira (2), pelo Troféu Joan Gamper, em jogo que terminou com vitória do time catalão no Camp Nou por 8 a 0.

A partida começou com Neymar no banco de reservas. O Barcelona foi ao ataque, tendo boa chance de abrir o placar com Alexis Sánchez, que mandou a bola com perigo contra a meta de Aranha.

Na jogada seguinte, o time catalão abriu a contagem. Pedro tentou colocar a bola na área, mas ela desviou em Rafael Galhardo e ficou com Messi, que fintou Aranha e colocou a bola no fundo das redes.

O Barcelona pressionava e se mantinha no campo de ataque. Aos 11, Daniel Alves partiu pela direita e cruzou. Léo tentou o corte, mas acabou mandando contra a própria meta.

Com a vantagem, o time da casa tocava a bola e impedia qualquer avanço do Santos ao campo de ataque. O controle da partida era todo do time catalão.

Aos 21, Alexis Sánchez fez o terceiro do Barcelona, recebendo passe de Messi dentro da área em jogada de velocidade que a defesa santista não conseguiu impedir.

O Santos tentou aumentar a marcação sobre Barcelona, mas viu o time anfitrião fazer o quarto na partida, aos 29, com Pedro, após cruzamento de Jordi Alba.

A primeira finalização santista ocorreu aos 32 minutos, no chute de longe de Rafael Galhardo, que foi pela linha de fundo. O Santos tentava atacar, mas pouco conseguia diante da pressão imposta pelo Barcelona.

No segundo tempo, Neymar entrou em campo com a camisa do Barcelona. O time da casa seguia no ataque e o Santos se postava na defensiva.

Aos sete minutos, o quinto do Barcelona. Alexis Sánchez venceu a marcação e fez o passe para Fábregas bater forte no canto direito da meta santista.

Neymar tentou a jogada ofensiva aos 12 minutos e fez o passe na área, mas a defesa santista conseguiu o corte. Depois, Messi foi lançado e tentou encobrir o goleiro santista, mas sem sucesso.

Aos 22 minutos, o sexto gol catalão. Neymar recebeu na área e deu um toque para Fábregas chegar e mandar de primeira para o fundo das redes de Vladimir.

Fábregas teve a chance de anotar o sétimo do Barcelona em cobrança de falta que acertou o travessão do Santos. A pressão do time espanhol seguia total, com Neymar tentando fazer jogadas ofensivas e sendo fortemente marcado.

Adriano marcou o sétimo do Barcelona aos 29, dominando a bola pela esquerda até a entrada da área e batendo forte para acertar o gol de Vladimir.

O Santos arriscou em cobrança de falta, Cícero subiu de cabeça e Pinto conseguiu a defesa. O Barcelona tocava a bola e imprimia pressão.

Com o domínio da partida, o Barcelona fez o oitavo aos 37 minutos, com Dongou, que recebeu de Fábregas e mandou para o fundo das redes santistas.

Aos 43, Dongou fez a jogada para Neymar arriscar o chute e a bola passar muito perto do gol.

Ficha Técnica

Barcelona (ESP) 8 x 0 Santos

Local: Camp Nou, Barcelona (ESP)

Árbitro: Estrada Fernandez (ESP)

Barcelona: Valdés (Pinto); Daniel Alves (Montoya), Piqué (Bartra), Mascherano (Bagnack) e Jordi Alba (Adriano); Xavi (Fábregas), Busquets (Song) e Iniesta (Sergio Roberto); Alexis Sánchez (Dani Nieto), Messi (Dongou) e Pedro (Neymar)

Técnico: Gerardo Martino

Santos: Aranha (Vladimir); Rafael Galhardo (Cicinho), Edu Dracena, Durval (Gustavo Henrique) e Léo (Mena); Arouca (Alan Santos), Leandrinho (Léo Cittadini), Cícero e Montillo (Pedro Castro); Neílton (Giva (Vitor Andrade)) e Thiago Ribeiro (Willian José (Gabriel).

Técnico: Claudinei Oliveira.

Gols: Messi (BAR) aos 7, Léo (BAR, contra) aos 11, Alexis Sánchez (BAR) aos 21, Pedro (BAR) aos 29 do primeiro tempo, Fábregas (BAR) aos 7, 22, Adriano (BAR) aos 29, Dongou (BAR) aos 37 do segundo tempo.

CA: Adriano (BAR).

Add a comment

Palmeiras vence Bragantino e segue liderando Série B

No Pacaembu, o Palmeiras recebeu o Bragantino nesta noite de sexta-feira (02), procurando manter-se na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B e conseguiu seu intento ao vencer o duelo pelo placar de 2 a 1.

O Palmeiras segue na primeira posição, com 28 pontos ganhos. O Bragantino tem 15 e pode terminar a rodada longe das primeiras posições.

O jogo começou com o Palmeiras tentando ficar com a posse de bola, mas a primeira finalização foi do Bragantino, com Cesinha, contando com desvio na defesa para garantir o escanteio.

O Bragantino marcava o toque de bola palmeirense, deixando pouco espaço para a movimentação do time da casa. Wesley tentou o chute e a bola foi direto para as mãos de Leandro Santos.

Aos 13, Wesley bateu falta e o goleiro do Bragantino fez a defesa. Depois, Leandro partiu com a bola e arriscou o chute que passou com perigo pela meta adversária.

O Palmeiras tentava o ataque, enquanto o time da casa tocava mais a bola e buscava criar chances de gol.

Leandro pegou sobra de tentativa de cruzamento da direita, conseguiu o domínio e chutou em cima do goleiro do Bragantino, que respondeu em cobrança de falta que passou raspando pelo travessão de Fernando Prass.

Aos 24, Léo Jaime dominou na esquerda e cruzou na área, mas ninguém do Bragantino chegou para a finalização na pequena área.

Três minutos depois, Wesley cruzou e Valdívia tentou o chute, acertando o zagueiro do Bragantino, que ficou com o rebote.

Aos 37, Valdívia fez o passe para Leandro chutar em cima da defesa, com Luís Felipe indo para o rebote e mandando para Leandro Santos evitar o gol palmeirense.

A insistência palmeirense surtiu efeito aos 42 minutos, quando Valdívia partiu com a bola pelo meio-campo e rolou para Alan Kardec aparecer e mandar no ângulo de Leandro Santos.

A primeira chance do segundo tempo foi do Bragantino, com Tiaguinho, mandando a bola longe do gol de Fernando Prass. O Palmeiras respondeu com Leandro, mas o goleiro do Bragantino defendeu.

Wesley aproveitou erro da defesa do time de Bragança Paulista para ficar com a bola, mas pegou mal na hora do chute. O jogador palmeirense arriscou novamente aos 11 minutos, mas sem sucesso.

Aos 18, Valdívia fez o segundo do Palmeiras, depois de receber de Charles e dominar para finalizar no ângulo direito de Leandro Santos.

O Bragantino ficou com um jogador a menos aos 23 minutos, quando Elias deu um soco em Valdívia na disputa pela bola e recebeu o cartão vermelho.

Aos 26, Henrique deixou a bola escapar para o atacante do Bragantino tentar o chute e Fernando Prass neutralizar o perigo. Pouco depois, Charles também levou o cartão vermelho ao atingir com o cotovelo o atleta Léo Jaime.

Leandro tentou o chute aos 31, mas foi desarmado pela defesa do Bragantino, que tentou pressionar em jogada de Paulinho, defendida por Fernando Prass. No rebote, Dudu mandou longe do gol.

O Bragantino diminuiu aos 43 minutos em cobrança de falta que foi desviada na área por Kadu, sem que a defesa conseguisse chegar para o corte.

Próximos jogos de Palmeiras e Bragantino pela 13ª rodada da Série B 2013

São Caetano x Palmeiras - 06/ago - 19h30 - Estádio Anacleto Campanella

Bragantino x Avaí - 06/ago - 21h50 - Estádio Nabi Abi Chedid

Ficha Técnica

Palmeiras 2 x 1 Bragantino

Local: Pacaembu, São Paulo

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP);
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Daniel Luis Marques (ambos de SP);

Palmeiras: Fernando Prass; Luis Felipe (Eguren), Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Valdivia (Mendieta); Leandro e Alan Kardec (Vinícius)
Técnico: Gilson Kleina.

Bragantino: Leandro Santos; Elias, Álvaro e Kadu; Diego Macedo, Glauber (Geandro), Cesinha (Dudu), Gustavo (Giovane) e Léo Jaime; Tiaguinho e Paulinho.

Técnico: Vágner Benazzi.

Gols: Alan Kardec (PAL) aos 42 do primeiro tempo, Valdívia (PAL) aos 18, Kadu (BRG) aos 43 do segundo tempo.

CA: Diego Macedo. Léo Jaime e Elias (BRG); Luís Felipe e Fernando Prass (PAL).

CV: Elias (BRG) e Charles (PAL).

Add a comment

Corinthians e São Paulo empatam por 0 a 0 no Pacaembu

corinthians-futebol-clubDepois da Recopa Sul-Americana, Corinthians e São Brasileirão 2013 Brasileiro, neste domingo (28) no Pacaembu e a partida terminou com empate sem gols.

O Corinthians vai a 11 pontos e segue na parte intermediária da tabela. O São Paulo mantém sua série de jogos sem vencer na competição e soma agora nove pontos, na zona de rebaixamento.

Guilherme arriscou a primeira chance de gol da partida, mandando a bola para a defesa de Rogério Ceni. No rebote, Gil tentou finalizar, mas a bola foi para fora.

O São Paulo passou a se colocar mais no ataque depois dos 15 minutos de jogo, ainda sem conseguir finalizar com perigo. O Corinthians continuava a pressionar e Romarinho bateu cruzado aos 26, pela linha de fundo.

Jadson tentou o chute a gol aos 31, mas Edenílson apareceu para salvar o que seria o primeiro gol do São Paulo. Os dois times brigavam pela bola, sem converter esta disputa em chances reais de gol.

No começo do segundo tempo, Romarinho bateu falta e Paulo André colocou a bola por cima do gol. O São Paulo buscava colocar a bola na área, mas sem conseguir chegar com muito perigo.

Ademilson apareceu para o chute e Cássio pulou para a defesa. Depois, Osvaldo invadiu a área, mas na hora de finalizar, foi desarmado pela defesa corintiana.

Em bola alçada na área aos 16 minutos, Fábio Santos chegou para ajeitar de cabeça, porém a bola foi pela linha de fundo. O segundo tempo seguia disputado, mas com poucas chances de gol.

A pressão corintiana seguiu e Alexandre Pato, pouco depois de entrar em campo, apareceu para invadir a área e bater cruzado, mas sem sucesso. O time do Parque São Jorge atacava, tocando a bola para tramar as jogadas ofensivas.

Aos 36, Romarinho cruzou da direita e Alexandre Pato chegou para o cabeceio de frente para o gol, mandando a bola pela linha de fundo.

Pouco depois, Douglas bateu falta e Rogério Ceni defendeu. Nos minutos finais, os dois times foram ao ataque, mas sem objetividade na hora de finalizar.

Próximo jogo do Corinthians pela 10ª rodada do Brasileirão 2013

Corinthians x Grêmio - 31/jul - 21h50 - Estádio do Pacaembu

Próximo jogo do São Paulo pela 13ª rodada do Brasileirão 2013

Portuguesa x São Paulo - 10/ago - 21h00 - Estádio do Canindé

Ficha Técnica

Corinthians 0 x 0 São Paulo

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Rodrigo Guarizo F. do Amaral (SP);
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Vicente Romano Neto (ambos de SP);
Assistentes adicionais: Guilherme Ceretta de Lima e Flavio Rodrigues de Souza (ambos de SP);

Corinthians: Cássio; Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme e Danilo (Douglas); Romarinho, Emerson (Renato Augusto) e Guerrero (Alexandre Pato).
Técnico: Tite.

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Rafael Toloi e Reinaldo; Wellington, Rodrigo Caio, Fabrício (Maicon) e Jadson; Ademilson (Roni) e Osvaldo.
Técnico: Paulo Autuori.

CA: Guerrero e Fábio Santos (COR); Jadson (SPO).

Add a comment

Ponte Preta vence Santos e deixa zona de rebaixamento

santos-futebol-clubePonte Preta e Santos se enfrentaram neste sábado (27) pela nona rodada do Campeonato Brasileiro com a vitória do time de Campinas pelo placar de 1 a 0.

A Ponte sobe para dez pontos, ficando na parte intermediária da tabela. O Santos segue com 12, na oitava posição.

Os dois times iniciaram a partida buscando criar jogadas ofensivas. Aos seis minutos, Montillo tentou cruzar a bola para Neílton, mas sem sucesso.

Aos 13, em cruzamento de Galhardo, Giva desviou na primeira trave e Neílton não conseguiu chegar na bola para completar o lance.

A Ponte arriscou aos 20 minutos com Everton Santos completando cruzamento de cabeça e Aranha indo para a defesa. No rebote, Léo evitou o gol do time campineiro.

Montillo bateu de fora da área após jogada de Rafael Galhardo aos 37 minutos e forçou a defesa do goleiro Roberto.

Na resposta, a Ponte teve a chance de marcar com William, de frente para o gol, mas ele pegou mal na bola e ela foi pela linha de fundo. Os dois times tentavam pressionar durante os minutos finais da etapa inicial, mas sem conseguir grandes chances para abrir o placar.

A Ponte Preta foi ao ataque no segundo tempo e Rildo abriu o placar aos três minutos. O jogador do time anfitrião ficou com a bola após roubada de Diego Sacoman, dominou e tirou Edu Dracena da jogada antes de bater no canto direito do gol de Aranha.

O Santos buscava reagir em campo e criar as jogadas de gol, mas a Ponte continuava a dominar a partida. Aos 20, Cicinho arriscou o chute e mandou a bola longe da meta de Roberto.

Cicinho lançou Montillo, mas a bola foi forte demais e ficou com Roberto. O argentino voltou a arriscar em cobrança de falta que nenhum jogador santista completou para o gol.

O Santos teve a chance de empatar na cabeçada de Cícero aos 41, que assustou ao goleiro Roberto, mas passou ao lado de sua trave

Nos minutos finais, a Ponte Preta ficou na defesa para assegurar a vitória.

Próximo jogo da Ponte Preta pela 10ª rodada do Brasileirão 2013

Coritiba x Ponte Preta- 31/jul - 21h00 - Estádio Couto Pereira

Próximo jogo do Santos pela 12ª rodada do Brasileirão 2013

Santos x Corinthians - 07/ago - 21h50 - Estádio da Vila Belmiro

Ficha Técnica

Ponte Preta 1 x 0 Santos

Local: Moisés Lucarelli, Campinas;

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP);
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP);
Assistentes adicionais: Guilherme Ceretta de Lima (SP) e Luiz Flavio de Oliveira (SP);

Ponte Preta: Roberto, Artur (Advíncula), Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Everton Santos (Giovanni) e Ramírez; Chiquinho, Rildo (Magal) e William.
Técnico: Paulo César Carpegiani.

Santos: Aranha; Rafael Galhardo (Gabriel), Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Leandrinho (Cicinho), Cícero e Montillo; Neilton e Giva (Willian José)
Técnico: Claudinei Oliveira.

Gol: Rildo (PON) aos 3 do segundo tempo.

CA: Cicinho (SAN) e Diego Sacoman (PON).

Add a comment

Palmeiras e Guaratinguetá empatam por 1 a 1

palmeiras-futebol-clubeGuaratinguetá e Palmeiras se enfrentaram neste sábado (27) em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em jogo muito disputado e com duas expulsões, o placar da partida terminou em 1 a 1.

O Palmeiras vai a 22 pontos e fica na vice-liderança da Série B. O Guaratinguetá fica com 11, na parte intermediária da tabela.

Nos minutos iniciais de partida, o Palmeiras tentava explorar o toque de bola enquanto o Guaratinguetá apostava na velocidade.

Charles, aos 11 minutos, bateu de fora da área e a bola passou por cima do gol de Saulo. Depois, Valdívia fez o lançamento para Leandro, mas o goleiro do Guaratinguetá chegou na bola antes do atacante do Palmeiras para afastar o perigo.

Aos 20 minutos, Leandro abriu o placar do Dario Rodrigues Leite. Vinícius bateu escanteio rasteiro, a bola desviou em Valdívia e, com Saulo já batido no lance, o atacante chegou para colocar a bola no fundo das redes.

O Guaratinguetá tentava pressionar o Palmeiras e colocar a bola na área. O time visitante também se arriscava e Luís Felipe bateu falta, sem direção.

Douglas Tanque empatou a partida aos três minutos da etapa final, aproveitando troca de passes para receber na área e bater forte sem chance de defesa para Fernando Prass.

A resposta do Palmeiras veio no chute de Vinícius, que passou ao lado da meta de Saulo. Aos 11, nova chance da equipe do Vale do Paraíba, mas Fernando Prass defendeu.

Aos 18 minutos, Ruan acabou levando o cartão vermelho ao cometer falta em Ronny, deixando o Guaratinguetá com um jogador a menos em campo.

Mendieta lançou Alan Kardec na área, mas ele acabou se atrapalhando com a bola na hora do chute. Os dois times continuavam pressionando e tentando aproveitar as chances que conseguiam para finalizar.

Nos acréscimos, Ronny também levou cartão vermelho ao dar um chute em Saulo após a disputa de bola.

Próximos jogos de Palmeiras e Guaratinguetá pela 11ª rodada da Série B 2013

Oeste x Guaratinguetá - 30/jul - 19h30 - Estádio dos Amaros

Palmeiras x Icasa- 30/jul - 21h50 - Estádio do Pacaembu

Ficha Técnica

Guaratinguetá 1 x 1 Palmeiras

Local: Prof. Dario Rodrigues Leite, Guaratinguetá;

Árbitro: Vinicius Furlan (SP);
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP);

Guaratinguetá: Saulo; Murilo, Marquinhos, Pedro Paulo e Ruan; Julio Cesar, Bruno Formigoni, Renato Peixe (Allan Dias) e Juninho (Rodrigo); Douglas Tanque e Moacir (Geovani).
Técnico: Carlos Octávio.

Palmeiras: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, André Luiz e Juninho; Márcio Araújo (Mendieta), Charles (Alan Kardec), Wesley e Valdivia; Leandro e Vinícius (Ronny).
Técnico: Gilson Kleina.

Gol: Leandro (PAL) aos 20 do primeiro tempo, Douglas Tanque (GUARÁ) aos 3 do segundo tempo.

CA: Murilo, Júlio César, Geovani e Ruan (GUARÁ); Charles,Ronny, Luís Felipe, André Luiz e Valdívia (PAL).

CV: Ruan (GUARÁ) e Ronny (PAL).

Add a comment

No Morumbi, São Paulo perde para o Internacional por 1 a 0

sao-paulo-futebol-clubeEm partida antecipada da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, São Paulo e Internacional se enfrentaram nesta quarta-feira (24), com o Internacional vencendo a partida pelo placar de 1 a 0.

O São Paulo permanece com oito pontos, próximo da zona de rebaixamento e obtendo sua oitava derrota consecutiva, considerando-se o Campeonato Brasileiro e outros torneios. O Internacional vai a 18 pontos e assume a liderança do Brasileirão.

A primeira finalização da partida foi do São Paulo com Douglas. Ele recebeu de Luís Fabiano, invadiu a área e bateu forte para a defesa do goleiro Muriel.

O São Paulo pressionava o Internacional atrás do gol e detinha a posse de bola. O time gaúcho buscava responder furando o bloqueio defensivo do time do Morumbi.

Aos 13 minutos, o Internacional abriu o placar com Leandro Damião, que recebeu lançamento de Jorge Henrique, dominou e bateu rasteiro, sem dar chance de defesa para Rogério Ceni.

O São Paulo foi ao ataque atrás da reação, mas o time visitante seguia pressionando. Aos 23 minutos, a defesa do São Paulo conseguiu fazer o corte em tentativa do Internacional.

Willians bateu de longe aos 24 minutos e acertou a trave de Rogério Ceni. Depois, foi a vez de Forlán bater para o gol e mandar por cima do travessão.

O Internacional controlava a partida e brecava os avanços do São Paulo em campo. Forlán arriscou novamente de longe, mas para fora.

D'Alessandro chegou pela esquerda, dominou na frente do zagueiro e fez o cruzamento na pequena área para Leandro Damião cabecear por cima do gol de Rogério Ceni, aos 40 minutos de jogo.

Aloísio tentou de cabeça no começo do segundo tempo e a bola foi por cima do gol de Muriel. Jadson tentou pouco depois, driblando o goleiro dentro da área, mas batendo para fora.

Josimar teve a chance de fazer o segundo gol do Internacional, mas colocou a bola longe da meta de Rogério Ceni. O São Paulo era quem pressionava mais e tinha mais oportunidades reais.

Aos 18 minutos, Aloísio tentou novamente de cabeça, após cruzamento feito pela direita de Jadson, mas a bola passou perto do gol colorado.

Forlán foi lançado no campo de ataque, mas foi desarmado por Lúcio. O São Paulo continuava atacando, sem objetividade nas finalizações.

Aos 38, Rogério Ceni bateu falta e a bola passou longe do gol defendido por Muriel. O Internacional controlava o ritmo de jogo e tocava a bola e assegurou a vitória.

Próximos jogos de São Paulo e Internacional pela 9ª rodada do Brasileirão 2013

Corinthians x São Paulo - 28/jul - 16h00 - Estádio do Pacaembu

Náutico x Internacional - 28/jul - 16h00 - Arena Pernambuco

Ficha Técnica

São Paulo 0 x 1 Internacional

Local: Morumbi, São Paulo;

Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO);
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Marrubson Melo Freitas (DF);
Assistentes adicionais: Renato Cardoso da Conceição e Igor Junio Benevenuto (ambos de MG);

São Paulo: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Rodrigo Caio; Denilson, Douglas, Jadson e Ganso (Maicon); Osvaldo (Aloísio) e Luis Fabiano (Ademílson).
Técnico: Paulo Autuori.

Internacional (RS): Muriel; Ednei (Fabrício), Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Josimar, Willians e D’Alessandro (Alan Patrick); Leandro Damião (Caio), Forlán e Jorge Henrique.
Técnico: Dunga.

Gol: Leandro Damião (INT) aos 13 do primeiro tempo.

CA: Ednei, Juan, Fabrício e D'Alessandro (INT); Aloísio e Douglas (SPO).

Add a comment

Santos vence Crac-GO por 2 a 0 e se garante na próxima fase da Copa do Brasil

santos-futebol-clubeEm busca da classificação na Copa do Brasil, o Santos enfrentou o CRAC (GO), na cidade de Catalão, pela partida de volta da terceira fase da competição, e o Santos conseguiu a vaga na sequência da competição ao vencer pelo placar de 2 a 0.

A partida começou com o Santos tentando o ataque. Danilo arriscou o chute aos três minutos e Aranha conseguiu afastar o perigo da área santista.

Na primeira boa chance do time da Vila Belmiro, o gol. Galhardo bateu falta aos oito minutos, a bola desviou em Gustavo Henrique e foi parar no fundo das redes do CRAC.

O time goiano tentava o ataque e o Santos procurava tocar a bola e controlar o ritmo da partida. Giva, aos 23, bateu para o gol e a bola ficou com o goleiro Aleks.

O CRAC tentava e Rodnei foi para o cruzamento aos 37, defendido pelo goleiro Aranha. Depois, foi a vez de William Amendoim arriscar ao gol e acertar a trave.

No segundo tempo, Rodnei arrematou, mas a bola passou longe da meta santista. O CRAC tentava a posse de bola e enfrentava a marcação firme do time visitante.

O Santos respondeu aos nove minutos em tentativa de Giva, que foi para o chute e forçou Aleks a fazer a defesa. Mena, logo depois, também foi para o chute, sem sucesso.

Aos 20 minutos, Aleks novamente teve de trabalhar ao defender cabeçada de Gustavo Henrique após cobrança de escanteio. O Santos era quem pressionava mais e criava chances reais de gol.

Aos 30, o segundo gol do Santos. Willian José foi lançado, dominou a bola, tentou o drible em Aleks, mas bateu em cima do goleiro. Léo Cittadini chegou no rebote para mandar a bola para dentro do gol vazio.

Johnnathan bateu falta aos 33 e a bola passou raspando pelo travessão de Aranha. O Santos ditava o ritmo de jogo e tocava a bola explorando os espaços deixados pela defesa do CRAC.

No restante da partida, o Santos tocou a bola visando controlar o jogo e garantiu a vaga na próxima fase.

Ficha Técnica

CRAC (GO) 0 x 2 Santos

Local: Genervino da Fonseca, Catalão (GO)

Árbitro: Wagner Reway (MT);
Assistentes: Lincoln Ribeiro Taques e Fábio Rodrigo Rubinho (ambos do MT);

CRAC (GO): Aleks; Rodnei, Bruno Alves, Ben-Hur e Rodrigo Crasso; Coquinho, Washington, Didi (Johnnathan) e Diogo Medeiros; William Amendoim e Danilo.
Técnico: Marcelo Rocha.

Santos:Aranha; Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alan Santos, Alison (Lucas Otávio), Leandrinho e Pedro Castro (Léo Cittadini); Neilton e Giva (Willian José).
Técnico: Claudinei Oliveira.

Gol: Gustavo Henrique (SAN) aos 8 do segundo tempo, Léo Cittadini (SAN) aos 30 do segundo tempo.

CA: Diogo Medeiros (CRAC).

Add a comment

Santana de Parnaíba promove neste sábado (27/07) as finais do Campeonato de Futebol

santana de parnaiba finais do Campeonato de FutebolNo próximo sábado (27/07), a Prefeitura de Santana de Parnaíba, por meio da Secretaria Municipal de Atividade Física, Esporte e Lazer (SMAFEL), promove as finais dos campeonatos das categorias veterano e veteraníssimo, que acontecerão no campo municipal, localizado Rua João Santana Leite, no Jardim Parnaíba.

O jogo do veteraníssimo (acima de 40 anos) será a partir das 10 horas entre as equipes do GR PARNAIBANO e UNIDOS DA FAZENDINHA. E as 13h15 acontece a final do veterano (acima de 33 anos), com UNIDOS DA FAZENDINHA enfrentando o COLORADO.

Tanto no veterano, quanto no veteraníssimo, é a primeira vez que as equipes chegam às finais do torneio.


Campeonato de Futsal

E na sexta-feira (02/08), às 19h30, será a vez da disputa do título do Campeonato de Futsal da segunda divisão. As competições acontecerão no Ginásio Armando Frediani, que fica na Rua Edgard de Moraes, 476, na Vila Nova.

A final do torneio, que começou com sete equipes, será disputada entre EC BANZO e AUDAX PARNAIBANO. Independente do campeão, as duas equipes já garantiram o acesso à primeira divisão, que começa no mês de maio de 2014.


Crédito
Texto: Renato Menezes MTB 54.101
Fotos: Mario Justo

Add a comment

Debaixo de muita chuva, Corinthians empata fora de casa com Atlético-PR

corinthians-futebol-clubDepois da conquista da Recopa Sul-Americana, o Corinthians voltou ao Campeonato Brasileiro para enfrentar o Atlético-PR neste domingo (21) e a partida terminou empatada por 1 a 1.

O Corinthians vai a dez pontos com o resultado, ficando na parte intermediária da tabela. O Atlético tem sete e permanece na zona de rebaixamento.

Aos cinco minutos de partida, o Atlético abriu o placar do Durival de Brito. Paulo Baier fez a jogada para Marcelo aparecer na área e bater cruzado sem chance de Cássio defender.

O gramado molhado do Durival de Brito impedia que os dois times tentassem trocar passes em campo. Marcão foi lançado no ataque aos 24 minutos, mas adiantando demais a bola, que ficou com Cássio.

No lance seguinte, o Corinthians empatou o jogo. Renato Augusto dominou a bola na área e tirou a marcação antes de cruzar para Alexandre Pato chegar e completar para o gol.

O Corinthians começou o segundo tempo tentando chegar ao ataque e buscando pressionar a defesa atleticana.

Aos cinco minutos, Marcão aproveitou confusão na área para tentar o chute e acertar a trave. O Atlético se arriscava mais e tentava colocar a bola na área corintiana.

Marcelo apareceu pelaa direita e fez o cruzamento. Cássio tentou encaixar, mas a bola escorregou e ficou com Paulo Baier, que não conseguiu finalizar.

Aos 12, Alexandre Pato foi lançado na área e Weverton chegou antes do atacante corintiano para ficar com a bola. O Atlético respondeu na tentativa de Marcão e Cássio fez a defesa.

O jogo era bastante equilibrado, com os dois times tentando tocar a bola e buscando movimentação em campo. Alexandre Pato partiu em velocidade e tentou invadir a área, mas chutou em cima de Weverton.

Próximos jogos de Corinthians e Atlético-PR pela 9ª rodada do Brasileirão 2013

Corinthians x São Paulo - 28/jul - 16h00 - Estádio do Pacaembu.

Portuguesa x Atlético-PR - 27/jul - 18h30 - Estádio do Canindé.

Ficha Técnica

Atlético-PR 1 x 1 Corinthians

Local: Durival Brito (Vila Capanema), Curitiba (PR)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG);
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinicius Gomes (ambos de MG);
Assistentes adicionais: Marcos Mateus Pereira e João Lupato (ambos do MS);

Atlético (PR): Weverton; Luiz Alberto, Manoel, Pedro Botelho e Léo; Juninho (Zezinho), Bruno Silva, Everton e Paulo Baier; Marcelo e Marcão (Éderson)
Técnico: Vágner Mancini.

Corinthians: Cássio; Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos (Alessandro); Maldonado, Guilherme e Danilo; Romarinho (Ibson), Renato Augusto e Alexandre Pato (Douglas).
Técnico: Tite.

Gols: Marcelo (ATLPR) aos 5, Alexandre Pato (COR) aos 25 do primeiro tempo.

CA: Pedro Botelho. Manoel e Everton (ATLPR); Danilo, Douglas, Paulo André e Renato Augusto (COR).

Add a comment

Na Vila Belmiro, Santos empata com Coritiba por 2 a 2

santos-futebol-clubeSantos e Coritiba se enfrentaram neste domingo (21) pelo Campeonato Brasileiro e a partida terminou empatada com o placar de 2 a 2.

O Coritiba vai a 16 pontos e ocupa a vice-liderança. O Santos fica com 12 pontos, na sétima posição.

Aos dois minutos. Neílton bateu falta e exigiu grande defesa de Vanderlei. O Santos começou a partida indo ao ataque e buscando pressionar a saída de bola do Coritiba.

O Coritiba respondeu na tentativa de Robinho, que acabou nas mãos de Aranha. Aos 11, Alex bateu para o gol com o goleiro santista já batido, mas acertou a trave. Deivid apareceu para aproveitar o rebote, mas mandou longe do gol.

O Santos abriu o placar aos 20 minutos, com Neílton. O atacante aproveitou cruzamento de Neílton para bater forte na bola. Vanderlei não conseguiu fazer a defesa.

Aos 38, o Santos chegou com perigo em lançamento de Léo para Montillo, que invadiu a área e deixou para Willian José mandar pela linha de fundo.

Alex empatou a partida aos 40 minutos. O camisa 10 do Coritiba foi lançado na área e tirou Aranha da jogada com um toque sutil.

O Santos tentou a resposta na cobrança de falta de Cícero, que tentou acertar o ângulo de Vanderlei e mandou a bola por cima do travessão.

O segundo tempo começou com os dois times buscando o ataque. O Santos teve chance em cobrança de falta aos sete minutos, mas a bola acertou a barreira.

Montillo foi para o chute aos dez minutos, porém a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo. Chico tentou completar de cabeça cruzamento de Alex e Aranha fez a defesa. Logo depois, o zagueiro do Coritiba tentou novamente e acertou a trave.

O Santos foi ao ataque e retomou a dianteira do placar aos 19 minutos na cobrança de falta de Galhardo, que Cícero cabeceou para o fundo das redes de Vanderlei.

Aos 23, o Coritiba respondeu no chute de Botinelli, que passou perto do gol de Aranha. Depois o Santos teve três chances de chegar ao terceiro gol, sem conseguir colocar a bola para dentro.

O Santos quase fez o terceiro aos 35 em bola cruzada na área. Giva ajeitou para fazer o chute e Vanderlei defendeu. No rebote, Neílton pegou mal na bola.

Alex, aos 42, empatou novamente o placar para o Coritiba, batendo forte de direita e mandando a bola no fundo das redes do goleiro Aranha.

Próximos jogos de Santos e Coritiba pela 9ª rodada do Brasileirão 2013

Ponte Preta x Santos - 27/jul - 21h00 - Estádio Moisés Lucarelli

Coritiba x Vitória - 28/jul - 18h30 - Estádio Couto Pereira

Ficha técnica

Santos 2 x 2 Coritiba

Local: Vila Belmiro, Santos;

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS);
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Jose Eduardo Calza (ambos do RS);
Assistentes adicionais: Wagner dos Santos Rosa e Antonio F. de Carvalho Schneider (ambos do RJ);

Santos: Aranha; Rafael Galhardo (Pedro Castro), Edu Dracena, Durval e Léo; Alan Santos, Leandrinho (Cicinho), Cícero e Montillo; Neilton e Willian José (Giva).
Técnico: Claudinei Oliveira.

Coritiba: Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico e Raul Iberbia (Diogo); Júnior Urso, Robinho, Bottinelli (Keirrison) e Alex; Geraldo (Everton Costa) e Deivid.
Técnico: Marquinhos Santos.

Gols: Neílton (SAN) aos 20, Alex (CRT) aos 40 do primeiro tempo, Cícero (SAN) aos 19, Alex (CRT) aos 42 do segundo tempo.

CA: Leandro Almeida (CRT).

Add a comment

São Paulo perde por 3 a 0 para o Cruzeiro-MG em pleno Morumbi

sao-paulo-futebol-clubeDepois da decisão da Recopa Sul-Americana, o São Paulo retornou suas atenções para o Campeonato Brasileiro, onde recebeu o Cruzeiro neste sábado (20), sendo derrotado pelo placar de 3 a 0, os três gols marcados pelo atacante Luan.

Foi a sétima derrota seguida do time do Morumbi, que tem oito pontos e fica próximo da zona de rebaixamento. O Cruzeiro assume a vice-liderança do Brasileiro, com 15 pontos.

A primeira jogada de gol da partida foi do Cruzeiro, com Vinícius Araújo aparecendo pela direita e batendo cruzado. Rogério Ceni fez a defesa com o pé.

O jogo se mostrava disputado, mas as duas equipes pouco conseguiam chegar ao campo de ataque. Jadson, aos 22 minutos, tentou cruzar na área, mas Fábio conseguiu o corte.

O Cruzeiro conseguiu boa chance aos 32 minutos, na cobrança de falta de Souza que passou perto do gol de Rogério Ceni. O time mineiro buscava controlar o ritmo da partida, sem conseguir impor o toque de bola sobre a defesa do São Paulo.

Jadson tabelou com Douglas no começo do segundo tempo e apareceu na área para dar um toque na bola e forçar a defesa de Fábio.

Na primeira chance cruzeirense da etapa final, Luan abriu o placar para o Cruzeiro, aproveitando bola lançada na área para bater de primeira, sem chance de Rogério Ceni defender.

O Cruzeiro manteve a pressão e Egídio chegou pela esquerda para cruzar a bola, mas Ricardo Goulart não aproveitou o lance.

O São Paulo buscava reagir e Luís Fabiano tentou ajeitar bola cruzada na área, mas a bola foi pela linha de fundo. O time do Morumbi insistia na pressão e nas jogadas pelas laterais.

Aloísio teve a chance do gol de empate aos 24 minutos. O atacante foi lançado sem marcação e bateu cruzado, com a bola passando perto da meta de Fábio.

Luan aumentou a vantagem cruzeirense aos 34, depois de receber a bola no campo de ataque, partir em velocidade e vencer Clemente Rodríguez.

O Cruzeiro voltou ao ataque e Luan fez o seu terceiro gol na partida e o terceiro do time mineiro dois minutos depois, ao bater na saída de Rogério Ceni para fechar a contagem no Morumbi.

Próximo jogo do Cruzeiro pela 9ª rodada do Brasileirão 2013

Cruzeiro x Atlético-MG - 28/jul - 16h00 - Estádio do Mineirão

Próximo jogo do São Paulo pela 12ª rodada do Brasileirão 2013 (jogo antecipado)

São Paulo x Internacional - 24/jul - 21h00 - Estádio do Morumbi.

Ficha técnica

São Paulo 0 x 3 Cruzeiro

Local: Morumbi, São Paulo;

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC);
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Carlos Berkenbrock (ambos de SC);

Assistentes adicionais: Antonio F de Carvalho Schneider e Wagner dos Santos Rosa (ambos do RJ);

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Clemente Rodriguez; Denilson (Roni), Rodrigo Caio, Jadson e Ganso; Osvaldo (Silvinho) e Luis Fabiano (Aloísio).
Técnico: Paulo Autuori.

Cruzeiro (MG): Fábio; Mayke (Leandrinho), Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Souza, Éverton Ribeiro (Martinuccio) e Ricardo Goulart (Lucca); Luan e Vinícius Araujo.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Gols: Luan (CRU) aos 05’, 34’ e 361 do segundo tempo.

Add a comment

Em jogo disputado, Palmeiras vence Figueirense e assume liderança da Série B

palmeiras-futebol-clubeNa briga pela liderança do Campeonato Brasileiro da Série B, o Palmeiras foi a Santa Catarina enfrentar o Figueirense neste sábado (20) e venceu o jogo pelo placar de 3 a 2, assumindo o topo da classificação da Série B.

Com 21 pontos, o Palmeiras passa o sábado na liderança, com o adiamento da partida entre Chapecoense e América-MG. O Figueirense tem 16 e fica fora do G4.

O Palmeiras teve chance de abrir o placar com Vinícius, que apareceu na área e bateu rasteiro, com a bola indo pela linha de fundo. O Figueirense tentava responder, enfrentando a marcação palmeirense.

Aos 19 minutos, Valdívia foi derrubado na área em disputa de bola com a zaga do Figueirense e o árbitro marcou pênalti para o Palmeiras. Leandro foi para a cobrança e mandou para fora.

Rafael Costa bateu de longe e a bola passou de lado do gol de Fernando Prass. O Figueirense conseguia sair mais para o ataque e tentava criar pressão em cima da defesa palmeirense.

O Figueirense abriu o placar aos 30 minutos, aproveitando passe errado de Valdívia, que ficou com a equipe catarinense. Rafael Costa recebeu e bateu forte para fazer o gol.

O time da casa continuava n o ataque, tentando forçar o erro da defesa palmeirense, enquanto o Palmeiras buscava vencer a marcação do Figueirense.

O Figueirense teve escanteio e Fernando Prass quase se complicou na hora de afastar a bola da área. Os minutos finais do primeiro tempo foram marcados pela pressão do Palmeiras atrás do gol de empate.

Aos 11 minutos do segundo tempo, o Palmeiras empatou a partida. Vinícius aproveitou sobra de cobrança de escanteio e bateu rasteiro, com Vílson desviando a bola no caminho.

Luís Felipe bateu falta aos 17, com a bola tocando na barreira e indo pela linha de fundo. Depois, Vinícius foi lançado na esquerda e fez o passe para Alan Kardec, mas Tiago Volpi fez a defesa.

O Figueirense ficou com um jogador a menos em campo aos 25 minutos quando André Rocha levou cartão vermelho após cometer falta em Valdívia e chutar a bola para longe após a marcação do lance.

No lance seguinte, a falta foi cobrada e André Luiz completou o lançamento para o fundo das redes e virou o placar em favor do time palmeirense.

O Figueirense empatou aos 30 minutos com Ricardo Bueno, aproveitando rebote de Fernando Prass.

Valdívia, aos 44, fez o terceiro do Palmeiras na partida, Alan Kardec tentou completar bola lançada na área e acertou a trave, mas o chileno aproveitou o rebote para fazer o gol da vitória palmeirense.

Próximos jogos de Figueirense e Palmeiras pela 10ª rodada da Série B 2013

Guaratinguetá x Palmeiras - 27/jul - 16h20 - Estádio Prof. Dario Rodrigues Leite

Figueirense x São Caetano - 27/jul - 21h00 - Estádio Orlando Scarpelli

Ficha técnica

Figueirense 2 x 3 Palmeiras

Local: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)

Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha (ES);
Assistentes: Katiuscia M Berger Mendonça e Ramires Santos Candido (ambos do ES);

Figueirense: Tiago Volpi; André Rocha, Thiego, Bruno Pires e Wellington Saci; Nem, Dener, Maylson (William) e Ricardinho (Marcelo Toscano); Ricardo Bueno e Rafael Costa (Tinga).
Técnico: Adilson Batista.

Palmeiras: Fernando Prass; Luis Felipe, André Luiz, Vilson e Juninho; Márcio Araújo, Charles (Alan Kardec), Wesley e Valdivia; Vinícius (Ronny) e Leandro (Ananias).
Técnico: Gilson Kleina.

Gol: Rafael Costa (FIG) aos 30 do primeiro tempo, Vinícius (PAL) aos 11, André Luiz (PAL) aos 26, Ricardo Bueno (FIG) aos 30 Valdívia (PAL) aos 44 do segundo tempo.

CA: Ricardinho Nem e André Rocha (FIG); Alan Kardec, Ananias e Valdívia (PAL).

CV: André Rocha (FIG).

Add a comment

Corinthians vence São Paulo e conquista título da Recopa Sul-Americana

corinthians campeao recopa

No Pacaembu, Corinthians e São Paulo se enfrentaram na partida de volta da decisão da Recopa Sul-Americana 2013. O Corinthians, que havia vencido a primeira partida, também conquistou o jogo de volta, por 2 a 0, e se sagrou campeão do torneio.

Emerson, logo no começo da partida, arriscou de fora da área, mas a bola bateu em Guerrero e foi para fora. Depois, Romarinho invadiu a área, dominou mesmo marcado e acabou desperdiçando a chance de finalizar a gol.

O São Paulo arriscou em chute de primeira de Denílson, que passou longe do gol de Cássio. Os dois times buscavam tocar a bola e criar chances de gol.

Danilo bateu de longe aos 11 minutos e Rogério Ceni tocou na bola para tirá-la do caminho do gol. No escanteio seguinte, Guerrero foi para o cabeceio e o goleiro do São Paulo ficou com a bola.

Aos 16, o São Paulo chegou mais uma vez ao ataque em jogada de Osvaldo que, mesmo marcado por Edenílson, dominou e foi para o chute, levando perigo para o gol corintiano.

Gil quase abriu o placar do Pacaembu ao subir para desviar de cabeça uma bola cruzada, que passou perto da trave são-paulina.

Romarinho fez o primeiro gol da partida aos 35 minutos, aproveitando sobra da tentativa de Guerrero para bater para o gol, com Rogério Ceni sem conseguir a defesa.

No começo do segundo tempo, o Corinthians teve chance em jogada individual de Guerrero, mas na hora de colocar a bola na área, Lúcio conseguiu o corte.

O São Paulo tentava pressionar atrás do gol de empate, mas não conseguia chegar com perigo ao gol de Cássio. O Corinthians segurava o ritmo da partida e tocava a bola com tranquilidade.

Aloísio, aos 21, teve a chance de fazer o gol ao ser lançado sozinho na área, matar a bola no peito e bater para a defesa do goleiro corintiano.

Pouco depois, Danilo aumentou a vantagem corintiana na partida. Ele aproveitou rebote de Rogério Ceni em chute do próprio meio-campista para chegar na bola e empurrá-la para o fundo das redes.

O domínio corintiano na etapa final aumentou, mantendo o toque de bola e impedindo os avanços do time do São Paulo. Rodrigo Caio tentou cabecear bola vinda de cobrança de falta, mas sem sucesso.

O São Paulo tentou ir ao ataque nos minutos finais, mas não conseguiu chegar com perigo ao gol de Cássio.

Ficha técnica

Corinthians 2 x 0 São Paulo

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Paulo César de Oliveira (SP);

Assistentes: Marcio Santiago (MG) e Fabricio Vilarinho (GO);

Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme; Danilo, Romarinho (Renato Augusto) e Emerson (Ibson); Guerrero (Alexandre Pato).

Técnico: Tite.

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan (Maicon); Denilson, Wellington (Aloísio), Rodrigo Caio e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano.

Técnico: Paulo Autuori.

Gols: Romarinho (COR) aos 35 do primeiro tempo, Danilo (COR) aos 23 do segundo tempo.

CA: Douglas (SPO) e Danilo (COR).

Add a comment

Na estreia de Paulo Autuori, São Paulo perde para o Vitória

sao-paulo-futebol-clubeNa reestreia de Paulo Autuori, o São Paulo visitou o Vitória neste domingo (14) pelo Campeonato Brasileiro e foi derrotado pela equipe da Bahia pelo placar de 3 a 2.

O Vitória vai a 13 pontos com o resultado, na vice-liderança da competição. O São Paulo, com oito, fica na parte intermediária da tabela.

O jogo começou com o Vitória tentando atacar. Nino tentou lançar Dinei, mas a bola passou pela área sem que ninguém chegasse para a finalização.

Na primeira boa chance do São Paulo, Aloísio abriu o placar do Barradão. Osvaldo recebeu na esquerda, invadiu a área e fez o passe para o atacante chegar e bater forte para o fundo das redes de Wilson.

Osvaldo tentou fazer outro passe para Aloísio aos 13 minutos, mas Gabriel Paulista conseguiu o corte. O São Paulo continuava a pressionar e Osvaldo aproveitou jogada individual para chegar ao ataque, mas sem sucesso.

Dinei, aos 20 minutos, empatou a partida. O atacante do Vitória recebeu o passe no campo ofensivo, partiu com a bola, tirou a defesa e bateu na saída de Rogério Ceni.

Aos 27, Maxi Biancucchi teve a chance de fazer o gol da virada, ao tirar Rogério Ceni da jogada, mas errou na sequência do lance.

No minuto seguinte, Maxi fez o gol da virada do Vitória. A defesa do São Paulo tentou desviar passe para a área, mas a bola bateu em dois jogadores do time visitante e sobrou para o argentino, que chegou e finalizou sem chances de Rogério Ceni defender.

Rogério Ceni, aos 35 minutos, empatou novamente a partida no Barradão, em cobrança de falta que tocou no travessão antes de ir parar no ângulo esquerdo de Wilson.

Na etapa final, Maxi Biancucchi lançou Renato Cajá na área e o meia, mesmo com o gol vazio, bateu por cima da meta de Rogério Ceni.

Logo depois, Escudero foi derrubado na área e o árbitro marcou o pênalti para o Vitória. Renato Cajá foi para a cobrança e a bola foi pela linha de fundo.

O Vitória seguiu pressionando e fez o terceiro gol aos 11. Renato Cajá fez a jogada, chapelou Juan e fez o passe para Nino, que cruzou na medida para Maxi Biancucchi chegar e marcar o terceiro do Vitória.

Aos 23 minutos, o São Paulo ficou com um a menos em campo quando Wellington fez falta em jogador do Vitória e levou o cartão vermelho.

O São Paulo buscou o ataque nos minutos finais, mas sem conseguir evitar a derrota fora de casa para o Vitória.

Próximos jogos de Vitória e São Paulo pela 8ª rodada do Brasileirão 2013:

São Paulo x Cruzeiro - 20/jul - 18h30 - Estádio do Morumbi. Antes, o São Paulo enfrentará o Corinthians pela Recopa.

Vitória x Bahia - 21/jul - 16h00 - Estádio da Fonte Nova.

Ficha técnica

Vitória 3 x 2 São Paulo

Local: Manoel Barradas (Barradão), Salvador (BA)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL);

Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Pedro J Santos de Araujo (AL);

Assistentes adicionais: Claudio Mercante Júnior e Gilberto Rodrigues Castro Junior (ambos de PE);

Vitória (BA): Wilson; Nino, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Tarracha; Michel, Cáceres (Vander), Renato Cajá e Escudero (Gabriel Soares); Maxi Biancucchi e Dinei.

Técnico: Caio Junior.

São Paulo: Rogério Ceni; Lucas Farias (Fabrício), Lúcio, Edson Silva e Juan; Rodrigo Caio, Wellington, Maicon (Ademílson) e Ganso; Osvaldo e Aloísio.

Técnico: Paulo Autuori.

Gols: Aloísio (SPO) aos 10, Dinei (VIT) aos 20, Maxi Biancucchi (VIT) aos 28, Rogério Ceni (SPO) aos 35 do primeiro tempo, Maxi Biancucchi (VIT) aos 11 do segundo tempo.

CA: Escudero e Edson Silva (VIT); Ganso e Edson Silva (SPO).

CV: Wellington (SPO).

Add a comment

Corinthians perde no Pacaembu para o Atlético-MG

corinthians-futebol-clubPara embalar no Campeonato Brasileiro, o Corinthians recebeu o Atlético-MG, finalista da Libertadores, neste domingo (14) e foi derrotado pela equipe mineira pelo placar de 1 a 0.

O Atlético vai a dez pontos com o resultado, n o oitavo lugar da classificação. Com nove, o Corinthians fica na parte intermediária da tabela.

O Corinthians iniciou a partida no ataque, ficando com a posse de bola. Aos quatro minutos, Guerrero foi lançado e Victor saiu da área para fazer o corte.

Aos sete minutos, Romarinho recebeu na entrada da área, dominou e foi para o chute, mas mandou a bola pela linha de fundo.

Ralf, aos 12, tentou o chute e Victor pulou para a defesa. O Atlético pouco tentava nos primeiros minutos, deixando espaços para as investidas corintianas.

O time mineiro tentava crescer na partida e ter mais presença no campo de ataque. Michel, aos 20 minutos, aproveitou rebote de cobrança de falta para arriscar o chute, que foi pela linha de fundo.

Alexandre Pato foi para o chute e Victor fez a defesa, com Réver bloqueando a tentativa de Ibson de aproveitar o rebote. O Atlético respondeu com Bernard, que bateu forte na bola, mas por cima do gol.

O Atlético abriu o placar aos 35 minutos, com Rosinei, que desviou cruzamento feito por Bernard para colocar a bola no fundo das redes de Cássio.

Romarinho tentou marcar o gol de empate aos 41 e Victor fez a defesa. Guerrero aproveitou o rebote, teve o chute travado e a bola sobrou novamente para Romarinho finalizar e o goleiro atleticano ficar com a bola.

No segundo tempo, o Corinthians iniciou tendo duas chances para fazer o gol, com Fábio Santos e Alexandre Pato, mas sem sucesso em ambas.

Aos sete minutos, Guilherme subiu para cabecear bola cruzada por Neto Berola e a bola passou com perigo pelo gol de Cássio.

O Atlético tentava pressionar e o Corinthians buscava responder para chegar ao gol. Romarinho fez a jogada para Guerrero, que fez o cruzamento na pequena área. Ibson e Alexandre Pato tentaram alcançar a bola para a finalização, porém sem sucesso.

O Corinthians insistiu na pressão atrás do gol, mas não conseguiu passar pela defesa atleticana, que soube segurar o ímpeto corintiano e garantir a vitória.

Próximos jogos de Corinthians e Atlético-MG pela 8ª rodada do Brasileirão 2013:

Atlético-MG x Ponte Preta - 21/jul - 18h30 - Estádio Independência

Atlético-PR x Corinthians - 21/jul - 16h00 - Estádio Durival de Britto (Vila Capanema). Antes, o Corinthians enfrentará o São Paulo pela Recopa.

Ficha técnica

Corinthians 0 x 1 Atlético-MG

Local: Pacaembu, São Paulo;

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO);

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Marrubson Melo Freitas (DF);

Assistentes adicionais: Pablo dos Santos Alves (ES) e Wagner Reway (MT)

Corinthians: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André (Paulo Victor) e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Ibson e Romarinho; Alexandre Pato (Léo) e Guerrero.

Técnico: Tite.

Atlético (MG): Victor; Michel, Gilberto Silva, Rafael Marques e Júnior César (Marcos Rocha); Réver (Lucas Cândido), Rosinei, Bernard e Guilherme; Alecsandro e Neto Berola (Luan).

Técnico: Cuca.

Gol: Rosinei (ATLMG) aos 35 do primeiro tempo.

CA: Michel, Guilherme e Luan (ATLMG); Fábio Santos e Guilherme (COR).

Add a comment

Mais artigos...

  1. Santos goleia Portuguesa por 4 a 1 na Vila Belmiro
  2. Na volta ao Pacaembu, Palmeiras vence ABC-RN e chega à vice-liderança
  3. Com dois jogadores expulsos, São Paulo perde de virada para o Bahia
  4. Santos fica no empate com CRAC-GO no jogo de ida da terceira fase
  5. Corinthians sai na frente na decisão da Recopa Sul-Americana
  6. Brasil vence Espanha e conquista o tetra da Copa das Confederações
  7. Com os resultados deste domingo, Brasil enfrentará o Uruguai na próxima fase
  8. Brasil vence México por 2 a 0 em Fortaleza e está na segunda fase
  9. Brasil vence França por 3 a 0 em Porto Alegre (RS)
  10. Corinthians e Portuguesa empatam por 0 a 0 no Pacaembu
  11. Palmeiras perde para o Sport-PE com gol no último instante
  12. Corinthians perde para o Cruzeiro em Sete Lagoas-MG
  13. Fora de casa, Santos perde para o Criciúma-SC por 3 a 1
  14. Com gol no primeiro minuto, São Paulo perde invencibilidade no Brasileiro para o Goiás
  15. Palmeiras vence Avaí e se reabilita na Série B
  16. Corinthians vence Ponte Preta por 1 a 0
  17. Santos fica no empate por 1 a 1 com o Grêmio-RS na Vila Belmiro
  18. Palmeiras perde para o América Mineiro por 1 a 0
  19. Muricy Ramalho não é mais técnico do Santos FC
  20. Com gol no final, Corinthians arranca empate contra o Goiás-GO no Serra Dourada
  21. No Morumbi, São Paulo goleia Vasco da Gama-RJ por 5 a 1
  22. Santos perde por 2 a 1 para o Botafogo-RJ
  23. Palmeiras vence ASA-AL por 3 a 0 e assume liderança da Série B
  24. São Paulo estreia no Brasileiro com vitória sobre Ponte Preta
  25. Na despedida de Neymar, Santos empata sem gols com o Flamengo

Assine Nossa Newsletter

Seu Email:

Seu Nome:


Quem Curti o ParnaíbaWEB

Login

copyright © 2007 - 2013 - www.parnaibaweb.com.br